Cidadeverde.com

Barroso faz palestra no Piauí sobre corrupção

Foto: Divulgação/STF

Ministro Luís Roberto Barroso, do STF

 

Prestes a completar cinco anos no Supremo Tribunal Federal, o ministro Luís Roberto Barroso já se tornou um expoente da Corte. Em suas decisões ou na expressão de seus pensamentos, ele vem assumindo posições de vanguarda, tornando-se o ministro mais popular do Supremo.

O ministro Gilmar Mendes, o seu contraponto, acusa o colega de falar pelos cotovelos. Se Barroso é tagarela ou não, o fato é que ele não deixa Gilmar falando sozinho.

Em resposta a esta última crítica do colega, por exemplo, ele disse que o Direito "não é feito para proteger amigos" e que ele não frequenta palácios nem troca "mensagens" amistosas com réus.

O ministro Luís Roberto Barroso estará hoje em Teresina para proferir, às 14h, a palestra de encerramento do I Simpósio de Inteligência Institucional do Tribunal de Contas do Estado.

O evento começou na segunda-feira (26), com reuniões, debates e palestras envolvendo membros dos Tribunais de Contas de todo o país e representantes de órgãos de controle.

Corrupção

O tema central do simpósio é o uso da informação estratégica e da inteligência institucional como ferramentas de combate à corrupção e aos desvios de dinheiro na gestão pública. O ministro falará sobre Sistema Político e Custo das Eleições: As Origens da Corrupção.

Barroso já sintetizou o seu pensamento sobre este assunto em uma frase lapidar, no final do ano passado, quando sentenciou que o País ‘se perdeu pelo caminho’, em referência à corrupção e aos desvios do dia a dia.

Por estes e por outros motivos, a sua conferência será a mais concorrida e mais prestigiada do Simpósio do TCE.

 

 

Ciro assanha oposição

As frequentes vindas do senador Ciro Nogueira ao Piauí, trazendo pelo braço um ministro ou outro figurão do governo federal, assanharam a oposição estadual.

Ontem, os deputados federais Heráclito Fortes e Rodrigo Martins repercutiram na Câmara o discurso proferido pelo deputado estadual Robert Rios (PDT/PI) na Assembleia Legislativa, no qual faz duras críticas à postura do presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi.

Ele esteve na quarta-feira (28) em Teresina, para uma solenidade na Associação Piauiense de Municípios – APPM.

Campanha

Em seu discurso, Robert Rios afirmou que a solenidade foi “eleitoreira” e uma “politicagem”, e cobrou uma manifestação do Tribunal de Contas do Estado, do Ministério Público e da Ordem de Advogados do Brasil no Piauí.

Robert Rios foi aparteado pelos deputados Gustavo Neiva (PSB), Rubens Martins (PSB) e Dr. Pessoa (PSD) que apoiaram seu pronunciamento.

Puxão de orelha

Heráclito Fortes ressaltou que as considerações feitas na Câmara não são contra os recursos destinados ao Piauí, mas à maneira como eles estão sendo usados.

“O Sr. Presidente (Ochi) tem que lembrar que já foram afastados vários diretores da Caixa Econômica por atitude suspeita. Portanto, eu espero que o Ministro da Fazenda e que o Presidente do Banco Central puxem as orelhas do Presidente da Caixa Econômica, para que ele deixe de fazer politicagem com o dinheiro público”, concluiu.

No Ceará não tem disso, não!

Enquanto isso, enquanto os políticos do Piauí brigam por tostões, vejo na imprensa cearense que obras até então sem previsão de conclusão, no Ceará, poderão revisar seus cronogramas, a partir de agora, diante da liberação de cerca de R$ 1 bilhão, por meio do Programa Avançar.

O anúncio foi feito pelo presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (PMDB).

Foto: Cidadeverde.com

Dídimo de Castro: novo livro

Na trajetória dos 90

O jornalista e radialista Dídimo de Castro lança hoje, de 17 às 19 horas, no Salão de Eventos do Sesc Ilhotas, o seu mais novo livro, “Na trajetória dos 90 – Uma história de trabalho e paixão pelo rádio, a TV e o esporte”.

Na obra, o autor conta lances que marcaram os seus 55 anos ininterruptos de cronista esportivo.

Exposição

Durante o lançamento, haverá uma exposição de livros, revistas, troféus, medalhas, jornais, discos CDs, DVDs, fitas de vídeo e outras peças que compõem o rico acervo do jornalista.

 

 

* Mais um acidente ontem na BR-135, a “estrada da morte”. Quatro pessoas ficaram feridas na virada de um ônibus em Colônia do Gurgueia.

* Os defensores do ex-presidente Lula argumentam que não se pode prender o campeão nas pesquisas eleitorais.

* Bolsonoro já ultrapassou o petista em São Paulo. Se é como os petistas dizem, então Lula já pode ser preso.

* O governador Wellington Dias comemora seu aniversário de 56 anos na segunda-feira, às 8h, na sede da Associação dos Amigos dos Autistas (Ama), no bairro Primavera.

 

Se gritar pega o ladrão...

Do jornalista Carlos Alberto Sardenberg:

- 2009: liderado por Eros Graus, STF decide que condenado só pode ser preso após sentença em última instância.

  2016: STF muda: condenado pode ser preso após 2ª. instância.

  2018: Eros Grau: com tanto bandido, é o caso de prender logo na 1ª.  instância.