Cidadeverde.com

Governador defende aprovação de pacote

O governador Wellington Dias defendeu ontem, com veemência, a aprovação do pacote fiscal que encaminhou à Assembleia Legislativa aumentando as alíquotas de impostos de vários produtos e serviços, entre eles combustíveis e telecomunicações, já aumentados em julho passado e seguidamente ao longo dos últimos anos.

A previsão do governo é alcançar um acréscimo de pelo menos R$ 100 milhões por ano em ICMS com o aumento da carga tributária. Em entrevista ao Cidadeverde.com, Wellington Dias comparou o pacote a "injeção na doença". Ele reconheceu que a proposta é impopular, no entanto, necessária para evitar o colapso financeiro no Estado. 

"Acho que a Assembleia Legislativa tem maturidade para compreender. Não tem jeito, alguém está doente, o médico diz: tem que tomar uma injeção. Ninguém gosta de injeção, mas é o jeito, ninguém gosta de imposto, mas é o jeito", comparou o governador.

Diagnóstico e prescrição

É inegável que o governador Wellington Dias tem se portado como um bom político. No entanto, lançando mão da metáfora usada por ele, é um péssimo ‘médico’. Diante de um paciente com cirrose alcoólica, ele imagina que a solução seja ministrar mais álcool.

No caso do Piauí, a doença já está diagnosticada há anos. A causa principal é a gastança desenfreada, sem critérios, para atender interesses politiqueiros.

A receita para combater essa sangria desatada tem sido doses cada vez maiores do mesmo remédio. Ou seja, o aumento de impostos tem sido a prescrição única, penalizando, sobretudo, servidores públicos e os setores mais pobres da população.

A hora é de combater o mal pela raiz, extirpando a doença em sua origem. O governo precisa dar sua cota de sacrifício, por menor que seja. Deve começar pela desconvocação dos suplentes de deputado, extinguir os órgãos supérfluos e sobrepostos, como as coordenarias recém-criadas, reduzir drasticamente o contingente de terceirizados e restringir ao essencial o aluguel de carros.

Obedecida essa receita, o paciente passa, enfim, a ter esperança de sair do coma a que foi induzido pela má gestão que há anos vem sendo prática no Piauí.

 

Foto: Divulgação

Raul Velloso abre o Fórum Piauí Brasil

As chances do Piauí

A Revista Cidade Verde, publicação quinzenal do “Cidade Verde – Grupo de Mídia do Piauí”,  realiza na próxima segunda-feira, dia 30, o Fórum Piauí Brasil.

O evento será realizado no auditório da Federação das Indústrias do Piauí (Fiepi) e vai abordar importantes questões para o desenvolvimento do Estado.

As palestras

A palestra de abertura será proferida pelo economista Raul Veloso. Ele falará sobre “O Problema Macroeconômico Brasileiro e a Capacidade do Piauí de se Enquadrar nesse Contexto.”

Na sequência, haverá o painel “Inserção Econômica do Piauí – Uma Visão do Agronegócio”, pelo sócio da Agroconsult, o engenheiro agrônomo André Pessoa. 

E, finalizando o evento, haverá a palestra “Desafios da Gestão Pública e dos Agentes Privados na Evolução do Piauí”, com o palestrante Cláudio Porto.

As inscrições, com vagas limitadas, podem ser feitas no portal cidadeverde.com.

Divisão do bolo

Levantamento feito pelo Gabinete do deputado federal Júlio César (PSD) mostra que a divisão dos recursos orçamentários não se dá de forma linear, como quer o Estado do Piauí.

No Orçamento dos Tribunais para 2018, a Justiça do Trabalho receberá o maior percentual.

Emendas

O deputado federal Maia Filho (PP-PI) destinou emendas individuais ao Orçamento de 2018, de mais de R$ 4,5 milhões, para projetos de desenvolvimento e ações em saúde e manutenção de hospitais no Piauí.

A emenda para projetos de desenvolvimento envolve recursos da ordem de R$ 2.215.840,00, que serão executados por intermédio da Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba).

Homenagem ao TCE

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI) foi homenageado no III Congresso Internacional de Controle e Políticas Públicas, em Curitiba (PR), por excelência na gestão de projetos.

A homenagem foi na semana passada, durante a apresentação dos dados do IEGM (Índice de Efetividade da Gestão Municipal), pelo Instituto Rui Barbosa (IRB), o centro de estudos dos Tribunais de Contas do país.

Olavo Rebelo recebe no Paraná homenagem do TCE

Projetos pemiados

Os projetos que renderam a honraria ao TCE-PI foram o Laboratório Móvel de Análise de Materiais e as decisões de bloqueio de contas de prefeituras e outros órgãos com atraso nas prestações de contas.

O presidente do TCE-PI, conselheiro Olavo Rebelo, recebeu das mãos do presidente do IRB, conselheiro Sebastião Helvecio, placa em reconhecimento à “contribuição à boa gestão” pelos dois projetos.

Ação continuada 

O Laboratório Móvel foi idealizado e adquirido na última gestão do conselheiro Luciano Nunes como presidente do TCE.

Já as medidas de bloqueio vêm sendo tomadas desde as gestões dos conselheiros Abelardo Vilanova e Kennedy Barros como presidentes da Corte.

O TCE tem uma ação continuada. O conselheiro Olavo Rebelo manteve os dois projetos, melhorando-os.

 

Foto: Divulgação/Acampi

Dia do Piauí - A jornalista Alexandra Vieira ainda recebe cumprimentos pelo seu discurso na sessão solene realizada no Plenário na Câmara dos Deputados, na terça-feira passada, celebrando o Dia do Piauí, que transcorreu na quinta-feira, 19.  Ela preside a Associação Cultural dos Amigos do Piauí (Acampi) e discursou em nome dos piauienses, a convite do autor da proposta da homenagem, deputado federal Assis Carvalho (PT). Ela discorreu sobre a história do Piauí e também sobre suas riquezas naturais e suas atrações turísticas, além de suas potencialidades econômicas. Também reverenciou a memória de vultos históricos e louvou expoentes das artes, em suas mais diversas manifestações, de forma a mostrar a identidade piauiense.  

 

 

* Quanto mais o brasileiro reza, mais assombração lhe aparece. Agora estão querendo tornar o apresentador global Luciano Huck em presidenciável.

* O Movimento Vem pra Rua está convocando um panelaço para quarta-feira, às 21 horas, pela manutenção da prisão em segunda instância.

* Hospitais da rede particular de Teresina já estão iniciando os processos de demissões. É o resultado da grave crise por que passa o setor.

* O Iaspi/Plamta deve aos hospitais conveniados os serviços prestados a partir de julho. Os servidores públicos, mesmo com descontos compulsório de sua contribuição, estão sem atendimento desde o último dia 11.

 

Alarme geral

Do humorista Fraga:

- No Brasil, todos vivem em estado de alerta, espalhados por 26 estados alarmados e um distrito federal alarmante.