Cidadeverde.com

Partidos atrapalham candidatos ao governo

Pelo menos três dos principais pré-candidatos a governador lançados do lado da oposição começam as dificuldades para viabilizar seus nomes já dentro de casa, ou seja, dentro de seus próprios partidos.

O presidente do Sesi e vice-presidente estadual do MDB, ex-ministro Joáo Henrique Sousa, o primeiro a cair em campo, passou o ano de 2017 tentando convencer o seu partido de que o seu lugar é na oposição, de que  a sigla deve apresentar candidato próprio ao governo e de que, de preferência, esse nome deve ser o dele.

As bases peemedebistas receberam o ex-ministro com algum entusiasmo, na ‘Caravana Piauí em Movimento’, porém a cúpula do partido no Estado fez ouvido de mercador para a sua pregação e segue firme em direção ao palanque de reeleição do governador Wellington Dias. O sonho público da bancada estadual é indicar o vice do governador.

O deputado estadual Dr. Pessoa, um nome que vem surgindo com boa aceitação popular, não tem espaço para se mexer dentro do seu PSD, que é carne e unha com o governo.

O presidente regional da sigla, deputado federal Julio César, briga mais por uma vaga na chapa majoritária do governo para ele do que pela candidatura própria ao Karnak.

Já o ex-senador João Vicente Claudino, que ensaia seu retorno à política como candidato a governador, sabe que o PTB, seu ex e futuro partido, é 100% governo. Assim, ao invés de ele puxar o partido para a oposição, é mais fácil o partido arrastá-lo para o governo.

Nessas circunstâncias, com os partidos contra, qual é o nome que tem chance de se afirmar como candidato de oposição?

 

Foto: Divulgação/Alepi

Prefeitos visitam presidente da Assembleia

Romaria

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (PMDB), passou a receber um número maior de lideranças nos últimos dias.

No final da semana passada, por exemplo, estiveram com ele o presidente da APPM, Gil Carlos (PT), e outros prefeitos.

Sinal

Nos meios políticos, diz-se que quando começa esse tipo de romaria é porque quem recebe a visita está com o nome quente para algum cargo.

E o que o presidente da Assembleia está querendo, todos sabem, é sair candidato a vice-governador na chapa do PT.

Campanha

O presidente estadual do PT, deputado federal Assis Carvalho, divulgou vídeo nas redes sociais conclamando filiados e simpatizantes a instalarem comitês em defesa do ex-presidente Lula nas cidades piauienses.

O argumento de Assis Carvalho é que Lula será julgado no próximo dia 24, no TRF-4, em Porto Alegre, “sem que haja nenhuma prova contra esse grande líder nacional”.

Foto: Blog do Carlson Pessoa

A casa caiu! - Os policiais civis plantonistas da Central de Flagrantes em Parnaíba, recém-inaugurada, passaram por um susto no início da noite de sábado. Parte do forro da fachada que dá acesso ao portão principal da instituição desabou. Ninguém ficou ferido. O prédio foi inaugurado festivamente no dia 18 de outubro.  

 

 

* No sábado, almoçaram juntos o ex-governador Wilson Martins, o prefeito Firmino Filho e o deputado Luciano Nunes.

* A oposição do Piauí começa, assim, a sua próxima campanha bem nutrida.

* O sistema on-line para novas matrículas na rede estadual de educação será disponibilizado a partir de hoje.

* Até o dia 28, os interessados poderão consultar as escolas disponíveis e respectivas vagas para efetuar a matrícula para o ano letivo de 2018.

 

Aviso aos navegantes

A revista Veja traz, em sua coluna Radar, na edição desta semana, uma declaração atribuída à ex-presidente Dilma Rousseff, que teve seu nome cogitado para ser candidata a senadora pelo Piauí nas próximas eleições:

- Não sou o Sarney para fazer a carreira num Estado e se eleger por outro.