Cidadeverde.com

Foco de incêndio na base do governo

Foto: Cidadeverde.com

Wllington apresenta Ciro ao PT como candidato do governo ao Senado

Depois de apresentar o senador Ciro Nogueira ao PT como um dos dois candidatos do governo ao Senado nas próximas eleições, o governador Wellington Dias está às voltas com um foco de incêndio em sua base.

O PMDB, que entrou no governo com a promessa de indicar o candidato a vice-governador na chapa de reeleição de Wellington, não abre mão da candidatura. A bancada estadual do partido está fechada com o nome do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho.

Após o encontro com o governador e lideranças do PT, na sexta-feira passada, o senador Ciro Nogueira propôs que o nome do companheiro de chapa de Wellington saia de uma pesquisa de intenção de voto. Atualmente, o cargo de vice-governador pertence ao PP, que quer manter a posição.

Ontem, a bancada do PMDB reagiu à proposta de Ciro e defendeu enfaticamente o cumprimento do acordo com o governo que assegura ao partido a indicação do candidato a vice.  Os peemedebistas deixaram claro que, sem a vaga de vice, estarão fora do palanque do governo.

Cobrança 

O presidente regional do PMDB, deputado federal Marcelo Castro, recebeu a incumbência de lembrar ao governador que essa indicação pertence ao partido. O encontro de Marcelo com Wellington está anunciado para amanhã, em Brasília.

O Progressistas elegeu o senador Ciro Nogueira e a vice-governadora Margarete Coelho no mesmo palanque de Wellington Dias, mas em pleitos separados. Ciro se elegeu em 2010 e Magarete em 2014. Agora, o partido quer manter as duas posições na mesma eleição.

É aí que o caldo entorna, pois o PMDB está certo de que o lugar de candidato a vice-governador na chapa de Wellington pertence ao partido e não há o que negociar, mas só anunciar, como o governador fez em relação à candidatura do senador Ciro à reeleição.

 

 

TSE extingue zonas

Indiferente às ponderações e aos protestos, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou a resolução para que os Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) cumpram as regras de adequação das zonas eleitorais, após ter decidido pela extinção de mais de 400 delas em várias capitais e no interior.

Retrocesso

No Piauí, o desembargador Edvaldo Moura foi a voz mais eloquente contra o rezoneamento.

O magistrado entende que a decisão é um retrocesso irreparável aos direitos cidadãos. 

No Piauí, serão extintas 24 zonas eleitorais. 

Mais cargos no TCE

A Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa deverá votar hoje o Projeto de Lei nº 116, de 21 de novembro de 2017, que dispõe sobre a criação de cargos nas unidades integrantes da Secretaria do Tribunal de Contas do Estado do Piauí nas cidades polos de Parnaíba, Picos e Bom Jesus.

Ao todo, são 27 cargos, sendo 11 cargos de provimentos efetivos de auditor de controle externo, 13 cargos em comissão e 3 funções de confiança.  

PIB maior

O ministro da Fazenda, Henrique Meireles, informou em seu perfil no Twitter que o Boletim Focus divulgado ontem ampliou a previsão de crescimento do PIB brasileiro para o ano que vem.

Em 2016, o PIB teve um crescimento negativo de 3,60%; este ano, o crescimento foi de 0,73%, positivo, e para 2018 a previsão é de 2,58%, também positivo.

“Voltamos a crescer depois da pior recessão da história. O mais importante é que estamos no caminho certo”, comemorou o ministro.

Foto: Divulgação

Escola no teatro - Alunos de seis escolas municipais de Teresina e uma convidada de Demerval Lobão subiram ao palco do Teatro do Boi, ontem, para participarem da I Mostra de Trabalhos Teatrais do Programa Novo Mais Educação, organizada pela Secretaria Municipal de Educação (Semec), em parceria com o produtor cultural Moisés Chaves. Para a maioria dos alunos essa foi a primeira vez que entraram em um teatro. O evento marcou o encerramento das oficinas de teatro realizadas este ano nas escolas como forma de ampliar as práticas pedagógicas e inserir a arte no cotidiano das crianças e jovens de escolas públicas.

 

 

* O juiz aposentado e escritor Márlon Reis, idealizador da Ficha Limpa, será candidato a governador do Tocantins, seu estado natal, pela Rede.

* O apresentador Luciano Huck jogou a toalha. Ele divulgou carta comunicando que não será candidato a presidente em 2018.

* É muito curiosa essa desaprovação do governo Temer, atestada por diferentes institutos de opinião pública.

* Mesmo com ela, o presidente vem aprovando suas polêmicas matérias no Congresso e recolocando a economia nos eixos.

 

Ruínas 

Do humorista Fraga:

- Arqueólogos, que adoram ruínas, estão com seu futuro garantido: nossas cidades já se encontram praticamente arruinadas.