Cidadeverde.com

Águas de Teresina não desiste de aumento negado

Recebi nota de esclarecimento da Águas de Teresina, a propósito do pedido (negado) de autorização para novo aumento das tarifas de água e esgoto. A empresa justifica o pedido e informa que vai lutar por ele, pois estaria previsto no contrato de subconcessão e possibilita melhorar a qualidade dos serviços. Eis a nota, editada:

“A Águas de Teresina informa que tem adotado todas as medidas necessárias para o perfeito cumprimento do contrato de subconcessão firmado com a Águas e Esgotos do Piauí S.A – Agespisa, em 22 de março de 2017.

A empresa tem trabalhado diuturnamente para regularizar o abastecimento de água para a população da cidade, bem como para sanar os passivos ambientais relacionados ao sistema de esgotamento sanitário, mesmo diante de uma transição operacional precária.

Reajuste e paridade

A empresa reiterou o efetivo cumprimento do contrato, um posicionamento protocolado anteriormente pela Comissão de Monitoramento – formada por Agespisa, Superintendência de Parcerias e Concessões (SUPARC), ARSETE e Comitê Gestor –, em que destacou, especialmente:

• Correção do reajuste tarifário aplicado em julho de 2017;

• Implementação do escalonamento tarifário referente aos serviços de esgotamento sanitário (Paridade Água x Esgoto);

Contrato

A subconcessionária pontua ainda que o contrato prevê que as tarifas obrigatoriamente serão reajustadas nos termos do edital e de acordo com as regras nele estabelecidas, a partir da sua assinatura, ocorrida em 22 de março de 2017.

O reajuste deliberado pela ARSETE, em 30 de maio de 2017, no percentual de 2,96%, inferior ao solicitado pela Agespisa (de 4,35%), representa total desacordo ao contrato. O reajuste aplicado em Teresina, pela primeira vez, divergiu do percentual estabelecido no restante do estado, de 4,35%. O índice correto, calculado, de acordo com as determinações do contrato de subconcessão é de 4,13%, sendo este ainda menor do que o índice praticado para a área sob concessão da Agespisa.

Dessa forma, a Águas de Teresina solicitou que a ARSETE tomasse as providências necessárias para a devida correção. A empresa sugeriu a postergação do calendário de reajuste anual de julho de 2018 para janeiro de 2019, visando reduzir os impactos aos usuários.

Quanto à paridade de Água x Esgoto, a Águas de Teresina destaca que a aplicação é um regramento estabelecido em contrato, devendo essa ser aplicada tão somente aqueles que contam com a disponibilização do serviço de coleta e tratamento de esgoto, que abrange atualmente 19,12% da população teresinense.

Investimentos

A empresa destaca que finalizou o pagamento da outorga, no total de R$ 160.100.000,00 (cento e sessenta milhões e cem mil reais), tendo antecipado em oito meses a segunda parcela. Somando outorga e investimentos, Teresina e o Piauí já receberam, da Águas de Teresina, recursos que superam R$ 221 milhões.

A Águas de Teresina adiantou ações do plano emergencial elaborado para atender regiões com histórico crítico de falta d’água. Inicialmente, o planejamento englobava 14 áreas da cidade, com prazo de conclusão em até 180 dias. Atualmente, 31 localidades já foram beneficiadas com medidas que aumentaram a distribuição de água em 20 milhões de litros por hora. Cerca de 360 mil teresinenses contam com mais oferta de água tratada no B-R-O Bró (período caracterizado como mais quente do ano).

A Águas de Teresina reforça que o compromisso com a cidade continua inabalável e segue trabalhando para fazer de Teresina referência em saneamento no Nordeste. A manutenção responsável do cumprimento do contrato é uma ferramenta imprescindível para a prestação adequada dos serviços.”

 

Foto: Cidadeverde.com

Diretor Eduardo Ades fala sobre filme 

Lançamento

O documentário “Torquato Neto – Todas as horas do fim”, lançado ontem à noite no Theatro 4 de Setembro, já recebeu nove premiações, entre elas a de Melhor Filme do Ano.

Este prêmio foi conferido pelo Arquivo Nacional. O documentário sobre a vida e a obra do poeta piauiense concorreu com mais de 70 filmes nacionais e estrangeiros.

Nos cinemas

As informações foram prestadas ontem pelos diretores Eduardo Ades e Marcus Fernando. Eles disseram que o filme, lançado nacionalmente em outubro, no Rio, teve poucas exibições, mas já ganhou premiações em quase todas as categorias. 

O documentário será exibido nos cinemas a partir de março do próximo ano.

Teatro lota

O lançamento, ontem, em Teresina, contou com a presença da governadora em exercício Magarete Coelho, do secretário de Cultura, Fábio Novo, de parentes do poeta Torquato Neto, artistas e outros convidados. O teatro ficou lotado.

O publicitário George Mendes, primo do poeta e curador de seu acervo, falou em nome da família agradecendo a homenagem.

Violência

O deputado federal Silas Freire (Podemos) cobrou agilidade da Corregedoria da Polícia Militar  sobre os processos envolvendo crimes cometidos por policiais militares. 

“Sou um defensor do policial, luto na Câmara Federal pela melhoria de salário e estrutura de trabalho, luto pelo financiamento da segurança e para alcançarmos a sonhada PEC 300. Pra mim, policial que mata um bandido na sua defesa e na defesa da sociedade merece uma medalha, mas policial que comete crime contra inocentes no salto do abuso de autoridade deve ser expulso dos quadros da corporação e exemplarmente punido.”, argumenta Silas. 

Mais volência
Silas relembrou a morte da jovem Camilla Abreu pelo capitão Alisson Watsson em outubro deste ano, além do caso três crianças agredidas no bairro Angelim pelo sargento Gilberto Carvalho da Silva também em outubro deste ano e ainda o homicídio de Francisco José e tentativa de homicídio contra Ildenildes Gomes, em um bar no Conjunto Manoel Evangelista em 2016, pelo tenente Paulo Anselmo. 

 

* O advogado Álvaro Mota foi eleito ontem para presidir o Colégio de Presidentes de Institutos de Advogados Brasileiros.
* A eleição ocorreu na sede do Instituto de Advogados de São Paulo – IASP. Esta é a primeira vez que um advogado do Piauí é escolhido para presidir o órgão.

* O deputado federal Heráclito Fortes já recebeu do PSB a carta de desfiliação do partido, protocolada ontem na Justiça Eleitoral.

* Com essa providência, o parlamentar deixa o PSB, mas não perde o mandato. Ele assinará ficha de filiação a outra sigla até março. 

 

Segura o tchan!

Início dos anos 90. O jornalista Arimatéia Azevedo, um dos mais processados do país, era defendido pelo advogado Joaquim Almeida em várias ações. Certo sábado, em meio a generosas doses de Old Par, no american bar do Rio Poty Hotel, Azevedo provoca o advogado.

O jornalista: “Joaquim, como estão os processos?”

O advogado: “Estão sob controle, Ari...”

O jornalista: “Meu amigo, eu não vejo nenhum andar...”

O advogado: “Por isso mesmo, Ari.  Se andar é ruim pra você”.

(Republicado por incorreção)