Cidadeverde.com

Fechamento de indústria de cimento, 2º golpe

A suspensão das atividades da Itapissuma, fábrica do cimento Nassau no Piauí, é o segundo grande golpe contra a economia da região de Picos em pouco tempo. O primeiro foi o fechamento das Indústrias Coelho, do ramo têxtil. Os dois empreendimentos tiveram grande impacto na economia da região.

O encerramento das atividades da Itapissuma no município de Fronteiras foi anunciado ontem pela empresa, instalada no final dos anos 90 e inaugurada em julho de 2001. Com o fechamento da indústria, 526 trabalhadores perdem seus empregos.

A instalação da Itapissuma em Fronteiras mobilizou uma grande estrutura, desde a construção de estrada asfaltada à montagem de uma subestação de energia com capacidade para abastecer uma cidade como Picos.

O ex-senador João Vicente Claudino informou ontem que acompanhou de perto todo o processo, como secretário de Indústria e Comércio do Governo Mão Santa. Ele lamentou o fechamento da indústria.

A Itapissuma recolhia mensalmente em torno de R$ 500 mil em ICMS para o Estado do Piauí. 

Indústrias Coelho

As indústrias Coelho S/A, com sede em Petrolina-PE, se instalaram em Picos nos anos de 1960. Após uma forte crise do setor têxtil, foi arrendada pela Piauí Têxtil S/A, em 1980. Já no fim da década de 2000, a indústria, em virtude de uma crise administrativo-financeira, pôs fim à suas atividades no município, demitindo seus funcionários sem os devidos pagamentos trabalhistas.

O fato gerou grande repercussão local, pois a indústria empregava parcela significativa de trabalhadores da região. Existiam casos e trabalhadores com mais de 25 anos na empresa. A Justiça do Trabalho, através da Vara do Trabalho de Picos, determinou a venda de toda a estrutura da fábrica da antiga Indústria Coelho, para pagar  débitos trabalhistas de mais de 300 trabalhadores, bem como as contribuições previdenciárias, custas processuais, honorários advocatícios e impostos. O espólio da indústria foi adquirido em 2015 pelo Grupo R. Sá. 

 

Cara nova

O Governo Wellington Dias está de cara nova. O governador deu posse ontem ao novo secretário de Assistência Social e Cidadania, Zé Santana (PMDB), e também ao novo diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Castro Neto.

Os dois entram no governo no bojo da aliança do governador com o PMDB.  Mais dois auxiliares serão empossados em breve, ainda como parte do acordo.

Chiou

Quem não gostou da mudança foi o deputado Henrique Rebelo (PT), despejado da Sasc. Foi assim que ele reagiu, em postagem em sua página no Facebook: “Caros amigos e amigas, após noventa dias de avalanches de "recados", estrategicamente veiculados pelos mais diversos meios de comunicação e após os desmentidos oficiais, EIS QUE A AGONIA CHEGOU AO FIM !”

O ex-secretário Henrique Rebelo (PT), ao lado do governador: fritura

Marretadas

Depois de informar que fora informado da mudança na última hora, o secretário demissionário da Sasc desabafou: “Embora esteja me sentindo destruído a marretadas ante a forma como fui fritado, hei de manter-me firme, pois sei que esperam isso de mim”.

Farsa

Henrique Rebelo não esconde a sua mágoa diante de todo o processo: “Confesso que havia percebido que depois que a avalanche começa,não há nada que consiga pará-la,então apesar da angústia, sabia o que o final era incerto,o enredo seria o mesmo de sempre -mistura de farsa, desmentidos oficiais e suspense.”

O ex-secretário retorna à Assembleia Legislativa na condição de suplente de deputado estadual convocado.

MP pede mais

O Ministério Púbico Estadual mandou para a Assembleia Legislativa projeto de lei concedendo revisão salarial para seus servidores efetivos e ocupantes de cargos em comissão.

O MP alega que a medida tem o objetivo de recompor perdas inflacionárias em 2016.

Se aprovado, o projeto causará um impacto financeiro de R$ 1 milhão 880 mil, no exercício de 2017.

Palestra

O ex-ministro João Henrique Sousa foi recebido ontem à noite no diretório regional do PSB, onde fez sua palestra “O Piauí em Movimento”.  Ele apresentou um diagnóstico do estado, fez críticas ao governo Wellington Dias e apontou caminhos para o Piauí.

O ex-ministro João Henrique faz palestra para o PSB do Piauí

Deu a louca

Na Fundação Municipal de Saúde, o clima é de tensão, depois do corte da gratificaão de insalubridade de médicos e enfermeiros que trabalham nos Caps, atendendo pacientes com doenças mentais, e também dos médicos auditores, que trabalham nos hospitais. 

* O deputado Luciano Nunes (PSDB) se reuniu ontem com o superintendente regional do Dnit no Piauí, Paulo de Tarso Cronemberg.

* O parlamentar foi para tratar da situação da BR 135, importante rodovia do Sul do Piauí, e pedir urgentes melhoria para a estrada.

* O Governo do Piauí lançou nota de pesar ontem pelo falecimento, na noite de domingo, de dona senhora Maria Aldenora Rodrigues, 71 anos.

* Ela era a mãe do coordenador de Comunicação Social do Governo, João Rodrigues Filho. 

 

Agora vai!

Ontem, ao agradecer a palestra do ex-ministro João Henrique Sousa para lideranças e militantes do PSB, o presidente regional do partido, ex-governador Wilson Martins, endossou as críticas do palestrante ao governo Wellington Dias. E arrematou:

- Mas espero que agora o Piauí melhore, com a chegada do PMDB ético ao governo.