Cidadeverde.com

Obstrução da Justiça

Foto: Divulgação/STF

Supremo Tribunal Federal: insegurança jurídica

 

A imprensa nacional dá conta que a Lava Jato enfrenta pelo menos três ataques frontais. Um por um, aí estão eles: a pressão para revogar a prisão após condenação em segunda instância; a autorização do Supremo para o ex-senador Demóstenes Torres, cassado por corrupção, ser candidato em outubro e, agora, a retirada de trechos das delações da Odebrecht das mãos do juiz Sérgio Moro.

Nessa nova jogada, envolvendo os trechos sobre o ex-presidente Lula nas delações da Odebrecht, nas investigações do sítio de Atibaia, aponta-se uma clara trama para favorecer Lula e esvaziar Sergio Moro.

A trama

Mas a artimanha não para por aí. Ela visa, também, salvar os demais peixes graúdos fisgados pela rede da Lava Jato e esvaziar por completo a própria operação, até aqui o maior esforço de combate à corrupção já feito pelo país em toda a sua história.

Como descreve a jornalista Eliane Cantanhêde, no Estadão, são três frentes e três ministros da Segunda Turma do Supremo, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli, com um aliado atuante na Primeira Turma, Marco Aurélio Mello.

O STF está pegando no pé de suspeitos de obstrução da Justiça com todo o rigor, como deve ser. E quando sai do próprio Supremo a ação para tentar obstruir a Justiça, com ministros da Corte mudando do dia para a noite os seus votos, participando sorrateiramente de reuniões palacianas e fazendo ativismo na mídia, como é que fica?

 

 

Foto: Divulgação/CCom

MDB se reúne com Wellington e põe as cartas na mesa para as eleições

Pontapé

O presidente regional do MDB, deputado federal Marcelo Castro, disse que o seu partido começou a conversar oficialmente com o governador Wellington Dias, sobre as eleições de 2018, depois do encontro que tiveram na quinta-feira.

Marcelo Castro informou que o MDB apresentou formalmente ao governador as suas reivindicações para a próxima campanha.

Chapão

Uma foi a da formação do chapão para a eleição proporcional, que vem sendo refutada pelo PT.

Nas contas do MDB, a aliança governista ampliará suas cadeiras no Parlamento com todos os seus candidatos na mesma chapa.

O PT não está convencido disso e fincou pé contra a proposta dos aliados.

A vice

A outra reivindicação do MDB ao governador foi a defesa da vaga de candidato a vice-governador para o partido.

E o nome escalado para representar a sigla continua sendo o do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho.

Sem traumas

O presidente regional do MDB acha natural e legítimo que o Progressistas também brigue pela vaga, mas não considera nem correto nem justo que o PP abocanhe duas das quatro posições na chapa majoritária – Senado e vice-governadoria -, em detrimento de um aliado de peso como o seu partido.

Marcelo garantiu, contudo, que as negociações não representam uma sangria desatada, mas é prudente que elas sejam concluídas o quanto antes.

Foto: Divulgação/CCom

CULTURA - O Governo do Piauí comemora um balanço altamente positivo, na área cultural, na gestão do deputado Fábio Novo como secretário de Cultura, com a abertura de teatros em Parnaíba, Piripiri (FOTO) e Teresina (Sulica, Palácio da Cultura), além da reforma e modernização do Teatro 4 de Setembro e do Clube dos Diários. Também foram reabertos, após reforma e reequipamento,  os espaços culturais Maria Bonita, de Floriano; Cine Teatro Oeiras e Casa da Cultura de Corrente. Foram inaugurados ainda os Teatros Saraiva de Parnaiba e ALARD de Bom Jesus. E foram iniciadas em parceria com a UFPI  as obras do Teatro de Picos.

 

 

* Hoje, véspera do feriado nacional alusivo ao Dia do Trabalhador, as repartições públicas estaduais e municipais não funcionam.

* O governador Wellington Dias decretou ponto facultativo no Estado e o prefeito Firmino Filho, no município.

* Por solicitação do senador Elmano Férrer (Podemos), o Senado fará no próximo dia 21 uma sessão especial dedicada ao centenário da Academia Piauiense de Letras.


 

Chapão

O presidente regional do MDB foi buscar um antigo slogan de seu colega e adversário Heráclito Fortes (DEM) para justificar o chapão dos candidatos proporcionais do bloco governista:

- Unidos seremos mais fortes!