Cidadeverde.com

O que atrapalha a liberação de empréstimo

A segunda parcela do empréstimo de R$ 600 milhões que o Governo do Piauí contraiu junto à Caixa Econômica Federal está enganchada em Brasília. O governo vem brigando dia e noite por esse dinheiro, que totaliza R$ 315 milhões.

Chegou-se a especular que a segunda parcela do empréstimo não sai por motivos políticos. Seria uma represália do governo Temer ao Governo do Piauí.

A revista Veja, em sua edição on line (Coluna Radar), trouxe informações sobre a situação fiscal dos Estados e a verdade apareceu: o Piauí está no grupo que ocupa a penúltima posição, à frente apenas do que reúne o Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul, que estão em situação calamitosa.

O rating do Tesouro Nacional é uma avaliação que examina o equilíbrio das contas públicas e foi publicado na quarta (6) pelo governo federal. A revista esclarece:

“Resultante da avaliação sobre endividamento, poupança corrente e liquidez, a nota final compõe o chamado índice de Capacidade de Pagamento (Capag)”.

Eis a posição dos Estados nesse rating:

Nota A: Espírito Santo e Pará

Nota B: Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Ceará, Maranhão, Paraíba, Paraná, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima e São Paulo. 

Nota C: Bahia, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pernambuco, Piauí, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins.

Nota D: Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Esse rating é fundamental para os governadores. Isso porque somente os Estados que recebem notas A ou B têm acesso a empréstimos da União.

Como o Piauí está na penúltima classificação, isso explica porque o Estado ainda não recebeu a segunda parcela da operação de crédito com a Caixa Econômica e está correndo atrás de banco privado para tomar novos empréstimos.

 

Foto: Divulgação

João Henrique recebe bancada da oposição na Assembleia

Oposição se articula

A bancada da oposição na Assembleia Legislativa se reuniu ontem com o vice-presidente regional do PMDB no Piauí, João Henrique Sousa.

No encontro, foram discutidas estratégias de mobilização do grupo oposicionista para as eleições do ano que vem.

A ideia do bloco é articular o lançamento de uma candidatura das oposições a governador.

Quem foi

O encontro ocorreu no gabinete de João Henrique na Federação das Indústrias do Estado do Piauí (Fiepi).

Participaram os deputados Robert Rios (PDT), Marden Menezes e Firmino Paulo, do PSDB; Rubem Martins e Gustavo Neiva, do PSB; e Juliana Moraes Souza, do PMDB.

A mesma língua

Com sua pré-candidatura já colocada, João Henrique, atualmente na presidência do Conselho Nacional do Serviço Social da Indústria (Sesi), está percorrendo todo o Piauí para conversar com os dirigentes do PMDB nos municípios.

Para o ex-ministro, a ideia do grupo oposicionista contempla a mesma proposta que ele vem defendendo junto às bases do PMDB.

Votação

O deputado Fábio Abreu (PTB) avisou que se licenciaria da Secretaria de Segurança e retornaria a Brasília para as votações mais importantes da Câmara Federal. Assim o fez no impeachment e na reforma trabalhista.

Pelo visto, ele não julga a reforma da Previdência tão relevante. Ou não acredita na votação da proposta agora, pois ainda não deu sinal de retorno agora a Brasília.

Enem

O ex-governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), pediu a alteração das datas de duas audiências para poder participar do Enem realizado para os presidiários.

Cabral quer tentar uma vaga no curso de História. As audiências estavam marcadas para 12 e 13 de dezembro e foram reagendadas.

Foto: Divulgação

100 anos da APL - A Assembleia Legislativa realizou ontem sessão solene especial para homenagear os 100 aos de fundação da Academia Piauiense de Letras, que serão comemorados no próximo dia 30. A proposta foi do deputado João de Deus (PT), líder do Governo.  O presidente da Fundação de Amparo a Pesquisa do Piauí (Fapepi), Francisco Guedes, representando a governadora em exercício Margarete Coelho, destacou que a atual gestão da APL está reconhecendo os anos de luta e trabalho da Academia e está criando a Biblioteca e o Museu da Escrita. A decana e acadêmica Nerina Castelo Branco agradeceu a homenagem do Poder Legislativo. Representando o presidente da Academia, Nelson Nery Costa, o jurista e acadêmico Celso Barros Coelho agradeceu a homenagem em nome da APL. “Essa homenagem tem valor histórico e memorial, principalmente aqueles que fundaram a nossa Academia, acreditando no futuro e o futuro nos pertence”, enfatizou. 

 

 

 * Hoje é feriado municipal em Teresina e em mais algumas cidades do Piauí, como Bocaina, cuja padroeira é Nossa Senhora da Conceição.

* O Governo do Estado decretou ponto facultativo. Em Teresina, o comércio vai funcionar normalmente.

* O PTB nasceu como um partido de trabalhadores. Ontem, recebeu lideranças empresariais do Piauí como novos filiados.

* Policiais federais e políticos, jornalistas e outros convidados se encontram amanhã, mas na confraternização anual do deputado Robert Rios.

 

"Eles passarão, eu passarinho"

Do discurso do jurista, professor e acadêmico Celso Barros Coelho, deputado estadual cassado pelo regime de 64, agradecendo, ontem, a homenagem da Assembleia Legislativa ao centenário da Academia Piauiense de Letras:

- Dos 26 deputados que me cassaram, todos já morreram.