Cidadeverde.com

Teresina tem edifício ameaçado de desabar

Foto: Cidadeverde.com

Ainda repercute em todo o país o incêndio que derrubou ontem um edifício de 24 andares no centro de São Paulo. O prédio havia se transformado em uma ocupação irregular, e nele moravam 146 famílias.

A tragédia de São Paulo vem mostrando, mais uma vez, as faces cruéis do grave problema social da falta de moradia no país; da picaretagem que reina nos chamados ‘movimentos sociais’ e do descaso obsceno do poder público.

Ficou claro que quem mora em um prédio daqueles, sem as mínimas condições de habitação e sujeito a todo tipo de risco, é porque não encontrou opção melhor.

Também se descobriu que, apesar de a ocupação ser irregular, os líderes da invasão extorquiam as famílias necessitadas que por lá se abrigavam, cobrando delas, ilegalmente, alugueis que chegavam a R$ 400 por mês.

E ficou evidente ainda o descaso do poder público com o seu patrimônio e com a sorte das famílias pobres.

Mais: ficou muito claro que não era apenas aquele velho edifício que estava abandonado. Só em São Paulo são mais de 100 prédios na mesma situação, que se repete por todo o país.

Em Teresina, um exemplo pronto e acabado desse descaso é o antigo edifício-sede do Inamps, na praça Joao Luís Ferreira, no centro da capital. O prédio, de 8 andares, é o primeiro arranha-céu de Teresina e está abandonado há pelo menos 10 anos.

Já foi inclusive interditado pelo Corpo de Bombeiros e ninguém move uma palha para que ele seja recuperado e tenha utilidade.

Certamente, as autoridades estão esperando que ele também desabe! Só pode!

 

 

Pegaram mais um

O mar não está para peixe no Progressistas, o partido do senador Ciro Nogueira.

Ontem, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, denunciou  por corrupção ativa o ministro da Agricultura, Blairo Maggi.

Ele é acusado de participação em um esquema de venda de vagas no Tribunal de Contas do Mato Grosso, em 2009, quando era governador do Estado.

O ministro é uma dos medalhões do PP.

Pau na oposição

O presidente regional do MDB, deputado federal Marcelo Castro, jogou pesado pelas redes sociais: “Quem está na oposição deve fiscalizar e ajudar a governar. Mas, o que vemos hoje é estranhíssimo e reprovável. Não sou palmatória do mundo nem quero ser exemplo para ninguém, mas trabalharem dia e noite para prejudicar o Estado, para se darem bem? Pelo amor de Deus!”

Nada a ver

E disse mais: “É uma vergonha, um constrangimento, o que acontece no Piauí. Políticos trabalhando dia e noite para que o empréstimo não saia para prejudicar o Estado.

O Governo já prestou contas da primeira parcela, mas estamos falando aqui de um outro empréstimo. Alguns dizem que é para não atrasar a folha. Não tem nada a ver.”

Quanto pior, melhor

Por fim, o deputado Marcelo Castro critica: “Não é assim que se conduz na vida pública. Políticos do estado querendo que a coisa piore. O bom para eles é o Piauí pior. Esse sentimento não deve prevalecer no coração de ninguém.”

Nomes aos bois

Bem, não tem nada a ver é o deputado Marcelo Castro, um político sagaz e de posições comedidas, sair com uma metralhadora giratória disparando contra todos da oposição.

A oposição do Piauí é bem pequenininha, é miudinha, é quase nada, como na música de Luiz Gonzaga.

Por isso mesmo, o deputado, um governista de quatro costados, fica devendo os nomes aos bois.

Quem, afinal, está jogando contra o Piauí e como, deputado?

Alckmin no Piaui

O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, pré-candidato à presidência da República pelo PSDB, estará em Teresina no próximo sábado, dia 5.

A vinda tucano é um reforço à pré-candidatura do deputado estadual Luciano Nunes ao Governo do Estado.

O ex-governador terá uma agenda com tucanos piauienses e participará de atividade na sede da Federação das Indústrias do Estado do Piauí (Fiepi) com líderes empresariais e representantes do setor produtivo.

Foto: Divulgação

Homenagem na APL - O jornalista e escritor Herculano Moraes recebeu homenagem ontem da Academia Piauiense de Letras, pela passagem de seu aniversário. O discurso de felicitações foi feito pelo professor e acadêmico Jônathas Nunes. O aniversariante fez o corte do bolo ao lado da esposa Nilza e das filhas. Herculano é secretário-geral da APL.

 

 

* Morreu ontem em Teresina o médico Luiz Pires Filho. Ele tinha 59 anos e estava internado com problemas hepáticos crônicos.

* Os mil médicos da Prefeitura de Teresina fizeram ontem uma paralisação cobrando reajuste salarial para a categoria.

* Eles querem também melhores condições de trabalho, pois alegam que chegam a atender até 150 pessoas por dia nas unidades de saúde da Prefeitura.

* A Fundação Municipal de Saúde divulgou nota informando que não sabia do movimento, do qual se fala amplamente na mídia local desde a semana passada.


 

Pra valer

Do humorista Fraga:

- Ninguém é obrigado a parar pra pensar. Todo mundo pode muito bem fazer isso enquanto anda, trabalha, come, conversa.