Cidadeverde.com

A denúncia contra o presidente Temer

A Polícia Federal entregou ontem à tarde, ao Supremo Tribunal Federal (STF), o relatório final do inquérito contra o presidente Michel Temer. A investigação foi aberta após a delação premiada do dono da JBS/Friboi, Joesley Batista, ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

O ministro Edson Fachin, relator do caso no STF, enviou diretamente à Procuradoria-Geral da República (PGR) a documentação. Ontem mesmo, o procurador Rodrigo Janot apresentou contra o presidente Temer a denúncia de corrupção passiva, organização criminosa e obstrução da Justiça.

Na última sexta-feira, a PF concluiu que o áudio da conversa gravada pelo empresário Joesley Batista, com Temer, no dia 7 de março, no Palácio do Jaburu, não foi editado ou adulterado. Em sua defesa, o presidente alega que simplesmente ouviu o empresário, sem conceder-lhe qualquer favorecimento.

A Câmara dos Deputados é responsável por aceitar ou não uma denúncia contra o Presidente da República. O pedido para processar Temer deve ser aprovado por dois terços dos deputados (342 votos), mas deve passar primeiro pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) antes de ir a plenário.

O Palácio do Planalto não demonstra nervosismo com a situação. Apesar da queda brutal de sua popularidade, do fogo cerrado do Ministério Público Federal e da mídia e também das baixas sofridas em sua base, o presidente ainda tem voto de sobra para barrar o processo, que chega, finalmente, ao campo político.

É nessa área, a da política, que Temer sabe se movimentar melhor. Portanto, sem um fato novo relevante, ele não se tornará réu.

Foto: Marcos Corrêa

Ciro entrega mapa com situação crítica da BR-135 ao presidente

Estrada

O senador Ciro Nogueira (PP/PI) levou ontem ao presidente Michel Temer a dramática situação da BR 135, conhecida como “estrada da morte”.

Ciro disse ao presidente que a reestruturação da rodovia, com o alargamento da pista e a implantação de acostamento, é prioridade para o Piauí.
O senador afirmou que Temer se mostrou receptivo ao atendimento da demanda e ligou para os ministros Maurício Quintella (Transportes) e Dyogo Oliveira (Planejamento), pedindo agilidade na solução do problema.

Protesto

A Nova Ceapi amanheceu fechada ontem. Os servidores da empresa fizeram um protesto contra o atraso no pagamento de seus salários pelo Governo do Estado.

Ao todo, são 105 funcionários que ficaram sem salário com a privatização da empresa.

Os funcionários prometem repetir o protesto, se a situação deles não for resolvida.

Foto: Zózimo Tavares

A sede do Coresa, que nunca funcionou, em Bom Jesus

Fim do Coresa

Desiludidos com a situação do Consórcio Regional das Águas, prefeitos do Sul do Piauí estiveram ontem no Palácio de Karnak para pedir ao governo que feche oficialmente o Coresa.

O Consórcio foi lançado pelo governo em 2006, com o objetivo de substituir os serviços da Agespisa em 36 municípios do Sul do Estado.

Mas até hoje não saiu do papel.

Luto nas artes

O Brasil perdeu ontem um de seus maiores artista plásticos da atualidade, o piauiense Afrânio Pessoa Castelo Branco. Ele morreu em sua residência, no bairro Piçarra, zona Sul de Teresina.

Aos 86 anos, Afrânio tinha diabetes e morreu de insuficiência renal. 

Foto:  Irakerly Filho

Afrânio sendo entrevistado por Cineas Santos

Estilo

"É um artista expressionista e impressionista, premiado no mundo todo com sua arte que tem uma identidade própria", destacou Fernando Tajra, curador de sua obra há mais de 20 anos.

O artista plástico era irmão da professora e escritora Nerina Castelo Branco, decana da Academia Piauiense de Letras. 

Pelo mundo

Afrânio Pessoa Castelo Branco nasceu em Teresina e se graduou na Escola Nacional de Belas Artes, em 1958. Ele obteve menção honrosa no 9° Salão Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro.

Participou de edições da Bienal Internacional de São Paulo, em 1967 e 1969. Em 1970, integrou a Coletiva de Arte Brasileira, mostra de 27 artistas que percorreu a Alemanha, Espanha, França, Holanda, Itália, Suécia e a Suíça.

Obra

Entre 1972 e 1973, elabora painéis para a reitoria da Universidade Federal do Piauí e para a nova sede das Centrais Elétricas do Piauí, em 1975, elabora painéis para o Palácio da Justiça.

Era professor aposentado da Ufpi.

Foto: Divulgação/PMT

Obras retomadas - A Prefeitura de Teresina finalmente retomou a obra de asfaltamento da Avenida Josué de Moura Santos, que liga a zona Leste à zona Norte de Teresina.

* Parnaíba e Luís Correia ficam sem água hoje por 24 horas, em função de serviços de manutenção da rede de distribuição.

* O governador Wellington Dias foi à reabertura do estádio Felipão, no município de Altos.

* Saiu de lá com a fama de pé quente, pois o time local goleou o do Tocantins por 4 a 0, em jogo válido pela Série D do Campeonato Brasileiro.

* O deputado Paes Landim (PTB) participou, na Feira do Livro de Brasília, do lançamento da obra “Jango e Eu”, escrita por João Vicente Goulart, filho do ex-presidente João Goulart.

Faro jornalístico

O jornalista Elivaldo Barbosa batia perna ontem no Palácio de Karnak atrás de notícia. Soube que estava havendo uma reunião do governador Wellington Dias com prefeitos do Sul do Piauí. Quis filmar o encontro e fazer entrevistas para a TV Cidade Verde, mas foi desestimulado por um assessor palaciano:

- Não vai dar para você entrar. A pauta é negativa para o governo.

Elivaldo não se entregou:

- Mas aí é que é boa mesmo!