Cidadeverde.com

Dois Brasis, cada qual mais indignado!

Depois do julgamento do ex-presidente Lula, em segunda instância, marcado para hoje, em Porto Alegre, e da proposta de reforma da Previdência, em discussão no Congresso Nacional, o tema que mais aquece os debates políticos é a nomeação da deputada federal Cristiane Brasil (PTB) para o Ministério do Trabalho.

Os críticos da nomeação ministerial, barrada pela Justiça, pelo fato de a deputada ter sofrido condenação na Justiça do Trabalho, são basicamente os mesmos que defendem a candidatura presidencial de um político condenado por corrupção, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

A defesa do ex-presidente é tão fervorosa que eles até empunham faixas e gritam nas redes sociais que “eleição sem Lula é fraude”.

É inegável que o presidente Michel Temer vem demonstrando, desde o início, um talento incomum para escolher mal os seus auxiliares. Já teve, inclusive, que despachar alguns que caíram no cerco da Lava-Jato.

Mas a Constituição lhe assegura o direito de nomear ministros. É uma prerrogativa exclusivamente sai, até o seu último dia no cargo, arcando naturalmente com as consequências políticas, administrativas e morais das escolhas.

Cada caso, porém, é um caso! Cristiane Brasil respondeu a ação trabalhista, como sucede com parcela considerável dos empregadores brasileiros. Foi condenada a pagar indenização, a pena prevista na lei para o caso.

"Abaixo a Ficha Limpa!"

Os que tentam impedir a posse da nova ministra são, curiosamente, os que defendem a candidatura de Lula a presidente. Não custa lembrar: além da condenação a 9 anos e meio de cadeia por corrupção, o petista responde a seis outros processos igualmente graves.

No Brasil de hoje, porém, é o fim do mundo alguém condenado em ação trabalhista ocupar um ministério, mas é uma beleza alguém condenado por corrupção chegar à presidência da República.

O Partido da Causa Operária (PCO), um dos aliados do ex-presidente, até já lançou uma patética e despudorada campanha a favor da candidatura de Lula, que é a seguinte: “Abaixo a Ficha Limpa!”. E ela já tem muitas e desavergonhadas adesões.

Este o país que se divide em dois, cada qual mais radicalmente indignado com a falta de ética na política! 

 

 

Mais um

O PMDB abocanhou ontem mais um cargo no governo. A diretora do Hospital Getúlio Vargas, Clara Leal, foi substituída ontem. A nova diretora do HGV, indicada pelo presidente da Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares, deputado Pablo Santos, é Fátima Garcêz, que já presidiu a Fundação Hospitalar de Teresina, já extinta.

Clara Leal, técnica, estava na direção do HGV desde 2014 e tem um dos melhores currículos de gestão hospitalar na área pública. Já dirigiu o Samu de Teresina, o HUT e o Hospital Regional de Parnaíba, sempre com sucesso.

Carnaval

O Tribunal de Contas está de olho, principalmente, nos municípios que decretaram situação de emergência por causa da seca, no ano passado, e os prefeitos querem cair na folia. Ao todo, são 78 municípios.

O aviso é do conselheiro substituto Jailson Campelo.

Sisu

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) começam ontem com elevada procura e seguem até a próxima sexta-feira (26), exclusivamente pelo site e sem cobrança de taxas.

Ao todo são oferecidas 239.601 vagas em 130 instituições, entre universidades e institutos federais de educação, ciência e tecnologia e instituições estaduais.

Os candidatos

Podem se inscrever estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 e obtiveram nota diferente de zero na redação, e não sejam treineiros (participantes menores de 18 anos no primeiro dia de realização da prova).

No ato da inscrição, o candidato precisa do número de inscrição e da senha cadastrados no Enem de 2017.

Também é necessário estar atento aos documentos exigidos pelas instituições para efetivar a matrícula, em caso de aprovação. 

Jogos de azar

Do senador Ciro Nogueira (PP), autor do projeto de lei legalizando os jogos de azar no Brasil:

- Em sondagem realizada pelo Senado Federal, 86% dos brasileiros declararam ser favoráveis à liberação dos jogos de azar no país. Nossa proposta prevê a regulamentação da atividade e a ideia é trazer para a legalidade jogos que, na prática, já existem, só que estão na clandestinidade sem pagar impostos, sem trazer ganhos para a coletividade.

 

 

* A Associação Piauiense dos Empresários de Obras Públicas empossou ontem à noite a sua diretoria para o mandato 2018/2019.

* A posse do professor Nouga Cardoso para um novo mandato de reitor da Universidade Estadual do Piauí será na próxima segunda-feira, 29.

* Até aqui, o deputado Luciano Nunes (PSDB) só tem recebido elogios, até do governo, como pré-candidato das oposições ao Karnak.

*Se a candidatura pegar, no entanto, aí a conversa muda. Completamente.

 

Vivendo e não aprendendo

Do humorista Fraga, sobre o anúncio do senador Fernando Collor de que será candidato a presidente nas eleições deste ano:

- A mais dolorosa lição que a Era Collor nos deixou é que não serviu de lição.