Cidadeverde.com

Caso Abraão: um crime de pistolagem com vítima e assassino, mas sem mandante

Um dos crimes de maior repercussão no Piauí, no final da década de 80 do século passado, foi finalmente julgado em Teresina, na iminência da prescrição. Trata-se do assassinato do deputado estadual e agropecuarista Abraão Gomes, ex-prefeito de Porto, assassinado com um tiro de escopeta e três de revólver em 29 de agosto de 1989.

Depois de 15 horas de julgamento, o Tribunal do Júri inocentou, por 4 votos a 3, o advogado Virgílio Bacelar de Carvalho, acusado de mandar matar o parlamentar. O réu falou por cerca de duas horas, se defendeu e chorou três vezes durante o seu interrogatório. O veredicto saiu por volta da meia-noite de segunda-feira, 24.

O réu explicou que era para comprar ouro o depósito bancário de 100 mil cruzeiros – a moeda da época, em torno de 400 salários mínimos – feito pelo então tesoureiro da Prefeitura de Porto, a seu pedido, na conta do pistoleiro Alcides Nery, preso e condenado pela morte do deputado. Em 1989, o prefeito de Porto era seu irmão Dó Bacelar, então adversário de Abraão Gomes. Dó retornou ao cargo de prefeito este ano.

Esse foi o segundo julgamento de Virgílio Barcelar. O primeiro aconteceu em 2000. Naquela ocasião, o acusado foi inocentado, mas o julgamento foi anulado pelo Tribunal de Justiça, após a suspeita de coação do júri.

O advogado tentou de todas as formas não sentar no banco dos réus outra vez, conseguindo protelar o julgamento através de inúmeros recursos. O último foi apresentado pouco antes do início do julgamento, mas negado pelo juiz Antônio Noleto.

No mês passado, a defesa conseguiu adiar o julgamento, com recurso ao Tribunal de Justiça. O pedido foi aceito, mas em seguida reformulado pelo desembargador Sebastião Ribeiro Martins.

Pelo resultado, ficou evidente que o júri teve dificuldade em acreditar na defesa, mas acabou por absolver o advogado Virgílio Bacelar por 4 a 3.

Agora inocentado, o advogado tira das costas a pesada cruz que carrega por quase 28 anos – a de ser apontado como mandante de um assassinato cruel, um crime de pistolagem que teve vítima, teve assassino, mas, pela decisão do júri, não teve mandante. E, sem mandante, não existe a motivação do crime.

Foto: Cidadeverde.com

Técnicos do TCE não gostaram do que viram na licitação da Ceapi

Pepino e abacaxi

Os técnicos do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que acompanharam a privatização da Ceapi, antiga Ceasa, não gostaram do que viram no processo de licitação.

Lá vem confusão de novo para o Governo do Estado, que anda tendo dores de cabeça com a concessão das rodoviárias e a subconcessão dos serviços da Agespisa.

O relatório do TCE sobre a concessão da Ceapi vem com pepino e abacaxi .

Construção

A Câmara Brasileira da Indústria da Construção Civil e a Associação Piauiense dos Empresários de Obras Públicas realizam amanhã, em Teresina, o Seminário de Atualização do Sistema Referencial de Preços Sinapi.

O evento começa às 8 horas, no auditório da Federação das Indústrias do Piauí, e vai até o meio-dia.

Previdência

Em tempos de reforma previdenciária, através de polêmica proposta em tramitação no Congresso, o deputado federal Júlio César (PSD) divulga a relação dos cinco maiores devedores da Previdência no país.

Apareceu a Margarida!

Dez anos depois, o deputado federal Paulo Maluf (PP) será julgado no próximo dia 9, no Supremo Tribunal Federal, pela acusação do Ministério Público de ter cometido crime contra o sistema financeiro.

Entre a autuação do Inquérito 2.471 no STF, em 16/2/2007, a recepção da denúncia pelo plenário, em 29/9/2011, o julgamento dos embargos, no fim de 2013, foram 6 anos e 9 meses. Assim, desde o início da investigação do crime de lavagem de dinheiro, passando pelo acolhimento da denúncia até a sessão final de julgamento da ação penal, o processo terá tramitado por 10 anos e 3 meses.

"A Luzia", a peça

A bailarina Luzia Amélia apresenta hoje e amanhã, a partir das 20h, no Theatro 4 de Setembro, a peça “A Luzia”, com 100 dançarinas no palco, todas mulheres negras, inclusive dententas.

Ela conta que, através do corpo, o espetáculo aborda temas como racismo e sexismo, fazendo um diálogo com a arqueologia e a antropologia.

Foto: Pablo CavalcanteA bailarina Luzia Amélia, nos estúdios da Rádio Cidade Verde

*O presidente regional do PSD, deputado federal Júlio César, entrou na briga por uma vaga na chapa majoritária do governo em 2018.

*Ele quer concorrer a uma das cadeiras ao Senado. Por um lado, seu gesto mostra que o palanque do governador Wellington Dias esta forte.

*Por outro lado, indica que pode haver briga de foice no escuro entre os aliados que cresceram o olho para o Senado e a vice.

* Os motoristas e cobradores de ônibus urbanos de Teresina aderiram à greve geral convocada para sexta-feira, uma adesão de peso para o sucesso do movimento.

Greve geral

Do Seu Malaquias, ouvinte da Rádio Cidade Verde no Grande Dirceu, em mensagem para a emissora pelo WattsApp, sobre a manifestação nacional convocada para sexta-feira pelas centrais sindicais, pelos sindicatos, partidos políticos de oposição e outros segmentos:

- Esses que querem parar o Brasil no dia 28 trabalham mesmo?