Cidadeverde.com

Um cerco à "República de Curitiba"

O Brasil não é para principiantes, como advertiu certa vez o compositor Tom Jobim. De fato, são muitos os sinais que o país dá a fim de atestar a validade da máxima do maestro. Agora, por exemplo, procura-se transformar em espetáculo o depoimento do ex-presidente Lula à Justiça.

Os que são contra Lula já espalharam por Curitiba outdoors de boas-vindas ao ex-presidente. Neles está escrito, ao lado de uma foto do petista: “Bem-vindo! A República de Curitiba te espera de grades abertas”.

Do outro lado, convocadas pela CUT e pelo MST e o PT, caravanas estão saindo de todo o país para um cerco a Curitiba, amanhã, dia do depoimento do ex-presidente ao juiz Sergio Moro, em um processo da Lava-Jato. É como se Lula fosse disputar uma luta de boxe com Sérgio Moro.

A ideia dos chamados movimentos sociais não é apenas prestar solidariedade ao ex-presidente, o que seria aceitável e até admirável. O objetivo principal dessa mobilização, que pretende reunir pelo menos 20 mil pessoas, é criar constrangimento para o juiz e, consequentemente, para a Justiça.

Praça de guerra

Mas tem gente disposta a fazer mais. Um militante petista gravou vídeo para as redes sociais avisando que estava indo a Curitiba disposto a morrer. Ora, quem se dispõe assim a morrer por uma causa, dificilmente hesita em matar também.

O próprio réu, no caso o ex-presidente, quer filmar ao seu gosto toda a audiência, como se ela fosse um programa eleitoral e não uma fase do processo judicial.

A disposição dos chamados movimentos sociais é, portanto, transformar Curitiba em praça de guerra.

O juiz Sérgio Moro gravou um vídeo postado nas redes sociais apelando aos que apóiam a Lava-Jato para que não compareceram a Curitiba amanhã, para evitar o clima de confronto ou mesmo o enfrentamento.

Sem acampamento

A Prefeitura de Curitiba conseguiu na justiça uma liminar que proíbe acampamentos em ruas e praças da cidade desde ontem até amanhã. Segundo a administração municipal, a medida de proibir os acampamentos é para garantir a segurança da população no entorno do prédio da Justiça Federal e assegurar a segurança pública. A medida também delimita a passagem de pedestres e veículos.

O ex-presidente é acusado pelos procuradores do Ministério Público Federal (MPF) de receber R$ 3,7 milhões de propina em três contratos da construtora OAS com a Petrobras. Ele nega com veemência as acusações.

A Justiça seguramente será feita, com a condenação ou a absolvição do réu, que, se eventualmente se sentir injustiçado, pode recorrer, pois é defendido por bons advogados. Mas, pelo visto, os que vão a Curitiba não estão atrás de justiça, e sim de confusão e palanque. 

Foto: Pablo Cavalcante

Paulo de Tarso Cronemberger, superintendente do Dnit no Piauí, nos estúdios da Rádio Cidade Verde

Projeto para a BR-135

O superintendente do Dnit no Piauí, Paulo de Tarso Cronemberger, informou que está pronto e aprovado o plano executivo para melhoria e ampliação da plataforma de 350 quilômetros da BR-135, no Sul do Piauí.

A luta agora é para conseguir os recursos para a obra, orçados em R$ 350 milhões.

Hoje ele estará em Brasília com o senador Elmano Férrer (PMDB) em busca de viabilizar a execução do projeto.

"Estrada da Morte"

A Polícia Rodoviária Federal tem em mãos um estudo apontando as precariedades da BR-135, conhecida como “Estrada da Morte”.

Só do carnaval para cá, 12 pessoas morreram em acidentes ocorridos na rodovia.

O estudo técnico entregue à PRF mostra que a BR tem pista de apenas 5,10m de largura. Por ela, trafegam carretas bitrens com eixos de 3,5m, cruzando com outras carretas, ônibus e outros veículos. A pista não tem acostamento.

Arapucas

Em função dos vários recapeamentos já feitos na pista, o desnível é outro complicador. Em muitos trechos, o aterro chega a 5 metros de altura e o motorista, em situações de risco, não tem a opção de escape.

A simples saída da pista já chega a ser a causa para tombamentos.

Governo dos golpistas

O deputado Robert Rios (PDT) disse ontem na Assembleia Legislativa que não vê solução satisfatória para o desemprego no atual governo.

Ele não concorda, porém, que o PT do Piauí chame o governo Temer de Golpista, enquanto aqui no Estado os ‘golpistas’ estão fazendo parte do governo.

Robert Rios lembrou que o governo criou nove órgãos com status de secretaria só para abrigar peemedebistas.

Lourdes lá

A professora Lourdes Melo, do PCO, o professor Marcelino Fonteles (PT) e outros membros da caravana piauiense convocada pela Frente Brasil Popular já chegaram a Curitiba, para o depoimento do ex-presidente Lula ao juiz Sérgio Moro.

Do Piauí seguiram dez ônibus com militantes e simpatizantes do ex-presidente.

Piauienses que foram a Curitiba para o depoimento de Lula

*O professor Eurivan Ribeiro receberá amanhã, às 10 horas, na Assembleia Legislativa, o título de cidadão piauiense, proposto pelo deputado Evaldo Gomes (PTC).

*Eurivan Ribeiro, professor e médico, é maranhense. Presidiu a Associação dos Professores do Piauí e foi secretário municipal de Educação de Teresina.

*O deputado Cícero Magalhães (PT) comentou ontem na Assembleia Legislativa a presença do prefeito Firmino Filho na posse do deputado federal Assis Carvalho como presidente regional do PT.

*O parlamentar lembrou que o relacionamento entre o tucano e Assis Carvalho é bom desde o segundo turno da eleição de 2012, quando o petista votou no prefeito.

O seresteiro

Após sua palestra em Corrente, na “Caravana Piauí em Movimento”, o ex-ministro João Henrique Sousa foi participar de um jantar com os convidados. Lá pelas tantas, pegou o microfone da banda que animava o jantar. Quando todos esperavam que ele fosse fazer um discurso, João Henrique surpreendeu os presentes cantando quatro músicas do repertório de Waldick Soriano. O repórter Elivaldo Barbosa, do Grupo Cidade Verde, perguntou ao prefeito de Corrente o que ele tinha achado da performance do ex-ministro como cantor. O prefeito Gládison Murilo (PP) não esticou a conversa:

- Tô vendo que esse PMDB só tem artista.