Cidadeverde.com

Quem cedo madruga

Quem não está muito interessado em eleição, faz como o prefeito Firmino Filho, que apresenta uma desculpa razoável para se manter fora da disputa de 2018. Ele alegou que a crise política e econômica não autoriza, no momento, o encaminhamento de acordos para as próximas eleições estaduais.

O prefeito vem sendo assediado por lideranças da oposição para marchar com elas a partir de agora. A ideia é transformar Firmino em uma das opções para a sucessão estadual do ano que vem. O tucano não abandonou o sonho de ser governador, mas, pelo que adiantou, não está disposto a se meter em aventura.

Quem, ao contrário do prefeito, tem vontade de ser candidato de verdade faz como o governador Wellington Dias, que madrugou e começou a sua campanha de reeleição já depois de ser eleito em 2014. Ele chamou para a sua equipe todos os deputados eleitos pelo PTB, um a um, à margem do comando partidário.

Sua estratégia praticamente implodiu o PTB no Piauí. Àquela altura, o partido tinha condições de apresentar um candidato próprio à sucessão de 2018, o senador Elmano Férrer, cuja liderança foi sendo minada e ele acabou se transferindo para outro partido, o PMDB.

O governador investiu também contra as bases de outro potencial concorrente para as próximas eleições, o PP do senador Ciro Nogueira. Em relação ao PP, porém, sua estratégia falhou, pois o partido conseguiu avançar no interior do Estado nas eleições municipais do ano passado.

Ao longo do tempo, Wellington fez muitas outras articulações para fortalecer a sua candidatura. A última foi a de levar o PMDB para o seu governo. Ao mesmo tempo, procura acalmar os companheiros do PT que são contra a renovação da aliança com o PP para as eleições de 2018.

Foto: Pablo Cavalcante

O deputado Rodrigo Martins nos estúdios da Rádio Cidade Verde

Sem recesso

O deputado federal Rodrigo Martins (PSB) entende que o Congresso Nacional não deve entrar de recesso em julho.

Segundo ele, diante da gravidade da crise política, o parlamento deve estar a postos para ajudar a encontrar soluções.

Delação

O jornal O Estado de S. Paulo publicou ontem que o Grupo J&F, dono da JBS, encaminhou aos 11 ministros do Supremo Tribunal Federal um levantamento no qual compara os números da delação do empresário Joesley Batista, um dos acionistas do grupo, com a de outros colaboradores.

Pelo crivo do STF

O material faz uma defesa prévia do acordo homologado pelo relator da Lava Jato na Corte, ministro Edson Fachin – o termo tem sido criticado por supostos excessos nos benefícios aos colaboradores.

A homologação do acordo de delação dos acionistas e executivos da J&F será discutida pelo plenário do Supremo.

Campeão

Segundo o levantamento, Joesley foi quem mais delatou agentes públicos. O empresário e o diretor da J&F Ricardo Saud, conforme o documento, citaram 1.893 pessoas.

Na comparação, a delação de Marcelo Odebrecht aparece em segundo lugar (70 políticos). Ricardo Pessoa, da UTC Engenharia (50), Otávio Marques Azevedo, da Andrade Gutierrez (32), Sérgio Machado, ex-diretor da Transpetro (31) e Ricardo Pernambuco, da Carioca Engenharia (9) aparecem nessa ordem no material.

Saco de bondades

Um dos pontos mais contestados do acordo da JBS, a imunidade concedida a Joesley e aos outros seis executivos delatores de seu grupo. Dos outros colaboradores, todos cumprirão algum tipo de pena.

Embora o número de políticos citados seja considerado o principal “trunfo” de Joesley para justificar o acordo de delação, no material enviado ao Supremo não há detalhes sobre como cada repasse foi feito nem quais contrapartidas foram pagas por cada político.

Foto: cidadeverde.com

Senador Ciro Nogueira: retomada do Luz Para Todos

Luz Para Todos

O senador Ciro Nogueira (PP) anunciou que em 30 dias será retomado o Programa Luz Para Todos no Piauí. Ele disse que todas as articulações nesse sentido já foram feitas em Brasília.

O Luz Pata Todos está parado no Piauí há vários anos. Faltam mais de 16 mil ligações.

O Piauí será o último Estado a concluir o programa.

Internado

O ex-prefeito de Corrente, Jesualdo Cavalcanti, foi internado na UTI do Hospital Unimed Primavera, em Teresina.

Segundo a esposa, Socorro Cavalcanti Rocha Barros, Jesualdo apresentou febre discreta desde domingo, quando retornou de uma visita ao município de Corrente.

Na quarta-feira, após consulta aos médicos e realização de exames, foi constatada uma infecção do canal biliar que acarretou uma crise de insuficiência renal.

Ontem, o ex-prefeito fez diálise e submeteu-se a um procedimento para desobstruir o canal biliar.

Foto: portalcorrente.com

Jesualdo Cavalcanti: internado

* O ex-presidente Fernando Henrique voltou à cena política fazendo campanha para Lula.

* O limite de velocidade máxima nas BRs do Piauí caiu para 100 km/h. Muita gente ainda não sabe disso.

* A 8ª Caminhada da Fazenda da Paz será realizada dia 25, na Avenida Frei Serafim.

* Ontem, foi realizada em Teresina a Marcha para Jesus, organizada pelos evangélicos piauienses, com a participação de milhares de pessoas.

Começo e fim

Do humorista Fraga:

- Longevidade: esse movimentado intervalo entre as primeiras peraltices e as últimas patetices.