Cidadeverde.com

Lula no Piauí: nunca antes...

Foto: Divulgação

A chegada de Lula ao Piauí, na caravana petista

Nunca antes na história, o ex-presidente Lula recebeu uma recepção a um só tempo tão calorosa e tão hostil no Piauí, depois que deixou o poder. Ele iniciou sua nova visita na sexta-feira, como parte da agenda da “Caravana Lula pelo Brasil”, que percorre os nove Estados nordestinos.

O ex-presidente entrou no Piauí através do município de Marcolândia, onde fez o primeiro ato público no Estado. Ontem, ele participou de mais um ato da caravana no município de Picos.

Desde ontem à noite, o ex-presidente está em Teresina, para cumprir outra etapa de atividades da caravana.

Por onde já passou, no Piauí, Lula foi recebido com fervor pela militância petista e pelas lideranças do partido. Também foi alvo de protestos, como os outdoors espalhados em Teresina e ao longo do percurso da caravana no Estado, com frases críticas ao ex-presidente.

Nas mídias sociais, a visita do petista também vem repercutindo amplamente, ora com rasgados elogios à sua atuação política e como governante, ora com ataques violentos.

Essa a novidade da nova visita do ex-presidente, que sempre reinou absoluto no Estado. Se, de um lado, ele recebe a solidariedade ampla, geral e irrestrita da militância pelo descoforto das denúncias da Lava-Jato, de outro,  paga o preço do desgaste popular que experimentou após a operação. 

Campanha antecipada

O que fica patente nessa nova visita do ex-presidente ao Piauí é a antecipação da campanha eleitoral de 2018. Seus discursos nos eventos da caravana têm o tempero dos palanques. As críticas assacadas conta ele também estão no tom das campanhas eleitorais.

Uma nota que merece destaque também é o engajamento do governador Wellington Dias na caravana. Ele conseguiu mobilizar o partido para encher as praças e as ruas nas recepções a Lula. Seu governo praticamente se mudou para a região de Picos já na quinta-feira.

Sem o empenho pessoal do governador e sem a sua liderança, dificilmente a caravana teria atingindo a repercussão que alcançou até aqui no Estado.

Há que se destacar, também, a disposição física do ex-presidente para enfrentar a agenda da caravana. Mesmo saltando alguns eventos inicialmente programados, ainda assim se trata de uma programação extensa e intensa para um homem de sua idade e com a saúde já desgastada.