Cidadeverde.com

A fila anda depois da prisão de Lula

A fila anda, depois da prisão do ex-presidente Lula, condenado a 12 anos de cadeia por corrupção. Pivô do mensalão tucano, o ex-governador de Minas Gerais, Eduardo Azeredo - já condenado em segunda instância pela Justiça mineira - pode ser preso ainda este mês.

O julgamento dos embargos infringentes está marcado para o próximo dia 24. Este é o último recurso capaz de alterar a sentença da 9ª Câmara Criminal de Belo Horizonte. Caso seja negado, o ex-senador Eduardo Azeredo poderá ser preso, assim como ocorreu com o ex-presidente Lula.

Prescrição

A demora no julgamento do caso fez com que o ex-governador esteja prestes a ser beneficiado pela prescrição. Condenado a 20 anos e dez meses de prisão, por peculato e lavagem de dinheiro, Azeredo completa 70 anos em 9 de setembro. Segundo a legislação, o tempo de prescrição de crimes cai pela metade quando o réu atinge essa idade. 

O Caso do Mensalão do PSDB já se arrasta desde dezembro de 2005, quando o Supremo Tribunal Federal autorizou a abertura de inquérito para investigar o tucano.

O Mensalão do PSDB

Segundo denúncia feita pela Procuradoria-Geral da República, em 2007, Azeredo teria desviado em 1998 cerca de R$ 3,5 milhões de estatais mineiras para pagar despesas de sua campanha à reeleição. Ele acabou derrotado pelo ex-presidente Itamar Franco (PMDB-MG).

O esquema teria patrocinado eventos esportivos para desviar os recursos. A empresa SMP&B Comunicações, de propriedade do publicitário Marcos Valério, também envolvido, condenado e preso no mensalão petista, recebeu os recursos desviados.

Sem choro nem ranger de dentes

O STF só acolheu a denúncia em 2009, transformando o tucano em réu. O acórdão da segunda instância determina que Azeredo seja preso e comece o cumprimento provisório da pena assim que forem esgotados os recursos no TJ-MG.

A decisão seguiu o entendimento em vigor no STF, estabelecido em 2016, que permitiu prisões após sentenças em segunda instância.

Se a prisão do tucano se efetivar, seguramente não haverá nem choro nem ranger de dentes, nem vigília e muito menos manifestações para tentar impedir que ele pague pelos seus crimes.

 

Foto: Divulgação

Governadores barrados na visita a Lula, em Curitiba

Barrados no baile

Os governadores do Nordeste, do Acre e do Amapá estiveram ontem em Curitiba para visitar o ex-presidente Lula na prisão, porém foram impedidos de entrar na sede da PF por determinação judicial.

Revoltados, eles deixaram uma carta de solidariedade para ser entregue ao ex-presidente.

Aos navegantes

O governador Wellington Dias avisa pelas redes sociais a quem interessar possa: “Estarei amanhã (no caso, hoje, quarta-feira, 11) em José de Freitas, para acompanhar de perto os trabalhos que estão sendo realizados pela força-tarefa do Governo do Estado na Barragem do Bezerro.”

Já era tempo!

Crime

Estima-se que foram furtadas pelo menos 100 carradas de pedra da parede da Barragem do Bezerro, em José de Freitas.

Ora, não se faz um furto desses da noite para o dia. Como a gestão municipal não tomou conhecimento do crime?

Foto: O Antagonista

Elmano Férrer com senadores do Podemos

Efeito Álvaro Dias

Com o título acima, deu no site O Antagonista, de Diogo Mainard: “Em menos de um ano, o Podemos conseguiu formar uma bancada de cinco senadores.

Elmano Férrer (PI) e Rose de Freitas (ES) são os novos filiados.”

Aécio na vez

O Supremo Tribunal Federal marcou para a próxima terça-feira, dia 17, o julgamento do recebimento de uma denúncia da Procuradoria Geral da República contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG).

O tucano foi denunciado em junho do ano passado sob acusação de corrupção passiva e obstrução à Justiça.

Se os ministros da Primeira Turma receberem a denúncia, Aécio vira réu no Supremo.

Foto: Divulgação/TJ-TO

Homenagem - Os desembargadores Edvaldo Moura e Fernando Lopes foram homenageados em Palmas com o Diploma e a Medalha Desembargador  Antônio Rulli Júnior. A homenagem foi prestada pelo Colégio de Diretores de Escolas Estaduais da Magistratura, em reconhecimento do trabalho de ambos em defesa do ensino e aperfeiçoamento continuado dos magistrados. A homenagem encerrou, na sexta-feira passada, a programação do XLVII Encontro do Colégio Permanente de Diretores de Escolas Estaduais da Magistratura (Copedem).

 

 

* Uma ala do PSDB de Teresina quer cassar o mandato do vereador Joninha, por infidelidade partidária.

* Ele deixou o ninho tucano para ser candidato a deputado federal pelo Avante, ex-PTdoB.

*Quem, afinal, banca a vida de uns que aparecem por aí de quatro em quatro anos disputando a Presidência da República?

* Refiro-me àqueles e àquelas sobre quem não se tem notícia alguma de que tenham dado um prego em uma barra de sabão nos últimos 4 ou 8 anos. Ou mais.

 

Temperatura máxima

Do senador Ciro Nogueira, após a decretação da prisão do ex-presidente Lula e no calor das manifestações contra a ida dele para a cadeia:

- Estão querendo apagar fogo com gasolina.