Cidadeverde.com

Livro faz inventário de obras do Piauí

Foto: Divulgação

Cid Dias apresenta seu novo livro na APL

 

"Engenharia Piauiense” é o novo livro do engenheiro civil, professor e escritor Cid de Castro Dias. A obra foi lançada sábado passado, na Academia Piauiense de Letras, com apresentação do próprio autor, que fez um inventário das principais obras públicas construídas no Piauí desde José Antônio Saraiva, o fundador de Teresina.

Cid Dias, membro da APL, explicou que seu livro mostra uma visão panorâmica sobre a engenharia piauiense a partir da década de 1850, quando Saraiva, presidente da Província, implantou os primeiros prédios públicos de Teresina, a nova capital, objetivando abrigar a máquina governamental que se deslocara de Oeiras.

“Através dos relatórios dos Presidentes da Província, vamos viajar no tempo, visitando o canteiro de obras dessas edificações, acompanhar seu dia a dia e entrar em contato com obras que se arrastam por longo tempo”, ressalta.

O autor informa ainda que, de posse de um manancial de informações colhidas ao longo de anos, teve a ideia de disponibilizar aos interessados esse elenco de obras abrangendo prédios públicos, pontes, barragens, viadutos, galerias, praças, avenidas e estradas.

Muito bem documentado com rico acervo de imagens, o livro, apesar de técnico, se torna de leitura fácil e atraente. Em suas páginas estão parte significativa de quase dois séculos da história do Piauí.

O autor

Com 76 anos, Cid de Castro Dias tem uma longa experiência profissional. Ele formou-se em engenharia em 1968 e desde o início de sua carreira acompanha de perto, como técnico e pesquisador, as obras realizadas no Piauí nos últimos 50 anos.

Ele é autor de várias obras ligadas à historiografia piauiense, entre elas “Os caminhos do Rio Parnaíba” e “Piauí – Projetos Estruturantes”.

Na mesma solenidade, foram lançadas mais duas obras da “Coleção Século XXI”, da Academia Piauiense de Letras: “Educação no Piauí – 1880-1930”, da historiadora, professora e acadêmica Teresinha Queiroz, e “Viagens para fim de ida”, da professora e advogada Maria Magalhães.

 

 

Atoleiro

Mesmo diante da perspectiva de uma nova safra recorde nos Cerrados piauienses, os produtores da região estão outra vez com as mãos na cabeça.

Com as fortes chuvas que caíram na região, eles voltam a viver o drama da falta de estradas para o escoamento da produção.

As existentes viraram atoleiros intermináveis.

Transporte urbano

Já os empresários do transporte público por ônibus de todo o país reuniram-se em Brasília, na semana passada, com o objetivo de avaliar a grave crise econômico-financeira enfrentada pelo setor e acentuada a partir de 2013.

Da reunião nasceu a Carta de Brasília, assinada por todos os empresários, representados pela NTU – Associação Nacional dos Transportadores Urbanos.

Só no papel

O documento cita as promessas do Governo Federal feitas após os movimentos de junho de 2013, por um Pacto Nacional pela Mobilidade. Segundo a Carta de Brasília, tais promessas “ficaram no discurso e no papel, o que jogou por terra a maioria dos projetos de melhoria de uma infraestrutura urbana que é totalmente inadequada ao transporte coletivo de qualidade”.

Cobrança

O tom da carta é de alerta, ao mesmo tempo em que cobra “políticas efetivas de fortalecimento do transporte coletivo, financiamento adequado e investimentos dos governos federal, estaduais e municipais em projetos de melhoria da infraestrutura viária”.

Segundo nota da NTU, “os empresários de grandes empresas do setor exigiram que o governo tome medidas urgentes para garantir a prestação dos serviços com qualidade e preços acessíveis”.

Tem boi na linha

Nos meios políticos, conta-se que, já limpando as gavetas para deixar a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, o deputado Ziza Carvalho indicou para substituí-lo no cargo o diretor financeiro da pasta.

Ou seja, ele demonstra que não confia nos superintendentes Moura Fé e Romildo Mafra.

Os dois, considerados os pés e as mãos do secretário, eram os nomes cotados para substituí-lo.

A bola ainda vai rolar

Entrando na corrida da sucessão estadual com um certo atraso, segundo avalia-se nos meios políticos, o ex-senador João Vicente Claudino justifica que nada está arrumado, ainda, para as eleições estaduais deste ano no Piauí.

- Os grupos desse campeonato ainda não estão definidos, nem a tabela nem os times.

Foto: Carlos Rubem

Mirante do Morro da Cruz - Depois de a população muito clamar pela sua conclusão, durante cinco gestões municipais, eis que no sábado finalmente foi inaugurado o Belvedere do Morro da Cruz, em Oeiras, de onde se descortina um belo panorama da cidade. Em 1900, o padre José Dias de Freitas, vigário da Paróquia de Nossa Senhora da Vitória, plantou no alto do morro uma cruz de pedra para assinalar a entrada do Século XX.

 

 

* O presidente regional do PSDB, deputado Firmino Paulo, está deixando o partido sob a justificativa de que não foi contemplado no espólio eleitoral do colega Luciano Nunes.

* Candidato agora a governador, Luciano transferiu seus colégios para o ex-governador Zé Filho, que está de volta ao PSDB e concorrerá à Assembleia.

* Com isso, Firmino Paulo vai buscar a sua reeleição agora através do PP do senador Ciro Nogueira.

* O prefeito Firmino Filho não está dando palpite na chapa majoritária de seu partido, mas não abre mão de dar pitaco na chapa adversária.

* Ele está se mexendo para vetar o nome do presidente da Assembleia, Themístocles Filho (MDB) como vice de Wellington Dias.

 

A procissão

Oeiras celebra todo ano a Procissão de Bom Jesus dos Passos com muito fervor. No Quinto Passo, dá-se três voltas em torno da imagem. Pela crença popular, nesse ponto o Cristo quis se livrar dos soldados romanos. E ele é conhecido como “Passo do Engano”. Na sexta-feira passada, no Sermão do Bom Jesus, na Prefeitura de Oeiras, estavam muitos políticos, entre eles B. Sá, Ciro Nogueira, Wilson Martins e vários deputados, que posaram para foto juntos. O agitador cultural Carlos Rubem, o Bill, vendo a cena, disparou, para gargalhada de todos:

- Vocês estão no local errado. O lugar de vocês é lá no “Passo do Engano”!