Cidadeverde.com

Magistrados rebatem ministro do STF

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, continua espalhando brasa com os pés.

Durante o julgamento da restrição do foro privilegiado, na semana passada, no STF,  ele disparou contra os dois meses de férias por ano a que magistrados e membros do MPF têm direito.

O ministro criticou também outros benefícios dessas categorias, como licença-prêmio de seis meses.

Conforme Gilmar Mendes, faltam juízes e promotores, mas o Brasil deve ser o único país no mundo que concede essas regalias à magistratura e ao Ministério Público.

Para ele, se acabar com as férias de dois meses para juízes e promotores, o país já ganharia 10% de força de trabalho na justiça.

Reação

No final de semana, a Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público divulgou nota de repúdio aos ataques do ministro Gilmar Mendes.

Para as entidades, que congregam mais de 40 mil juízes e membros do MP em todo o país , as declarações do ministro são “desrespeitosas” e “descontextualizadas”, com “nítido objetivo de desestabilizar o sistema de Justiça”.

“De forma genérica, sem dados especificos, [o ministro] questionou a remuneração de juízes  e membros do Ministério Público , mas não apresentou, como de costume, soluções  adequadas.”, critica a nota.

Lavagem de toga

E prossegue: “A Magistratura e o Ministério e o Ministério Público não se furtam à discussão  sobre férias e outros direitos, mas entendem deve ocorrer no âmbito correto”, rebateu o texto, que é assinado por nove entidades.

E fica aí mais essa lavagem pública de toga a sugerir que, embora rigorosos no combate aos privilégios alheios, os togados ficam melindrados quando questionados em seus privilégios.

 

 

Foto: Gabriel Paulino/Cidade Verde.com

Lançamento do Projeto Eleições 2018 do Grupo Cidade Verde

 

Eleições 2018

O Grupo de Mídia Cidade Verde - TV, Rádio, Revista e Site – lançou ontem, no Jornal do Piauí, o projeto de cobertura jornalística das eleições 2018. Os veículos e as equipes do Grupo vão trabalhar de forma integrada durante toda a campanha, na votação, na apuração dos votos e na proclamação dos eleitos.

Haverá debates e sabatinas com os candidatos.

Ao vivo

O projeto foi lançado ao vivo e direto do estúdio da TV, com a presença dos jornalistas Nadja Rodrigues, diretora de jornalismo da TV; Fenelon Rocha, diretor de jornalismo da Cidade Verde FM; Cláudia Brandão, editora da Revista Cidade Verde; e Yala Sena, editora do portal Cidadeverde.com.

Sob o comando do jornalista Joelson Giordani, o programa contou ainda com a participação especial dos jornalistas Délio Rocha, de Brasília, Elivaldo Barbosa e nossa, nos estúdios.

Empréstimo

A oposição do Piauí foi informada de que o deputado Fernando Monteiro, do PP de Pernambuco e sobrinho do ministro José Múcio, do Tribunal de Contas da União, foi escalado para convencer o tio a liberar o empréstimo da CEF para o Piauí sem a aprovação da prestação de contas.

A informação é do deputado Robert Rios (DEM).

Alckmin com tucanos piauienses

Campanha

No sábado, foi o ex-governador Geraldo Alckmin que veio a Teresina, em campanha como pré-candidato a presidente pelo PSDB.

Hoje, quem chega à cidade com o mesmo objetivo é o empresário Flávio Rocha, CEO da Riachuelo.

O pré-candidato do PRB terá vários compromissos políticos em Teresina.

Segurança

O Governo do Maranhão informou pelas redes sociais que já contratou mais de 3.000 novos policiais e até junho serão mais 1.500.

Já o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), tirou uma casquinha com o Piauí. Ele estava contando vantagem sobre a contratação de quase 9 mil policiais durante o seu mandato e disse que todo o efetivo do Piauí não chega a isso.

No Ceará – ele esqueceu de dizer – mais de 5 mil pessoas são assassinadas por ano.

Durante um mês, lá se mata mais gente do que durante um ano inteiro no Piauí.

Foto: Divulgação

Energia - O presidente da Associação Industrial do Piauí, Gilberto Pedrosa, participou ontem, em Brasília, da reunião do Conselho Nacional de Consumidores, do qual é vice-presidente. À tarde, ele participou de audiência com o ministro das Minas e Energia, Moreira Franco, com quem foi discutida a possibilidade de amenizar o custo das tarifas de energia elétrica e também sobre o leilão das Distribuidoras da Eletrobrás.

 

 

* O ministro Roberto Barroso acolheu pedido da Polícia Federal e prorrogou por 60 dias o prazo para conclusão de diligências em inquérito contra o presidente Michel Temer.

* A PF investiga o presidente pela suposta prática de crimes na edição do Decreto dos Portos.

* Além dos atributos já revelados da primeira-dama Marcela Temer – bela, recatada e do lar – descobriu-se mais um: sabe nadar. Ela saltou em um lago e salvou seu cachorrinho.

* A prisão do ex-presidente Lula completou um mês ontem. Lembrar isso é duro para um petista. E mais duro ainda é lembrar que ainda faltam 12 anos da pena.


 

Ética brasileira

Do humorista Fraga:

- O problema do Brasil não é a escassez de Ética, é o excesso: cada brasileiro tem uma.