Cidadeverde.com

PT banca reeleição de Margarete e Regina

Foto: Divulgação

O governador Wellington Dias com lideranças do PP e do PT

O caso é mais sério do que supõe o PMDB do Piauí: na reunião de segunda-feira passada, no Palácio de Karnak, entre o governador Wellington Dias, o senador Ciro Nogueira e lideranças estaduais do PT e do Progressistas, chegou a ser lançada a proposta de anúncio, já agora, da chapa majoritária governista para as eleições de 2018 no Piauí.

Pelo que foi discutido na reunião, a chapa seria encabeçada, naturalmente, pelo governador Wellington Dias, tendo a vice-governadora Magarete Coelho disputando novamente o cargo e os senadores Ciro Nogueira e Regina Sousa como candidatos à reeleição.

A proposta de lançamento da chapa foi apresentada com muita segurança e firmeza pelo presidente regional do PT, deputado federal Assis Carvalho. Ela só não prosperou porque o presidente estadual do Progresistas, deputado Júlio Arcoverde, sugeriu que se esperasse um pouco mais para o anúncio.

Ele ponderou que era preciso conversar antes com o PMDB, até para evitar problemas futuros para o governador Wellington Dias na Assembleia Legislativa, sobretudo na votação de matérias de seu interesse. Sua sugestão foi acatada.

PMDB sobra

O PMDB é a sigla que está na disputa com o PP pela indicação do candidato a vice-governador na campanha de reeleição de Wellington Dias. O partido entrou com os dois pés no governo, no início do ano, certeza de que indicaria o vice-governador.

O nome escolhido pelos peemedebistas para ser companheiro de chapa de Wellington, em 2018, foi o do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho. Desde o início, o PT vinha apresentando resistência ao nome do parlamentar, mas de forma discreta. Agora, ela se torna mais enfática.

Um parlamentar que participou da reunião de segunda-feira, em Karnak, observava ontem que não entendia a fúria do PMDB com o senador Ciro Nogueira, já que é o próprio PT que abraça e defende a candidatura da vice-governadora Magarete Coelho à reeleição.

 

 

Foto: Piripirinews

Vereador Genival Sales (PT), novo presidente da Agespisa

Mudança na Agespisa

De surpresa, o governador Wellington Dias decidiu mudar o comando da Agespisa. O novo presidente da empresa será o vereador Genival Sales, do PT de Piripiri, em substituição a Emanoel Lopes Veloso, técnico da cota pessoal do governador.

A indicação é do presidente estadual do partido, deputado federal Assis Carvalho. Genival é funcionário da Agespisa há 30 anos e entra no comando da empresa na cota do PT.

Empréstimo

A bancada federal do Piauí se reuniu ontem com o governador Wellington Dias, em Brasília, e prometeu apoiá-lo na liberação de dois empréstimos, um no valor de R$ 600 milhões – cuja primeira parcela já saiu – e outro de R$ 300 milhões.

 

Jornalista Elivaldo Barbosa com João Henrique, nos estúdios da TV Cidade Verde

Nas bases

Alheio ao curto-circuito de seu partido com o Governo do Estado, o ex-ministro João Henrique Sousa dá continuidade hoje às suas viagens pelo interior, em busca de apoio das bases para sua candidatura a governador.

Ele estará hoje com os delegados do PMDB das regiões de Picos e de Oeiras. Amanhã, se reunirá com os peemedebistas dos municípios da região de Floriano.

Greve

Ontem foi o último dia do prazo para pagamento da primeira parcela do 13º salário dos trabalhadores da iniciativa privada. Em Teresina, até o fim da tarde as empresas de ônibus não haviam feito o pagamento.

O Sindicato dos Rodoviários comunicou que se o dinheiro não cair hoje na conta dos trabalhadores todo o sistema de transporte será paralisado na capital.

O presidente Figueiredo e o ministro Waldir Arcoverde

Luto

Faleceu ontem, em Brasília, aos 85 anos, o médico sanitarista Waldir Arcoverde, ministro da Saúde no Governo João Figueiredo.

Ele nasceu em Amarante e era irmão do ex-governador e ex-senador Dirceu Arcoverde.

Era tio do presidente regional do Progressistas, deputado estadual Júlio Arcoverde.

Foto: Divulgação

Homenagem - A Câmara Municipal de Campo Maior criou, através do Projeto de Resolução 13/2017, o Diploma do Mérito Educacional Vereador Olímpio Castro de Oliveira. A honraria vai homenagear personalidades que tenham contribuído para o desenvolvimento da educação no município. O autor do projeto instituindo o Diploma é o vereador Hamilton Segundo. Ele destacou que o nome do diploma homenageia um dos maiores tribunos e educadores de Campo Maior, o professor Olímpio Castro, que foi também vereador de Teresina e diretor do Liceu Piauiense. O jornalista José Olimpio Castro representou o pai no lançamento do diploma.

 

 

* Mais 150 aprovados no concurso para agentes penitenciários realizarão o curso de formação para ingresso na categoria.

* A autorização foi dada pelo governador Wellington Dias, em despacho com o secretário de Justiça, Daniel Oliveira.

* O presidente regional do PSB, ex-governador Wilson Martins, prestigiou ontem o Congresso Estadual do PPS, realizado em Teresina.

* A secretária de Educação, deputada federal Rejane Dias, está num pé e noutro para voltar a Brasília para votar contra a reforma da Previdência.

 

Loucura total

"Cem piadas sem palavrões" é o título de um dos livros do escritor Assis Fortes, professor aposentado do IFPI. É um livro de humor. Entre tantas piadas, traz esta: um doido estava debruçado sobre uma mesa, com lápis e papel. Um enfermeiro passa, pergunta o que ele estava fazendo, e sai a resposta:

- Estou escrevendo uma carta.

- Pra quem?

- Pra mim mesmo!

- E o que você diz nessa carta?

- Só vou saber depois que recebê-la.