Cidadeverde.com

Ciro dá um nó no PMDB do Piauí

Foto: Cidadeverde.com

Deputado Marcelo Castro, presidente do PMDB do Piauí: desconforto

O PP renovou seu compromisso com o governador Wellington Dias e vive uma nova lua de mel com ele. Nessa situação, quem acha que o partido vai abrir mão da candidatura de vice-governador, nas próximas eleições, é melhor esperar sentado.

Dizendo de outro modo: a bancada estadual do PMDB vai ter que suar muito para emplacar o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho, como companheiro de chapa do governador. Hoje os ventos sopram a favor do Progressistas, que já tem o cargo de vice.

Plano ousado

O presidente do PP, senador Ciro Nogueira, esta com um plano ousado: juntar no mesmo palanque, na eleição do ano que vem, o governador Wellington Dias e o prefeito Firmino Filho. Nesse caso, não se incomodaria em ceder a vice para um indicado do prefeito, que é seu aliado.

Para facilitar as coisas, o senador filiou ao seu partido dois tucanos ligados ao prefeito, a primeira-dama Lucy Silveira e o ex-prefeito Silvio Mendes.

O PP se acha cacifado para manter a vice-governadoria, pois se tornou um partido maior que o PT no Piauí e com mais expressão que o PMDB, a outra sigla que reivindica a vaga.

Os peemedebistas partem do pressuposto de que o PP já tem uma posição na chapa majoritária, que é a do senador Ciro, candidato à reeleição. Então, se o plano do governador é ampliar a sua base, que ele divida os outros dois cargos – a vice e a segunda vaga ao Senado – com os aliados de maior expressão.

O governador sinalizou que está em outra direção. No episódio do recente rompimento de Firmino Filho com Themístocles, ele procurou o prefeito e não o presidente da Assembeia para uma visita. No PMDB, a situação é de desconforto.

 

 

Reforço de caixa

Os prefeitos brasileiros fizeram mais uma marcha a Brasília de pires na mão, na semana passada.

Desta vez, eles não retornaram às suas cidades de mãos abanando.

O presidente Michel Temer atendeu a reivindicação da Confederação Nacional dos Municípios e autorizou um reforço aos caixas municipais no valor de R$ 2 bilhões.

Gastança

Ou seja, os prefeitos terão neste final de ano os caixas reabastecidos com dinheiro extra.

Que eles possam fazer o melhor uso desses recursos adicionais, o que na esmagadora maioria dos municípios não ocorreu ao longo do ano.

Foi principalmente por isso que as prefeituras chegaram ao fim do ano em situação periclitante.

Acabou!

O processo dos R$ 180 mil, que tanta dor de cabeça deu ao governador Wellington Dias desde a campanha eleitoral de 2014, chegou ao fim ontem, com desfecho favorável a ele.

Por 6 votos a zero, o Tribunal Regional Eleitoral inocentou o governador e a vice-governadora Margarete Coelho (PP) d acusação de compra de votos nas eleições de 2014. 

A decisão atendeu a um pedido do próprio Ministério Público Eleitoral, que, por falta de provas, voltou atrás na acusação que havia feito.

Investigação

Após investigação feita pelo MPE e pela Polícia Federal, ficou provado que os R$ 180 mil encontrados na posse de José Martinho Ferreira de Araújo, primo e ex-assessor de Wellington no Senado, não tinham relação com a campanha de 2014.

A investigação concluiu que o dinheiro seria utilizado para comprar de terras da família de Martinho, no interior do Piauí.

Flagra

No dia 11 de setembro de 2014, Martinho foi abordado por uma blitz da Polícia Rodoviária Federal, na cidade de Barreiras (BA), transportando a quantia, debaixo do banco traseiro do seu carro, no qual viajava de Brasília, onde trabalhava, para o Piauí.

Logo após o episódio, o Ministério Público Eleitoral abriu investigação, pois suspeitava que o dinheiro seria utilizado na campanha eleitoral do senador petista.

Foto: Divulgação

Formatura - O presidente nacional do Sesi, João Henrique Sousa, participou ontem da solenidade de formatura os alunos Projeto ViraVida no Maranhão. O ato de entrega dos certificados foi realizado na Casa da Indústria do Maranhão, em São Luís, com a presença de líderes empresariais, familiares e autoridades. O ViraVida, voltado para a tecnologia social, trabalha com jovens e adolescentesem situação de vulnerabilidade.

 

 

* O governador Wellington Dias e o prefeito Firmino Filho prestigiam hoje, em Brasília, a posse do professor Washington Bonfim como secretário-executivo do Ministério das Cidades.

* O presidente do PMDB, deputado Marcelo Castro, refutou a ideia de realização de pesquisa para escolha do vice de Wellington Dias, em 2018.

* A proposta foi lançada pelo senador Ciro Nogueira, presidente do PP, no final de semana, em Teresina.

* O coronel John Feitosa retornou ao comando da Assistência Militar do Palácio da Cidade.

 

Deu bode!

Há alguns anos, um prefeito do sertão do Piauí foi a Brasília tentar destravar um projeto que estava enganchado na burocracia ministerial. Adentrou ao gabinete de um técnico graduado, em companhia de um deputado federal. Conversa vai, conversa vem, o técnico botando dificuldade para liberar os recursos. O prefeito apelou:

- Doutor, libere esse dinheiro para meu município que eu lhe dou um bode!