Cidadeverde.com

Senadores visitam Lula na prisão

Onze membros da Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado, presidida pela senadora Regina Sousa (PT), desembarcam hoje na Superintendência da Polícia Federal, no Paraná, para verificar as condições da prisão do ex-presidente Lula. A visita foi autorizada ontem pela Justiça.

O ex-presidente está preso na sede da PF desde o dia 7 de abril. A juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, autorizou a visita dos senadores mesmo sem que tenha sido comunicada a respeito de violação a direitos de pessoas custodiadas no local.

Quem vai

A visita à PF, em Curitiba, foi aprovada durante reunião da Comissão de Direitos Humanos do Senado realizada na quarta-feira (11), com o objetivo de verificar se questões relacionadas a direitos humanos estão sendo cumpridas na sala especial em que Lula está e também nas dependências onde estão os outros presos.

A solicitação foi feita pela senadora Vanessa Grazziotin (AM), líder do PC do B no Senado. Além dela, manifestaram desejo em participar da diligência os senadores Lindbergh Farias (PT-RJ), Ângela Portela (PDT-RR), Gleisi Hoffmann (PT-PR), Fátima Bezerra (PT-RN), Telmário Mota (PTB-RR), Paulo Paim (PT-RS), Jorge Viana (PT-AC), Paulo Rocha (PT-PA) e Regina Sousa (PT-PI).

O regimento interno do Senado prevê, entre as competências das comissões, a realização de ações desse tipo.

Sala especial

O ex-presidente está preso em uma sala especial na sede da PF. O local foi determinado pelo juiz Sérgio Moro em razão do cargo que Lula ocupou.

A sala tem 15 metros quadrados e era usada como alojamento para policiais federais de outras cidades. Fica no quarto andar, o último do prédio, e é isolada das demais celas.

O local tem um banheiro adaptado, uma cama simples e uma mesa, conforme a PF. O policiamento da sala é feito em revezamento por agentes. Lula também tem direito a banho de sol de 2 horas, diariamente.

Ficam devendo

A visita dos senadores ao ex-presidente Lula não é de todo desarrazoada. O que impressiona, no entanto, é que eles não tenham manifestado esse tipo de solidariedade a outros companheiros presos pela Lava-Jato, como os ex-ministros Antônio Palocci e José Dirceu.

Para que a visita não se pareça mais um ato meramente político do que um gesto de solidariedade ao ex-presidente, os senadores ficam na obrigação de fazer a mesma visita também aos presídios de seus estados, para ver as condições dos presos.

Os senadores que fazem diligência hoje na prisão de Lula ficam devendo, ainda, um relatório mostrando que tipo de tratamento é dispensado aos presos em Curitiba e nos presídios comuns de seus Estados.

 

Foto: Pablo Cavalcante/RCV

Ex-senador João Vicente Claudino, na Rádio Cidade Verde

Palanque único

O ex-senador João Vicente Claudino, de volta ao PTB, garante que sua disposição é disputar novamente o Governo do Estado.

Ele pondera, entretanto, que só levará a ideia adiante se houver receptividade do eleitorado e um consenso das oposições em torno da formação de um palanque único.

Barragens

O Piauí tem aproximadamente 200 barragens, segundo o superintendente da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Romildo Mafra.

Cada uma delas é obrigada a ter um plano de emergência. A maioria não tem.

Apenas 40 delas – as maiores – são monitoradas regularmente.

Desleixo

O senador Elmano Férrer (Pode-PI) atribuiu à falta de planejamento a situação crítica em 31 de 39 barragens no Piauí -por causa das chuvas que atingem o estado - conforme relatório elaborado pela Agência Nacional de Águas (ANA). Segundo ele, a situação coloca em risco a vida de milhares de piauienses.

Elmano afirmou que as barragens de Bezerros, Pedra Redonda e Emparedado correm o risco de rompimento, por causa do volume acumulado, o que obriga o deslocamento de famílias que correm o risco de serem atingidas.

O senador disse que, por causa do regime irregular de chuvas, as barragens são importantes para assegurar o abastecimento de água no Piauí. Só que o desleixo de autoridades com a manutenção dos reservatórios chegou a um ponto grave:

Alagamentos

A senadora Regina Sousa (PT-PI) também manifestou ontem a sua preocupação com o período das chuvas, que tem trazido riscos para os moradores de municípios piauienses como Esperantina, Campo Maior e José de Freitas.

Regina Sousa lamentou a falta de estrutura para armazenar água nessas cidades. Ela observou que, por esse motivo, os cidadãos que agora sofrem com os alagamentos, em breve, voltarão a conviver com a seca e a ter seu abastecimento por meio de carros-pipa.

Estradas

A recuperação de estradas que se encontram prejudicadas pelas chuvas que vêm caindo há várias semanas no Piauí foi uma das principais reivindicações de parlamentares de vários partidos, apresentadas através de requerimentos lidos ontem na Assembleia Legislativa.

Os deputados Francisco Limma (PT), líder do Governo, e Janaína Marques (PTB) requereram ao DER-PI a recuperação de estradas que interligam municípios da região Norte do Estado, dentre eles, Barras, Batalha, Campo Largo, Morro do Chapéu, Esperantina, Porto e José de Freitas.

Campanha

O deputado estadual Luciano Nunes, pré-candidato ao Gverno do Estado, tem cumprido agenda intensa aos finais de semana, visitando os municípios piauienses.

No último fim de semana, Luciano Nunes passou por Oeiras, São João da Varjota, Wall Ferraz e Picos.

Nesta última cidade o pré-candidato participou de mais uma edição do Picos Fest Berro.

 

 

* O escritor e acadêmico Francisco Miguel de Moura prepara o lançamento de seu novo livro, “Minha História de Picos”.

* O deputado federal Assis Carvalho LULA, presidente regional do PT, amanheceu ontem em Curitiba.

* Ele foi engrossar o “bom dia!” que a militância petista dá diariamente ao ex-presidente Lula, em frente à sua prisão.

* O juiz Sergio Moro apresentou ontem o painel “Crimes de colarinho branco”, no Congresso da Escola de Direito de Harvard.

 

 

Quem não tem colírio, usa óculos escuros

O ex-senador João Vicente Claudino, que retornou ao PTB disposto a ser candidato a governador, acredita que se a sua candidatura vingar os seus correligionários que estão no palanque governista irão apoiá-la:

- Eu sei que tem uma epidemia de conjuntivite por aí, mas eles não estão cegos, não!