Cidadeverde.com

CCJ da Câmara derruba relatório contra Temer

O governo Temer demonstra reação após semanas seguidas de bombardeio. Em um dia, aprovou por 50 votos a 26 a reforma trabalhista no plenário do Senado; no outro, derrubou por 40 votos a 25, na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, o relatório que sugeria a abertura de investigação contra o presidente Temer no Supremo.

Agora, o relatório da CCJ será votado no plenário da Câmara dos Deputados, provavelmente em agosto. E já com novo relator, anunciado ontem, o deputado federal Paulo Abi-Ackel, do PSDB de Minas Gerais. Ontem mesmo, o parlamentar já antecipou o seu voto contrário à aceitação da denúncia, por falta de provas.

A bancada do governo fez muitas articulações para derrotar o parecer do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ). Desde que o relatório foi lido, admitindo a denúncia da Procuradoria-Geral da República, os partidos aliados ao Palácio do Planalto fizeram 26 remanejamentos entre os integrantes do colegiado, substituindo deputados que haviam indicado voto contra o presidente.

Mesmo sendo uma prática regimental e comum no Congresso Nacional, o troca-troca gerou protestos e críticas ásperas por parte da oposição e de parlamentares dissidentes da base. Oito deputados integrantes de partidos governistas votaram a favor da continuidade do processo e, portanto, contra Temer.

Golpe no PSDB 

Derrotado na CCJ, o deputado Sérgio Zveiter saltou ontem para a oposição e acusou o presidente de obstruir a Justiça. Também classificou a vitória governista de ontem como artificial, prevendo que o presidente sofrerá um revés no plenário da Câmara.

Durante o encaminhamento da denúncia contra Temer na CCJ, 11 partidos orientaram voto contra a denúncia e 9 a favor. Só o PSDB liberou a bancada.

A escolha de um deputado do PSDB como novo relator do caso vem sendo interpretada como um golpe político no partido. Não deixa de ser. O PSDB desembarca, na última hora, mas, pelo voto do relator tucano favorável a Temer, a opinião pública vincula a sigla ao governo.

É a consequência, pois, da incoerência do PSDB, que não consegue agradar nem a gregos nem a troianos. Não é governo nem oposição nem povo.

Em duas votações importantes e decisivas, na quarta-feira, no plenário do Senado, e ontem, na CCJ da Câmara, o governo ganhou com dois terços dos votos. Mas a oposição ainda acha que é maioria. A votação do caso no plenário da Câmara vai tirar a prova dos 9.

Foto: Divulgação/Agência Câmara

O deputado Marcelo Castro: solidariedade a Lula

Solidariedade

O deputado Marcelo Castro (PMDB) fez ontem um vibrante discurso da tribuna da Câmara defendendo o ex-presidente Lula, condenado pelo juiz Sérgio Moro como corrupto.

Para o parlamentar peemedebista, o Ministério Público e a Justiça tomam o caminho da convicção acima das provas.

Injustiça

Marcelo Castro lembrou que, na Inquisição, as pessoas iam para a fogueira sem provas, mas havia a convicção de que elas estavam endemoniadas.

“Quantas injustiças não foram cometidas? É como eu vejo este momento da condenação do presidente Lula, sem fatos e sem provas”, enfatizou.

Sobre o caso do presidente Temer, de seu partido, o parlamentar piauiense nada disse.

Nota da AMB

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) divulgou nota apoiando integralmente a Associação dos Magistrados Piauienses (Amapi) na defesa do Poder Judiciário e, mais especificamente, relativa ao trabalho que vem sendo realizado pela Corregedoria Geral de Justiça do Piauí.

A nota é assinada pelo presidente da AMB, Jayme Oliveira.

Cartórios

A Associação dos Magistrados Piauienses (Amapi) também divulgou nota declarando total apoio à fiscalização e aos procedimentos judiciais e extrajudiciais adotados no âmbito do Tribunal de Justiça do Piauí, especialmente as medidas da Corregedoria Geral de Justiça no cartório do 2° Ofício de Notas e Registro de Imóveis de Teresina.

“Tais investigações objetivam sanar possíveis irregularidades, a fim de dar maior transparência aos procedimentos e melhorar o serviço ofertado à sociedade, não devendo, portanto, sofrer nenhum tipo de interferência ou pressão”, destaca a Amapi.

Caravana

A 8ª edição da Caravana Piauí em Movimento será realizada hoje em Água Branca, a partir das 18 horas. A palestra do ex-ministro João Henrique, presidente estadual da Fundação Ulysses Guimarães, será na Câmara Municipal.

Amanhã, a caravana estará em Valença, a partir das 10 horas, no Senac do município.

Foto: Divulgação/Facebook

Regefolia  - Só pode é estar sobrando dinheiro no Piauí. Pelo menos em Regeneração. Pois não é que a cantora Ivete Sangalo, uma dos cachês mais altos do Brasil, fará um megashow no Regefolia 2017? Quem paga a conta?

* A senadora Regina Sousa (PT) está desapontada com o seu colega Elmano Férrer (PMDB), que assinou requerimento para puni-la.

* Ela disse que já esperava tal atitude do senador Ciro Nogueira (PP), mas não do Vein.

* Regina e mais quatro senadoras da oposição ocuparam a Mesa Diretora do Senado e correm o risco de punição por falta de decoro parlamentar.

* O governador Wellington Dias embarca hoje ao Canadá, para uma viagem de dez dias.

Prêmio Nobel

Do humorista Fraga:

- Nobel da Paz para o verbo deitar: deitado ninguém briga.