Cidadeverde.com

Previdência acumula rombo de R$ 1 bilhão

Foto: Divulgação/Alepi

Presidente da Assembleia alerta sobre déficit

 

Já chega a R$ 1 bilhão o déficit anual da Previdência Estadual. Todos os meses, o governo tem que repassar aproximadamente R$ 80 milhões do tesouro estadual para pagar os aposentados e pensionistas.

O agravamento da situação foi exposto ontem na Assembleia Legislativa pelo presidente da Casa, deputado Themístocles Filho (PMDB).

Ele destacou que o governador Wellington Dias está preocupado com a situação, pois o Piauí poderá enfrentar dificuldades para prosseguir com o pagamento dos servidores inativos já a partir do próximo ano.
“É importante dizer que esses recursos poderiam ser utilizados na realização de obras e outros investimentos, se não houvesse necessidade de aplicação na Previdência”, assinalou o parlamentar, lembrando que em nível nacional a questão da Previdência terá de ser enfrentada de maneira efetiva pelo próximo presidente da República.

Desde que tomou posse no terceiro mandato, o governador Wellington Dias vem desenvolvendo uma série de ações para reduzir o impacto do déficit da Previdência. Como esse déficit é antigo e histórico e, além disso, as receitas vêm caindo em função da crise econômica, o Estado ainda não pode contornar o problema.

Tesoura

Ontem, o Ministério Público Estadual recomendou que o Governo do Piauí faça uma redução imediata do número de cargos comissionados e funções de confiança, bem como de servidores contratados temporariamente.

No Portal da Transparência, o promotor de Justiça Fernando Santos constatou que, de janeiro de 2015 a julho de 2017, houve um aumento no número de cargos comissionados em 555%; aumento do número de servidores efetivos ocupando cargos comissionados em 336% e aumento de 247% no número de servidores contratados temporariamente.

O Estado tem 15 dias para se pronunciar sobre a recomendação do MP.

 

Rompimento

Em Parnaíba, o vice-prefeito Marcos Samarone rompeu com o prefeito Mão Santa. Eles foram eleitos pelo Solidariedade.

O vice se queixa de falta de espaço na gestão de Mão Santa.

Acidentes

O Hospital de Urgência de Teresina (HUT) faz entre 65 a 80 amputações por ano em vítimas de acidentes de trânsito envolvendo moto.

O diretor do hospital, Gilberto Albuquerque, esclarece que nessa conta não estão os que perdem nariz, orelha, pernas, braços, mãos e outras partes do corpo em acidentes de moto.

As causas

O HUT mapeou os cinco principais motivos dos acidentes com motociclistas: 1) álcool; 2) excesso de velocidade; 3) falta de conhecimento técnico do trânsito; 4) falta de equipamentos de segurança (capacete, cotoveleira, etc.);  e 5) uso celular enquanto pilota.

Sem solução

Uma reunião no Senado, ontem, entre representantes dos Correios, sindicatos e parlamentares, debateu a situação dos bancos postais no Brasil e o fechamento de agências até o dia 11 de outubro.

Segundo os Correios, os custos com as exigências da Justiça do Trabalho, para manter guarda armada e portas com detector de metal,  tornam inviável a manutenção das agências.

Homenagem

A Assembleia Legislativa realiza na próxima segunda-feira, dia 2, sessão solene no plenário da Casa para entrega do título de cidadão piauiense ao governador do Maranhão, Flávio Dino.

Foto: Divulgação

No Senado - O presidente da Federação das Indústrias do Piauí – Fiepi, Zé Filho, fez ontem uma visita de cortesia ao senador Elmano Ferrer (PMDB), em Brasília. Zé Filho cumpre agenda de reuniões na Confederação Nacional da Indústria – CNI e estava acompanhado dos diretores da Fiepi, Francisco Carlos e Edgar Ataíde.

 

* O presidente do PSD no Piauí, deputado federal Júlio César, disse que o partido tem um compromisso com o deputado Dr. Pessoa.

* É o de lançá-lo candidato à Câmara Federal, para a sua vaga, caso ele, Júlio César venha a concorrer a um cargo majoritário em 2018.

* Quem não recebeu o boleto de cobrança da TLFF pode imprimi-lo no site da Prefeitura de Teresina, informa o prefeito Firmino Filho.

* O prazo para pagamento da taxa se encerra na próxima sexta-feira, dia 29.

Voto aberto

A jornalista Nadja Rodrigues entrevistava na TV Cidade Verde, segunda-feira, o deputado federal Marcelo Castro sobre a segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer:

Jornalista – Deputado, na primeira denúncia, o senhor se absteve. Como o senhor vai votar agora?

Deputado – Meu comportamento vai ser o mesmo da primeira denúncia...

Jornalista – Então, o senhor vai viajar de novo?