Cidadeverde.com

De jeitinho em jeitinho, auxílios chegam a 16 bi

No jeitinho bem brasileiro de ser, eles foram se acumulando e hoje somam uma conta salgada para o país. Refiro-me aos auxílios concedidos à mão-cheia aos servidores públicos, nos níveis federal, estadual e municipal.

Em muitos casos, tais auxílios foram concedidos para complementar os salários dos servidores, corrigindo situações em momentos de achatamento. Em muitos outros, apenas para criar privilégios, pois beneficiaram justamente os servidores que já tinham os salários mais altos. É o exemplo do auxílio-moradia, de R$ 4 mil e 300.

O Brasil paga nove tipos de auxílios a servidores dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além do Ministério Público Federal, da Defensoria da União e do Tribunal de Contas da União. Os Estados, e em muitos casos os municípios, acompanham essa gastança.

Entre os auxílios distribuídos generosamente entre os servidores públicos, estão: transporte, alimentação, assistência médica e moradia.

Esses benefícios consumiram R$ 16,6 bilhões no ano passado, segundo dados do Ministério do Planejamento. 

Esses gastos estão na mira do governo e podem ser os próximos alvos no plano da equipe econômica para enxugar as despesas com pessoal. Mas nem tudo poderá ser reavaliado agora, pois o Executivo não pode interferir nas despesas dos outros Poderes. 

É muito provável que no exame da questão o governo se depare com situações em que o auxílio é imexível, pois já está incorporado à remuneração do servidor ou blindado por algum dispositivo legal ou ato judicial. 

Foto: Divulgação

 Deputado Assis Carvalho briga por vaga de senador para o PT

PT quer o Senado

O presidente regional do PT, deputado federal Assis Carvalho, bateu o pé: o partido não abre mão da vaga de senador em 2018.

Ele garante que a candidatura da senadora Regina Sousa é inegociável.

Há quem veja no gesto firme do parlamentar uma estratégia para ele mesmo ser o candidato do PT ao Senado.

Quem é quem

Nas avaliações internas, o PT reconhece que falta arrojo à candidatura da senadora Regina Sousa, numa disputa que será difícil, pois todos os aliados de peso reivindicam a segunda vaga ao Senado.

Já em relação ao deputado Assis Carvalho, sobra arrojo para disputar a candidatura.

Limpar o nome

O deputado federal Júlio César (PSD) está divulgando, como presidente da Federação da Agricultura do Piauí, que os agricultores já podem se habilitar para liquidar ou renegociar seus débitos, com base em lei aprovada recentemente pelo Congresso.

“Agora é lei. Nós lutamos e conseguimos. Você pode limpar seu nome e se habilitar para novos financiamentos junto ao Banco do Nordeste e ao Banco do Brasil”, informa.

Bolsonaro

Eis que o deputado federal Jair Bolsonaro vem de completar a ópera-bufa de sua candidatura à Presidência da República, com o acerto de sua filiação ao PEN, o Partido Ecológico Nacional.

Ele está filiado ao Partido Socialista Cristão (PSC) e deixa a sigla oficialmente em abril do próximo ano.

Foto: Divulgação

Imagem da maquete digital do Museu da Natureza

Mais um

O Piauí não tem dinheiro para manter com dignidade o Parque Nacional da Serra da Capivara, administrada pelo Fundação Museu do Homem Americano.

Mas já iniciou as obras do Museu da Natureza, no município de Coronel  José Dias.

E a licitação?

A Associação Piauiense de Empresários de Obras Públicas (Apeop) acionou o Tribunal de Contas do Estado para que examine o contrato de reforma do Porto das Barcas, em Parnaíba, sem licitação. A obra está orçada em R$ 8 milhões.

A Apeop achou muito estranha a pressa para recuperação do complexo turístico sem a devida licitação.

Feira da Cidadania - Centenas de moradores de Curimatá e municípios vizinhos, como Júlio Borges, Morro Cabeça do Tempo e Gilbués, foram atendidos na Feira da Cidadania, com emissão de carteira de identidade, registro de nascimento e CPF. Também receberam atendimento odontológico e serviços de corte e cabelo e participaram de atividades artístico-culturais. A abertura da feira, realizada pelo Instituto Conhecer Brasil, em parceria com a Fiepi e o Sesi, foi feita pelo presidente do Serviço Nacional da Indústria, João Henrique Sousa.

* Será hoje, às 8 horas, na Vila da Paz, a missa em ação de graças pelo aniversário do deputado federal Heráclito Fortes.

* Em seguida, o parlamentar retorna a Brasília, para participar, amanhã, da retomada dos trabalhos da Câmara, após o recesso.

* A Câmara vota na quarta-feira o processo da denúncia da Procuradoria Geral da República contra o presidente Michel Temer.

* As principais lideranças do PT no Nordeste têm um encontro marcado, hoje, com o ex-presidente Lula, em São Paulo. É para discutir a agenda que ele irá cumprir na região em agosto.

Dono na legenda

Ao estilo dos velhos coroneis partidários, o deputado Jair Bolsonaro justifica sua mudança para o PEN:

- O importante é que a legenda é minha. Não vai ter desconfiança em hipótese alguma de alguém trair ali. Você sabe como a política funciona, não é?