Cidadeverde.com

Brasil está do jeito que o diabo gosta!

O Brasil está do jeito que o diabo gosta. Ou como o caos deseja. No exato momento em que o país coloca um pé na porta da saída da maior recessão econômica de sua história, que em dois anos despejou no olho da rua 14 milhões de trabalhadores, uma nova e grave crise política é detonada.

A bomba foi lançada em Brasília pelos donos da JBS, proprietária da Friboi. Em delação premiada, eles viraram o país de ponta a cabeça e se mandaram do Brasil, com as contas cheias de dólares que lucraram justamente em cima da crise que fabricaram.

Na apressada saída, ofereceram ao caos um churrasco de presidente da República. E este, já todo sapecado, continua assando em fogo alto, em praça pública.

Notícias da crise

O noticiário que retrata ou alimenta a crise tem informação para todo gosto, sendo muito apropriado ao momento vivido pela maioria dos brasileiros – uns verdadeiramente indignados com a situação vergonhosa do país; outros cegamente revoltados com a posição dos adversários e ávidos para que se ferrem a qualquer custo.

Muitas informações são, porém, relevantes para se entender minimamente o cenário brasileiro de agora. Uma delas: no que menos os delatores pensaram foi no Brasil. Eles se meteram na aventura da delação apenas para salvar o pescoço e, de quebra, ganhar mais dinheiro.

No plano do escândalo, primeiro eles transferiram a base de seus negócios bilionários para os Estados Unidos, pois eram investigados pela Lava-Jato, que já pôs na cadeia os maiores empresários do país, como Marcelo Odebrecht e Eike Batista.

A seguir, grampearam o presidente da República e negociaram a delação em condições supervantajosas.

Castelo de mentiras

O que revelaram na delação premiada está ainda em investigação. Mas muita coisa já caiu por terra. Por exemplo: as contas que o delator Joesley Batista disse ter aberto no exterior para Lula e Dilma não estavam nos nomes dos presidentes, mas no dele mesmo. E curiosamente essas contas, que teriam movimentado 150 milhões de dólares, estão zeradas!

O episódio mostra ainda o dono da Friboi como um trambiqueiro e loroteiro contumaz. A senadora Kátia Abreu (PMDB), ex-ministra da Agricultura, vem revelando pelas redes sociais que o grupo JBS vetou a sua nomeação para a pasta, mas a presidente Dilma bancou a escolha. Como não derrubaram a ministra, passaram a infernizá-la.

Também ficou claro que o empresário delator não tinha no governo Temer o prestígio que arrotava, pois foi se queixar diretamente ao presidente da posição do ministro da Fazenda, Henrique Meireles, e de vários órgãos do governo que não atendiam aos seus pleitos.

Ora, se não tinha prestígio nem força para influenciar as decisões dos ministros da Agricultura e da Fazenda, em dois governos distintos, como ele seria capaz de dobrar presidentes para atender seus interesses?

O castelo de mentiras dos delatores começa a cair.

Prestígio no MPF

O episódio mostrou que os donos da Friboi tiveram prestígio, sim, no Ministério Público Federal, pois eles delataram meio mundo sem precisar ir para a cadeia. E na delação ainda tiveram os passaportes carimbados para irem embora do país.

No acordo com o MPF, outra concessão camarada: o grupo pagará uma multa de R$ 110 milhões, parcelada em dez anos, a partir de junho do ano que vem, pelos estragos que fez ao país.

Os irmãos Batista aproveitaram tal benevolência do Ministério Público Federal e encheram os bolsos na saída, numa operação que quase quebra a Bolsa de Valores de São Paulo. Coisas do Brasil!

Foto: Pablo Cavalcante/RCV

O deputao Luciano Nunes, nos estúdios da Rádio Cidade Verde FM 105.3

Rodoanel

O rodoanel de Teresina estará pronto para inauguração até setembro. O novo prazo foi dado pelo Governo do Estado na audiência pública realizada na semana passada pela Comissão de Infraestrutra da Assembleia Legislativa.

Segundo o deputado Luciano Nunes (PSDB), que pediu a audiência, as obras de duplicação da BR-316 estão em andamento com 20% os serviços.

E mais

Já as obras de alargamento da BR-343 foram paralisadas com 30% dos serviços executados.

Até o final deste mês, o governo entrega a ponte do meio, na Avenida Frei Serafim.

Faltou quórum

Miou o jantar que o presidente Michel Temer ofereceria ontem à noite, no Palácio da Alvorada, aos líderes de sua esfrangalhada base aliada.

Sem a confirmação de presença da maior parte dos líderes, o presidente decidiu cancelar o jantar.

Pela manhã, o governo havia convocado aliados e ministros para o encontro, marcado para 19h30.

Desculpa

O convite havia sido disparado pelo ministro Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo), em nome de Temer.

Muitos dos líderes e ministros estavam em seus estados e avisaram que não chegariam a tempo, pois foram chamados de última hora.

Ora, em meio a uma crise destas como os aliados do governo abandonam Brasília?

Em cima do muro

Na crise, o PSDB tem mais uma chance de exercitar a sua especialidade, que é ficar em cima do muro.

A reunião marcada para ontem para decidir se o partido continua ou não no governo foi adiada.

O tucanato deve retomar as conversações sobre o assunto hoje. O DEM acompanha os tucanos para qualquer lado, de preferência o de ficar no governo.

Concurso

Pelo menos oito pessoas foram detidas por suspeitas de fraude no concurso da PM-PI, realizado ontem pela Universidade Estadual do Piauí (Uespi).

Um escondia o celular na cueca. A polícia pensou que ele estava armado!

Cracolândia

Em São Paulo, foi realizada ontem uma nova ação na Cracolândia, com a mobilização de 500 policiais.

Aqui em Teresina há uma cracolândia que cresce a cada dia, na região comercial da Santa Rosa, no centro, e todo mundo faz de conta que não vê.

Salipi 2017

O professor, escritor e acadêmico Odilon Nunes é o principal homenageado do 15º Salão do Livro do Piauí – Salipi 2017, lançado no final de semana no Cineteatro da Universidade Federal (UFPI).

O Salipi será realizado de 2 a 11 de junho, no Complexo Cultural Rosa dos Ventos, na UFPI.

Livros à mão cheia

O presidente da Fundação Quixote, organizadora do evento, Kássio Gomes, informou que este ano o Salipi contará com mais de 100 mil títulos, palestras, fóruns e apresentações de autores de projeção regional e nacional.

Em 2016, a Secretaria Estadual de Educação disponibilizou R$ 200 mil para alunos de escolas públicas utilizarem na aquisição de livros vendidos na feira.

Foto: Cineas Santos

Abertura do Salipi 2017, no Cineteatro da Ufpi

*O Planalto se declarou surpreso com a posição da OAB pelo impeachment do presidente Michel Temer.

Pelo visto, os palacianos perderam o faro político, pois desde o início a OAB vem se posicionando contra todas as medidas e propostas do atual governo.

*Não estranha, pois, que tenha decidido pedir o impeachment do presidente, aliás, desnecessariamente.

De quinta-feira para cá, já existem nove pedidos de afastamento de Michel Temer na fila na Câmara dos Deputados. 

Pau no delator

Do líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros, dando uma agulhada no presidente Michel Temer:

- Se delator falasse comigo sobre propina, mandava prendê-lo.