Cidadeverde.com

Governador cria 90 cargos para aliados

O governador Wellington Dias encaminhou à Assembleia Legislativa, antes do carnaval, projeto de Lei que é um coração de mãe, aquele que sempre cabe mais um. A proposta começa a tramitar tão logo sejam definidas as novas composições das Comissões Técnicas, o que está previsto para ocorrer hoje.

O projeto cria nove cargos de Coordenação, com o salário no valor de 80% da remuneração de um secretário de Estado, e mais nove cargos comissionados para a cada coordenação, com gratificações que variam do DAS 4 ao DAS 2. No total, serão 90 novos cargos. Mas, segundo o governo, eles não geram novas despesas para o Estado.

Várias secretarias ganharão coordenadorias, com autonomia orçamentária e administrativa. A justificativa é a de que elas cuidarão nove programas governamentais: 1- Gestão dos Recursos Hídricos, 2- Modernização e Qualificação de Empreendimentos Públicos, 3 - Infraestrutura Aeroportuária, 4 - Tecnologia e Inovação, 5 - Educação por Meio de Mediação Tecnológicas, 6 - Agronegócio e Cerrados, 7- Apoio a Piscicultura, 8 - Combate a Pobreza Rural e 9 - Mais vida com Cidadania para o Idoso.

Quem se detiver ao exame, ainda que superficial, das funções desses cargos que estão sendo criados não terá nenhuma dificuldade em concluir que as ações das novas coordenadorias já são tocadas por outros órgãos do governo.  Ou pelo menos deveriam estar. Em outras palavras, esses cargos são absolutamente dispensáveis. Ainda mais quando se fala em crise financeira e contenção de gastos.

Os novos cargos, todos sabem, serão entregues a neoaliados do governador que se comprometem a apoiar a sua reeleição, em 2018. Em outros tempos, Wellington Dias daria um murro na mesa, levantaria a voz e chamaria essa troca de cargos por apoio político-eleitoral de “toma lá, da cá”. Agora, porém, o governador dirá, apenas, com voz mansa, que se trata de coalizão. E estamos conversados!

 

Atraso

Os corpos da família que morreu carbonizada no final de semana em Cristalândia, no Extremo-Sul do Piauí, após acidente na BR-135, não serão liberados tão cedo para sepultamento.

Eles só poderão ser reconhecidos após exames de DNA, e o Instituto Médico Legal do Piauí ainda não faz esse tipo de procedimento.

Em casos semelhantes, o resultado do exame demorou até seis meses para chegar a Teresina.

Perfuratriz

O senador Ciro Nogueira fez uma festa porque conseguiu junto ao Ministério da Agricultura uma máquina perfuratriz para o Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs) no Piauí.

Ciro participou de reunião com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, para assinatura do termo de doação do equipamento. Segundo o senador, com a máquina será possível fazer a perfuração de poços no Piauí, auxiliando o abastecimento de água em diversas regiões.  

Participaram também do encontro com o ministro a deputada Iracema Portella (PP) e o coordenador estadual do DNOCS, Djalma Policarpo.

O senador Ciro Nogueira e a deputada Iracema Portella exibem ato assinado pelo ministro da Agricultura doando perfuratriz

Abandono

Ora, o Piauí tem perfuratriz é sobrando. Na semana passada, por exemplo, o líder do governo na Assembleia, deputado João de Deus (PT), ocupou a tribuna para explicar situação de equipamentos que estão parados no Parque de Exposições de Teresina.

Ele disse que se trata de uma máquina para perfuração de poços de mil metros, que o Exército e a CPRM não se interessaram em operar por ser muito onerosa. João de Deus explicou que por conta dessa perfuratriz quatro caminhões estão também no depósito.

Tem mais

Sobre outras máquinas que também foram recebidas na gestão anterior, João de Deus informou que uma para perfuração de poços de 250 metros e outra para poços de 500 metros estão funcionando em parcerias com o Dnocs e a Agespisa. Ele esclareceu ainda que a demanda para poços de mil metros é muito pequena, pois existem apenas dez em todo o Estado. Em resumo, ele disse que o governo está tentando administrar um problema da gestão anterior.

Presente de grego

O deputado Gustavo Neiva (PSB) esclareceu, por sua vez, que os equipamentos são da gestão anterior, mas não foi o governador Wilson Martins que elaborou o projeto, e sim a presidente Dilma Rousseff que os enviou, sem ao menos consultar o Estado sobre a sua necessidade.

Apagão

Um apagão, depois da chuva de ontem à noite, deixou bairros da zona Leste de Teresina por mais de seis horas sem energia.

A interrupção do fornecimento de eletricidade começou por volta das 22 horas. A energia só foi restabelecida depois das 4 horas de hoje.

Dívida

A Agespisa ocupa a 10ª posição na lista dos 500 maiores devedores da Previdência no Brasil, com um débito superior a R$ 585 milhões.

O primeiro colocado nessa relação deve R$ 3,7 bilhões.

 

* O deputado Francis Lopes (PRP) aprovou requerimento cobrando da Claro e  da Tim informações sobre problemas na prestação de serviços da operadoras.

* O parlamentar disse que os problemas se verificam nas linhas de várias cidades do interior. Segundo ele, a Tim informou estar averiguando a situação.

* Chico Buarque e mais 400 intelectuais divulgaram manifesto apelando ao ex-presidente Lula para que lance imediatamente sua candidatura ao Planalto.

* Ora, pois eu cuidava que o ex-presidente já estava em campanha eleitoral há muito tempo... 

O portão

Esta foi contada pelo jornalista e escritor José Lopes dos Santos, em um de seus livros sobre a política do Piauí: “Um guarda vê um indivíduo, com sinais de embriaguez, arrancar e rasgar os cartazes colados num muro, todos de propaganda de partidos políticos. Aproxima-se e pergunta-lhe:

- Mas afinal, de que partido o senhor é?

- De nenhum! Eu estou é procurando o portão de minha casa.