Cidadeverde.com

Apreensão atinge ônibus do Grande Dirceu

Os usuários de ônibus do Grande Dirceu, na zona Sudeste, serão os mais prejudicados com a apreensão de parte dos ônibus da frota do Consórcio Teresina, que servem aos bairros da região. A apreensão de 16 ônibus do consórcio e de mais dois da empresa Timon City foi feita no sábado, em cumprimento de mandato judicial de busca e apreensão.

Pelo menos 14 dos ônibus apreendidos são novos e já contam com ar-condicionado. Eles pertencem às empresas Dois Irmãos, Emtracol, Santa Cruz e Taguatur, que formam o consórcio. As empresas que tiveram os ônibus recolhidos por ordem judicial estão há quase 10 meses sem pagar as prestações do financiamento dos carros, com uma divida acumulada de quase meio milhão de reais.

O banco que vendeu os ônibus e acionou a Justiça foi o Volvo, após fracassadas tentavas de resolver a questão administrativamente. Ontem, o empresário Marcelino Lopes, vice-presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Teresina (Setut) e presidente da empresa Dois Irmãos, afirmou ao Cidadeverde.com que o motivo da apreensão é individual de cada empresa, mas que “certamente é fruto da crise econômica brasileira”. Ele confia que o problema será resolvido em breve.

O Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários (Sintetro) anunciou ontem que amanhece hoje dentro das garagens, para ver como ficará a situação trabalhista dos motoristas e cobradores. O presidente do Sindicato, Fernando Feijão, afirmou que não sabe como as empresas irão repor os ônibus para circular normalmente a partir de hoje, pois elas trabalhariam sem veículos reserva.

A Strans solicitou que o consórcio ponha carros da frota reserva para resolver o problema e não prejudicar os usuários. A superintendência anunciou que fará o monitoramento para saber se as ordens de serviços estão sendo cumpridas. Equipes de fiscalização estarão hoje cedo nas garagens para averiguar as saídas. 

O Grande Dirceu é a região mais populosa de Teresina e, portanto, a que tem o maior número de usuários de ônibus.

'Plano A' do PP

O presidente reeleito do PP, senador Ciro Nogueira, declarou que o plano número 1 do partido é emplacar a candidatura do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, à presidência da República, nas eleições de 2018.

Ora, o plano número 1 do PP deveria ser o de se safar da Lava-Jato. É o partido mais denunciado no esquema.

E o presidente?

Outra: antes de pensar na candidatura do próximo presidente, o PP deveria era ajudar o atual a concluir o seu mandato.

Michel Temer chegou ao Planalto com as articulações e os votos dos progressistas para derrubar a presidente Dilma através do impeachment.

Novos acadêmicos

A Academia de Ciências do Piauí, presidida pelo ex-reitor Jônathas Nunes, deu posse no final de semana a mais 17 novos acadêmicos, de diversas áreas de conhecimento, que se somam aos 43 membros da instituição.

Entre os novos acadêmicos, estão os reitores Arimatéa Dantas Lopes, da Ufpi;Nouga Cardoso Batista,  da Uespi;  e Paulo Henrique Pinheiro, do IFPI.

A posse dos novos membros da Academia de Ciências do Piauí

Deu Assis!

Deu o esperado na eleição para renovação da direção estadual do PT no Piauí: a chapa liderada pelo deputado federal Assis Carvalho venceu a disputa.

O novo presidente do PT será aclamado no dia 5 de maio, durante o Congresso Estadual. 

*A Prefeitura de Teresina arrecadou perto de R$ 40 milhões com o pagamento da cota única do IPTU 2017.

*Está a caminho de se confirmar, portanto, a previsão da Prefeitura de receber este ano entre R$ 42milhões a R$ 45 milhões do imposto.

*O deputado Gustavo Neiva (PSB) entrou há uma semana com requerimento solicitado do governo do Estado endereços e telefones das novas coordenadorias.

*Dizem na Assembleia Legislativa que os mais interessados na resposta do governo são justamente os novos coordenadores.

Batendo na porta errada

O sambista Jorge Aragão veio em dezembro a Teresina para um show. Tinha uma entrevista agendada para a Rádio Cultura. Foi informado pelo diretor do Theatro 4 de Setembro, João Vasconcelos, que a emissora funcionava em um sobrado amarelo, a poucas quadras dali. O artista seguiu o endereço indicado e bateu em um prédio amarelo, em frente ao da rádio, onde funciona um dos cabarés remanescentes da zona da Paissandu. E, sem de nada desconfiar, apresentou-se a uma mulher toda produzida que estava na porta:

O sambista: - Tô aqui para o programa de entrevista.

A mulher: - Olhe, moço, aqui o programa é outro!