Cidadeverde.com

PP não abre mão da vice-governadoria

O rateio das vagas na chapa majoritária não será tão pacífico como imagina o governador Wellington Dias. O seu plano é distribuir as quatro posições entre os principais partidos da base, cabendo uma indicação a cada sigla.

Nesse caso, ele ficaria com a vaga do PT e o senador Ciro Nogueira, com a do Progressistas. De saída, o Partido dos Trabalhadores e o Partido Progressista perderiam uma vaga, cada um. O PT, a de senador, hoje ocupada por Regina Sousa; o PP, a de vice-governador, hoje ocupada por Margarete Coelho.

Nessa estratégia, a vice a segunda vaga de senador seriam entregues ao MDB, PSD e PTB. O PDT também reivindica uma dessas posições. Acontece que a senadora Regina Sousa avalia que tem todas as condições de ser indicada para disputar a reeleição. Do mesmo modo, pensa a vice-governadora Margarete Coelho.

Contas

O PP fez as contas e concluiu que não ganha nada mantendo a candidatura do senador Ciro Nogueira à reeleição, pois ele já é candidato natural à vaga. Como também a vice-governador. Já perder qualquer uma das posições significaria, sim, prejuízo político para a sigla.

Sentido que perdeu espaço nos últimos dias para o MDB, o PP já sinaliza, através de algumas lideranças e de aliados, que pode alterar radicalmente a sua posição e sair da aliança com o governo, puxando uma frente de oposição, como fez em 2014, se não ficar com as vagas que já tem na chapa majoritária.

Portanto, não será uma tarefa fácil acomodar tantos interesses na base governista.

 

Foto: Divulgação

João Henrique define agenda da segunda etapa de sua caravana

A volta

O ex-ministro João Henrique se reuniu com a sua equipe para definir a agenda da “Caravana Piauí em Movimento” de 2018, em defesa da candidatura própria do partido ao governo.

A largada será no próximo dia 24, começando por Demerval Lobão, Lagoa do Piauí, Curralinhos, Água Branca e outras cidades da região.

Até maio, serão visitados os 224 municípios do Estado.

MDB fecha com Skaf

A propósito de MDB, a direção do partido em São Paulo divulgou nota ontem sobre a sucessão no estado. Diz a nota que, ao contrário do que foi publicado por veículos de comunicação nos últimos dias, o MDB de São Paulo só trabalha com a pré-candidatura de Paulo Skaf ao Palácio dos Bandeirantes.

“Acreditamos no seu potencial para conquistar aliados e não abrimos mão de o partido ter candidato próprio ao governo do Estado”, sustenta o deputado federal Baleia Rossi, que assina a nota.

Era uma nota dessas, certamente, que o ex-ministro João Henrique gostaria de ver publicada no Piauí.

Pisou no pé

Do presidente nacional do PSDB e pré-candidato do partido a presidente, Geraldo Alckmin, chamando Lula para a briga:

- Há sempre perguntas sobre um possível temor em enfrentar Lula nas eleições. Não temos medo dele ou do PT e estamos preparados para o trabalho de diálogo com a população. Confio na experiência do eleitor brasileiro, que viveu a pior crise de nossa história.

No páreo

Da senadora Regina Sousa, sobre a disputa pela indicação do candidato à segunda vaga de senador na chapa governista:

- Vou trabalhar pela minha candidatura, mas não vendo minha alma ao diabo para ser candidata.

Febre amarela

A Secretaria de Saúde do Piauí emitiu ontem uma nota técnica para os municípios com maiores incidências da febre amarela.

A nota intensifica medidas de prevenção com ações de vigilância e vacinação contra doença em 58 municípios, principalmente nas cidades que estão na Divisa com o estado da Bahia.

Segundo a Secretaria de Saúde, a nota técnica é uma medida de atenção com a vacinação e orienta os profissionais de saúde quanto a procedimentos baseados nos cuidados para tratar da epidemia. 

 

 

*Para a senadora Regina Sousa, o ex-presidente Lula será decisivo nas próximas eleições, sendo ou não candidato a presidente.

* Ela informou que estará em Porto Alegre na próxima terça-feira, para uma plenária de mulheres organizada pela ex-presidente Dilma.

* Pelo menos 800 policiais militares estão trabalhando na segurança do Corso 2018, informa o comandante da PM, coronel Carlos Augusto.

* O governador Wellington Dias já garantiu à secretária de Educação, Rejane Dias, e ao Sinte que pagará o novo piso do magistério.

 

Qual é o crime?

De Seu Malaquias, filósofo popular da região do Grande Dirceu, ao tomar conhecimento, pela mídia, de que o PT atacou a árvore genealógica do presidente do TRF-4, que julga o ex-presidente Lula na quarta-feira:

- Atacar a árvore genealógica é o quê? Crime ambiental?