Cidadeverde.com

Deputados reagem à redução de vagas na Câmara

Foto: Pablo Cavalcante/Rádio Cidade Verde

O deputado Júlio César na Rádio Cidade Verde: não à redução da bancada

A bancada federal do Piauí  começa a reagir contra o projeto que redefine o número de cadeiras na Câmara Federal. Pela proposta, o Piauí perde duas cadeiras de deputado federal a partir das próximas eleições. Em consequência, perderá também seis cadeiras na Assembleia Legislativa.O projeto foi aprovado na terça-feira, por unanimidade, na Comissão de Constituição e Justiça do Senado e segue para discussão do plenário.

No Piauí, a primeira reação partiu do deputado Heráclito Fortes (PSB). Para ele, a redução de bancada prejudica estados do Nordeste e Norte. “Sou contra e acho que não podemos diminuir uma bancada de 10 deputados. Ela já está no limite mínimo. Se querem fazer alguma reacomodação, que procurem as bancadas com maior número, e não as de menor”, argumentou.

O deputado federal Júlio César (PSD) também se posicionou radicalmente contra o projeto. Segundo ele, os critérios apresentados para a modificação da representação parlamentar, baseado na população, são inconsistentes.

Em sua opinião, devem ser levado em conta o critério do eleitorado, como se faz em relação ao coeficiente eleitoral, por exemplo.”Não faz sentido o Piauí, que tem 400 mil eleitores a mais que o Amazonas, ter menos cadeiras na Câmara Federal do que aquele Estado”, raciocina.

Júlio César destacou que, se a proposta for aprovada, o Piauí voltaria a ter apenas 8 deputados federais, a mesma quantidade do Estado de Roraima. “Mas é bom frisar que o Piauí tem mais de 3 milhões e 200 mil habitantes, com mais de 2 milhões e 300 mil eleitores. Roraima tem apenas 500 mil habitantes e 300 mil eleitores”.

O parlamentar não acredita na aprovação do projeto. Pelos seus cálculos, muitos Estados estão neutros e outros não têm nada a ganhar com a mudança. Por fim, os Estados ameaçados de serem prejudicados vão reagir.

Quem ganha, quem perde

De acordo com o projeto, o número de deputados será mantido em 513. As mudanças serão no total de eleitos por alguns Estados. Sete Estados poderão aumentar a bancada de deputados eleitos a partir de 2019. O Pará passaria a ter quatro deputados a mais; Amazonas e Minas Gerais ganhariam duas cadeiras cada; e o ganho da Bahia, Ceará, Santa Catarina e Rio Grande do Norte seria de um deputado por Estado.

Em contrapartida, sete Estados teriam redução do número de deputados eleitos. Rio de Janeiro perderia três cadeiras; Rio Grande do Sul, Paraíba e Piauí, duas cadeiras cada; enquanto Paraná, Pernambuco e Alagoas ficariam com um deputado a menos.

Os demais 13 Estados não perderiam nem ganhariam nenhuma cadeira na Câmara. Nesse grupo estariam São Paulo, Maranhão, Goiás, Espírito Santo, Mato Grosso, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Sergipe, Rondônia, Tocantins, Acre, Amapá e Roraima.

Mudança nos TCE's

A Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) vai apresentar ao Congresso Nacional o texto de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para alterar os critérios de composição dos Tribunais de Contas do país. 

Mais técnicos

A principal medida da nova proposta é garantir a maioria das vagas nos Tribunais de Contas para as carreiras técnicas.

A Atricon aproveitou o episódio do TCE do Rio, que levou em cana cinco dos sete conselheiros do Tribunal de Contas, para levantar a bandeira.

Bona Medeiros

O Piauí perdeu ontem à noite o ex-deputado e ex-governador Bona Medeiros, vítima de infarto fulminante.

José Raimundo Bona Medeiros nasceu em 24 de dezembro de 1930 em União. Foi deputado estadual por sete mandatos, prefeito de Teresina, vice-governador e governador do Piauí.

No governo

Em 1982, foi eleito vice-governador na chapa encabeçada por Hugo Napoleão. Assumiu o governo com a renúncia de Hugo para concorrer ao Senado, em 1986.

O corpo está sendo velado no Salão Nobre da Assembleia Legislativa. O sepultamento será no fim da tarde, em União.

Mensagem de Hugo

O ex-governador, ex-ministro e ex-senador Hugo Napoleão divulgou ontem à noite esta mensagem sobre o falecimento de José Raimundo Bona Medeiros:

“Meu coração se enche de tristeza com a partida do muito querido amigo José Raimundo.

Exemplo de homem público, impecável colega de trabalho, possuía acentuada percepção política. Mantivemos um diálogo permanente e, graças à sua solidariedade, pude chegar a altos patamares na República, pela firmeza com que se ombreou comigo na adoção da candidatura de Tancredo Neves e na formação do PFL!

Que Deus guarde para sempre o exemplar esposo, pai, avô e amigo."

Luto oficial

O governador Wellington Dias divulgou nota de pesar pelo falecimento do presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-PI), Carlos Augusto Melo Carneiro da Cunha, o Caú. Ele decretou luto oficial por três dias no Piauí.

Copiou, colou

No velho, cômodo e conhecido método de copiar e colar, a Prefeitura de Campo Maior mantém o ex-prefeito Paulo Martins (PT) no cargo, como se pode ver no cabeçalho do decreto abaixo:

No cabeçalho do decreto, o erro oficial

Ciro é reeleito no PP

O senador Ciro Nogueira foi reeleito ontem à tarde, por unanimidade, para o terceiro mandato como presidente nacional do PP. Ele assumiu o comando do partido em 2013. Reeleito para mais dois anos de mandato, ficará no cargo pelo menos até 2019.

Com isso, será responsável por conduzir as negociações do partido nas eleições de 2018, quando a legenda tem planos de lançar um candidato à Presidência da República.

100 dias de Mão Santa

O prefeito de Parnaíba, Mão Santa (SD), chega aos 100 dias fazendo barulho, como a visita do presidenciável Jair Bolsonaro (PSC) ao município, e a inauguração de obras públicas.

Agora pela manhã, ele entrega à população o Sistema de Purificação de Água na comunidade Céu.

No final da tarde, o prefeito inaugura a pavimentação asfáltica da Rua Costa Fernandes, bairro São Benedito, e a iluminação da BR-343, no trecho entre Parnaíba e Luís Correia.

Freitas Neto faz hoje palestra de abertura da Escola de Gestão Pública, em Parnaíba

Escola de Gestão

No começo da noite, inaugura a Escola Municipal de Administração Pública, no bairro Pindorama.

O diretor de Assuntos Econômicos da Fiepi, Freitas Neto, foi convidado pelo prefeito Mão Santa para ministrar a palestra inaugural da Escola de Gestão, abordando o tema “Gestão Pública”.

O troco

O presidente Michel Temer respondeu à altura ao rapapé do líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros, que o vem fustigando:

- Eu compreendo o Renan, as dificuldades dele. De alguma maneira, ele sempre agiu dessa maneira. Ele vai e volta. Então, eu estou tratando com muito cuidado, politicamente, até porque não posso a todo momento estar brigando com quem não é presidente da República.

*O PP do Piauí está querendo engabelar o PT, ao reivindicar os cargos de senador e vice-governador na chapa majoritária de 2018.

*A alegação do partido é que já tem as duas posições. É fato, mas foram conquistadas em eleições diferentes.

*Ciro Nogueira chegou ao Senado com Wellington Dias em 2010 e Margarete Coelho elegeu-se vice-governadora em 2014.

*O vice-presidente do Tribunal de Contas da União, José Múcio Monteiro,faz hoje, às 10 horas, visita de cortesia ao TCE-PI.

Quando menos dá mais 

Do filósofo popular ‘Seu Malaquias’, morador do Grande Dirceu, na Rádio Cidade Verde, sobre o projeto de redistribuição das cadeiras parlamentares:

- Se passar no Congresso, o Piauí vai ganhar 2 deputados federais e 6 deputados estaduais a menos.