Cidadeverde.com

Lula joga a toalha quanto às diretas-já

Foto: Lula Marques/AGPT

Lula discursa na abertura do Congresso Nacional do PT, em Brasília

Um dia depois de a PEC antecipando as eleições presidenciais ser aprovada na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, o ex-presidente Lula empurrou a disputa para 2018, como prevê a Constituição.

Em discurso na abertura do 6º Congresso Nacional do PT, em Brasília, na quinta-feira à noite, o ex-presidente disse que o partido deve se reconectar à esquerda, radicalizando posições, se quiser voltar a governar o país a partir de 2018.

Lula admitiu que os últimos seis anos foram "os mais difíceis da história do PT" e pediu que os dirigentes discursem para fora, para que a legenda "volte a despertar esperança".

Para o ex-presidente, "2018 está longe para quem não tem esperança, mas, para ele, é logo aí.” E disse mais: 2018 já começou e ele não está com medo.

Resumo da ópera: o PT, pela palavra de seu principal líder, jogou a toalha sobre a proposta das diretas-já.

Foto: Pablo Cavalcante/RCV

Deputado Heráclito Fortes nos estúdios da Rádio Cidade Verde

Sem tempo

O deputado federal Heráclito Fortes (PSB) não acredita que prospere a ideia da eleição direta para presidente, agora, caso o presidente Michel Temer venha a cair.

Ele considera a direta já inviável e alega que o país não tem tempo nem dinheiro para bancar um pleito fora de época.

O parlamentar disse também que o julgamento da chapa Dilma-Temer, no dia 6, no TSE, nada tem a ver com o momento político atual.

Na frente

Por dever de justiça, não custa reconhecer que o governador Wellington Dias está à frente do seu líder e guru, o ex-presidente Lula.

Para o ex-presidente, 2018 já começou. Para Wellington, 2018 começou já ao final do primeiro turno das eleições de 2014.

A partir daí, o governador já estava distribuindo secretarias para ex-adversários e montando o palanque para a sua reeleição.

Venda da Cepisa

As licitações para a venda da Cepisa e de mais cinco distribuidoras de eletricidade que atuam no Norte e Nordeste serão realizadas entre novembro e dezembro deste ano.

No momento, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) trabalha junto com a companhia para fazer uma avaliação financeira dessas distribuidoras e definir o modelo em que elas deverão ser privatizadas.

Avaliação

A estatal ainda buscará levantar cerca de R$ 5 bilhões com a venda de participações em ativos de geração e transmissão de energia.

O banco BTG Pactual foi contratado para avaliar o valor desses ativos, o que deverá ser concluído em julho.

Mais um

Mal sentou no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado, o líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), passa a responder a mais um inquérito por corrupção e peculato no Supremo Tribunal Federal (STF).

O ministro Dias Toffoli autorizou a abertura da investigação contra o peemedebista para apurar a suspeita de que ele intermediou, de maneira ilícita, um contrato entre os Correios e a Confederação Brasileira de Tênis (CBT).

Agora já são nove inquéritos abertos contra o senador no Supremo.

Canalha!

No Congresso do PT, em Brasília, o ex-presidente Lula chamou de canalha o campeão de empréstimos do BNDES na era petista, Joesley Batista, dono da JBS-Friboi.

O empresário delatou Lula e Dilma como beneficiários de uma conta bancária secreta na Suíça. 

* O deputado Heráclito Fortes (PSB) homenageará na Câmara a memória do jornalista,  professor e advogado e jornalista Carlos Chagas

* Ele será o orador de uma sessão solene na Câmara para referenciar a memória do jornalista, recentemente falecido.

* Para a vice-governadora Margarete Coelho, o cenário nacional não vai interferir na aliança PT-PP no Piauí, feita antes da configuração desse quadro.

* Já chegam a 90% os domicílios infestados pelo mosquito da dengue no povoado Caraíbas, em Picos.

A cassação

Do deputado federal Heráclito Fortes (PSB), ao ouvir que é certa a cassação da chapa Dilma-Temer, na próxima terça-feira, no Tribunal Superior Eleitoral:

- Ora, um palpite desses, a estas alturas, tá parecendo animal que passa da caça.