Cidadeverde.com

Eleitor nem chia com o Fundão

Os gastos com as campanhas eleitorais não esbarram na recente criação de um fundo com recursos públicos para financiar as candidaturas e compensar o fim das doações pelas empresas, proibidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O fundo foi aprovado na semana passada e foi estimado inicialmente em R$ 1,7 bilhão. Mas, como os congressistas deram à nova regra a característica de um cheque em branco, esse Fundo pode subir muito mais. Não existe teto para os gastos de campanha.

Atualmente, as empresas de TV e rádio têm, por lei, direito a compensação fiscal em razão da veiculação gratuita do horário político eleitoral. A dedução de imposto para as emissoras é um percentual calculado com base no valor que as empresas receberiam se comercializassem o espaço ocupado pela propaganda eleitoral.

Segundo dados da Receita Federal, em anos eleitorais, a compensação fiscal às empresas chega a cerca de R$ 600 milhões. E, em anos sem eleição, esse valor gira em torno de R$ 300 milhões.

Então, os candidatos contarão no próximo ano não apenas com os recursos públicos oriundos do Fundo Eleitoral, mas também com esses R$ 600 milhões da compensação fiscal pela veiculação de propaganda política e mais R$ 800 milhões do Fundo Partidário. A conta sobe, assim, para mais de R$ 3 bilhões.

A distribuição

Já sancionado pelo presidente Michel Temer, que está nas mãos dos parlamentares, o Fundo terá a seguinte distribuição: 2% igualmente entre todos os partidos; 35% entre os partidos com ao menos um deputado na Câmara; 48% entre partidos na proporção do número de deputados na Câmara em 28 de agosto de 2017; 15% entre os partidos na proporção do número de senadores em 28 de agosto de 2017.

Pelo menos 30% dos recursos do Fundo Eleitoral Especial serão retirados das emendas orçamentárias impositivas. Metade dos recursos dessas emendas se destina obrigatoriamente à saúde. Consequentemente, o Fundão retira recursos dos hospitais, dos postos de saúde e de outras áreas prioritárias para torrar em campanha eleitoral.

E a crise?

Mais uma vez, os parlamentares legislaram em causa própria. E os partidos que tanto brigam publicamente se juntaram por debaixo do pano para aprovar o Fundão. Juntas, as três maiores legendas com representação no Congresso – PMDB, PT e PSDB – devem abocanhar mais de R$ 740 milhões do Fundão – quase 40% do total. O PMDB ficará R$ 275 milhões; o PT com quase R$ 250 milhões e o PSDB com R$ 218 milhões.

A mudança foi aprovada em um momento de extrema dificuldade financeira para governo federal. Em muitas repartições federais, os prestadores de serviço estão com seus pagamentos em atraso e o cafezinho já foi cortado.

Se os recursos não dão para pagar essas despesas, imagine com o dinheiro púbico saindo do tesouro da nação para abastecer campanhas eleitorais.

A nova sangria no cofre público passou, contudo, sem maiores reações da população.E lembrar que o país pegou fogo em 2013 por causa de um aumento de 20 centavos na passagem de ônibus em São Paulo!  (Com informações da Agência Brasil).

 

Foto:Divulgação

O viaduto da Tabuleta, em conclusão

Novo viaduto

Os motoristas certamente ficarão desapontados quando começarem a usar o viaduto da Tabuleta, obra tocada pelo Governo do Estado e que se arrasta há anos.

O viaduto é uma promessa de solução para um dos principais pontos de estrangulamento do tráfego em Teresina. Ele se situa na confluência de duas BR’s – 343 e 316, que ligam o Piauí ao Ceará, ao Maranhão e ao Pará.

Estreito

Pelo que se informa, parte desse tráfego pesado será desviado para o Rodoanel, que está em fase de conclusão.

Mesmo assim, o viaduto, com dois sentidos, parece muito estreito.

Já que demoraram tanto, por que não fizeram uma obra condizente com a situação?

 

Foto:Divulgação

O ex-ministro João Henrique com peemedebistas em Parnaíba

 

PMDB

O vice-presidente regional do PMDB no Piauí, João Henrique Sousa, se reuniu no sábado, em Valença, com presidentes e delegados do PMDB dos municípios da Região Valenciana.

Na sexta-feira, ele realizou encontro com prefeitos, vereadores e dirigentes do partido de Parnaíba e das cidades da região.

Bom de briga

As reuniões fazem parte da mobilização das bases do PMDB para abraçarem a ideia de candidatura própria do partido a governador nas eleições do ano que vem.

“O PMDB sempre foi de briga e de luta. Não é agora, quando temos as melhores condições de disputar o Governo do Estado, que vamos desistir dessa luta”, conclamou ele aos peemedebistas das cidades que participaram das duas reuniões.

 

Foto:Divulgação

O Iançamento do filme sobre Torquato Neto

Torquato Neto

O documentário "Torquato Neto - todas as horas do fim" estreou sábado à noite, no Festival de Cinema do Rio de Janeiro. 

O filme traz histórias e imagens inéditas do poeta piauiense na passagem dos 45 anos de sua morte.

Se estivesse vivo, Torquato - um dos idealizadores do movimento Tropicalismo - iria completar 73 anos em 9 de novembro. 

O filme tem 87 minutos e tem nas filmagens o único registro sonoro da fala do poeta, feito por um radialista gaúcho.

Um filme lindo

“O filme é lindo, dá a dimensão exata de Torquato e sua importância. Abrange vários momentos da sua trajetória. Todas as horas do fim são vividas tranquilamente. O documentário conjuga perfeitamente imagem, texto e música”, comentou o jornalista e professor Paulo José Cunha, primo do poeta, à saída do cinema.

Parou por quê?

O deputado Rubem Martins (PSB) informou que a empresa responsável pela construção do novo Hospital Geral de Picos está retirando as vigas de ferro e outros materiais do canteiro de obras devido à falta de pagamento. “Não existe nem esperança de que os pagamentos sejam feitos até dezembro”, relatou o parlamentar.

Rubem Martins disse que essa situação está sendo generalizada em todo o Estado. Ele disse ter informações que em diversas obras de estradas no interior as empresas estão retirando as suas máquinas também devido à falta de pagamento.

Foto:Divulgação

Outubro Rosa - Centenas de pessoas participaram do Outubro Rosa, realizado ontem na Avenida Raul Lopes, zona Leste de Teresina. O evento é realizado anualmente pela Fundação  Maria Carvalho Santos, sob a coordenação do mastologista Luiz Ayrton Santos, e tem o objetivo de alertar as mulheres para os cuidados no combate ao câncer de mama. Este é o segundo tipo mais comum entre as mulheres no Brasil, conforme o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Com o diagnóstico precoce, aumentam as chances de cura da doença.

 

 

*Haverá amanhã um evento, na Fwederação das Industrias do Piauí (Fiepi) para discutir o Piauí.

*O é evento é organizado pela Associação de Jovens Empresários do Piauí terá a participação de ex-governadores.

*Os ex-governadores foram convidados para indicar perspectivas para o Piauí.

*Ora, pensei que eles estariam no evento era para explicar por que não tiraram o Piauí do atraso quando governaram o Estado.

Oposição de araque

Do líder das oposições na Assembleia Legislativa, deputado Robert Rios (PDT), sobre a corrida de novos filiados às siglas partidárias com a promessa de candidaturas às próximas eleições:

- Onde estavam essas lideranças nesses três anos? Por que resolveram aparecer só agora? Respeitem as oposições!