Cidadeverde.com

Na Codevasf, calçamento é desenvolvimento

Imagem: Reprodução

Recursos da Codevasf vão para calçamento

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba, vinculada ao Ministério da Integração Nacional, se apresenta como uma empresa pública que promove o desenvolvimento e a revitalização das bacias dos dois rios, com a utilização sustentável dos recursos naturais e estruturação de atividades produtivas para a inclusão econômica e social. 

A empresa também informa que mobiliza investimentos públicos para a construção de obras de infraestrutura, particularmente para a implantação de projetos de irrigação e de aproveitamento racional dos recursos hídricos. E destaca que é reconhecida principalmente pela implantação de polos de irrigação, a exemplo do Polo Petrolina–Juazeiro.

Pesquisa

A Codevasf investe ainda na aplicação de novas tecnologias, diversificação de culturas, recuperação de áreas ecologicamente degradadas, capacitação e treinamento de produtores rurais, além da realização de pesquisas e estudos socioeconômicos e ambientais, entre outras ações.

No âmbito do Programa de Revitalização de Bacias Hidrográficas, a empresa realiza constantes investimentos em ações de controle de processos erosivos, esgotamento sanitário e coleta, tratamento e destinação de resíduos sólidos.

Produção

Além disso, a Codevasf contribui para o fortalecimento dos arranjos produtivos locais em comunidades rurais, especialmente em áreas tradicionalmente afetadas por longas estiagens, promovendo a inclusão produtiva de famílias por meio do fomento a atividades como apicultura, piscicultura, maricultura, ovinocaprinocultura, cajucultura, entre outras.

Eu tinha a noção que a Codevasf desenvolvia exatamente essas atividades, sempre com foco no desenvolvimento local e regional. Fui ao seu site e confirmei que era isso mesmo!  

E por que calçamento?

Daí porque estranhei a aplicação de seus recursos em obras de pavimentação poliédrica dentro das cidades, o popular calçamento. Quando o dinheiro da companhia é investido em uma estrada vicinal, para facilitar o escoamento da produção, tudo bem. Mas em calçamento?

Tomei um espanto quando vi no Portal da Transparência que a Codevasf joga muito dinheiro na construção de pavimentação poliédrica em dezenas de municípios, talvez centenas.

Apressadamente, concluí que a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba só pode é estar nadando em dinheiro, ao liberar recursos para a construção de calçamento, quando deveria investir em desenvolvimento.

Se eu fosse mais atento, entretanto, saberia que isso não é de agora.

Emendas orçamentárias

O chefe de Gabinete da Codevasf, José Augusto Nunes, que já presidiu a empresa, esclareceu ontem, de Brasília, que esses recursos são alocados através de emendas parlamentares. Ou seja, os parlamentares é que definem as prioridades para aplicação das verbas oriundas de suas emendas.

Por aqui, fico a palpitar que quem confunde calçamento com desenvolvimento é capaz de confundir jumento com jipe. A não ser que por trás de todo esse interesse por calçamento, com recursos da Codevasf, esteja também algum plano de pavimentar eleições.

Credo

Como Pilatos entrou no Credo, assim também o secretário de Justiça, Daniel Oliveira, entrou na polêmica do nome do ex-líder sul-africano Nelson Mandela para a nova Penitenciária de Campo Maior.

Na verdade, a proposta foi apresentada pelo deputado Aloisio Martins (PT), através de projeto de lei aprovado na Assembleia Legislativa e vetado ontem pelo governador Wellington Dias.

Seca

O deputado federal Paes Landim (PTB) relatou da tribuna da Câmara o agravamento dos efeitos da prolongada seca na região de São Raimundo Nonato, no coração do semiárido.

Depois de lembrar que a Bacia do Rio Piauí dista apenas 50 km a jusante da Barragem de Sobradinho, do Rio São Francisco, ele lamentou que o Piauí não tenha sido incluído no projeto de transposição.

Ignorância

“Como eu disse outras vezes aqui, foi um erro lastimável de grande ignorância política dos problemas nacionais e, sobretudo, de omissão da elite dirigente do meu Estado, não ter incluído a Bacia do Rio Piauí, que nasce exatamente na fronteira com o Rio São Francisco, no projeto da Transposição do Rio São Francisco. O Piauí está muito mais perto do Rio e necessita tão quanto, quiçá mais do que todos os outros destinos, dessa transposição.”

Medalhados

O Governo do Estado entregou ontem a Medalha do Mérito de Educação e Segurança no Trânsito.O ato abriu oficialmente a Semana Nacional de Trânsito no Piauí.

Ao todo, 32 personalidades piauienses receberam a comenda, entre elas o deputado federal Assis Carvalho, ex-diretor-geral do Detran.

A homenagem ao parlamentar deve ter sido por conta ainda da “Cidade Detran”, criada em sua gestão.

Foto: Divulgação/Ascom-Alepi

Olimpíada - Diretoria, professores, pais e alunos da Escola Cidadão Cidadã estão orgulhosos dos alunos de 1º a 3º ano que venceram a etapa estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), no último final de semana, em Parnaíba. A Escola Cidadão Cidadã é mantida pela Asalpi-Sindicato (Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa do Piauí). 

* O secretário de Fazenda, Rafael Fonteles, informou ontem que o Estado começou a fazer caixa para o 13º salário no mês passado.

* Segundo ele, nos anos anteriores essa poupança começava já no início do ano. Em 2017, não foi possível devido ao agravamento da crise.

* O prefeito Firmino Filho foi ontem ao Rio, para tentar resolver uma antiga pendência com a Eletrobras.

* A Assembleia Legislativa realiza hoje sessão solene em alusão aos 85 anos da Ordem dos Advogados do Piauí (OAB-PI) e 20 anos da Escola Superior de Advocacia (ESA – PI).

* A solenidade, proposta pelo deputado Luciano Nunes (PSDB), acontece às 10h, no plenário da Casa.

Certeza absoluta

Do humorista Fraga:

- Quando você discute com um imbecil, pode ter certeza de que são dois.