Cidadeverde.com

Governo pronto para receber empréstimo

O caminho está livre para o Governo do Piauí receber a segunda parcela do empréstimo de R$ 600 milhões que empacou na Caixa Econômica Federal. Tanto o Tribunal de Contas do Estado quanto o Tribunal de Contas da União deram sinal verde para a liberação dos recursos, no valor de R$ 293 milhões.

Ontem, o Plenário do TCE ratificou, por unanimidade, a decisão monocrática do conselheiro Kennedy Barros, relator das contas do Governo referente a 2017, que determina auditoria nas obras realizadas pelo Governo do Estado com os recursos da primeira parcela do empréstimo.

A decisão também obriga o Governo a apresentar um cronograma das obras a serem executadas com a segunda parcela da operação de crédito. Em sua decisão monocrática, dada na última segunda-feira (7), Kennedy Barros rejeitou medida cautelar de bloqueio da segunda parcela.

A liberação da segunda parcela depende agora da Caixa, que analisa a prestação de contas do Estado sobre a aplicação dos recursos da primeira etapa.

Como a questão está judicializada, é provável, no entanto, que a Caixa só faça a liberação dos recursos mediante decisão do Supremo Tribunal Federal, onde o processo se encontra.  

Como usar o dinheiro

Por sua vez, o governador Wellington Dias demonstra confiança na liberação não apenas da segunda parcela do empréstimo de R$ 600 milhões, mas também do novo financiamento de R$ 315 milhões, contratado igualmente junto à Caixa.

Ontem, ele reuniu a sua equipe para programar o andamento de obras que estão sendo executadas através do empréstimo. Os recursos são destinados a obras de infraestrutura e de saneamento básico.

Não há data certa, contudo, para que o dinheiro caia na conta do Governo do Estado.

 

Na cola

Depois da bancada da oposição, foi a vez da base governista comparecer em peso, ontem, ao Tribunal de Contas do Estado.

Os oposicionistas pediram que o TCE usasse lupa na análise do processo de empréstimo da Caixa para o Governo do Piauí.

Os governistas pediram o contrário: que o Tribunal facilitasse a liberação do financiamento.

Protesto suspenso

A garantia do Governo do Estado de que fará hoje o pagamento da parcela de abril da indenização das famílias vítimas do rompimento da Barragem de Algodões, em Cocal da Estação, levou à suspensão do protesto programado para ontem.

As famílias iriam bloquear a BR-343, nas proximidades do município de Cocal, para protestar contra o atraso no pagamento, que deveria ter sido feito no último dia 25.

Vai de ônibus

O Tribunal de Contas do Estado aprovou ontem a realização de uma nova auditoria no sistema de transporte urbano de Teresina.

A auditoria tem por objetivo apurar o funcionamento do Sistema Inthegra, os custos, linhas de ônibus, atendimento à demanda da população e toda a operacionalização do transporte público da capital.

A auditoria

A decisão atende a solicitação do vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT) e amplia a abrangência de medida já aprovada em março, quando o Tribunal aprovou a realização de uma auditoria operacional no Sistema Inthegra, proposta pelo Ministério Público de Contas (MPC), a fim de avaliar o desempenho do sistema e o atendimento ao direito do usuário a um serviço público de qualidade.

O TCE fez uma auditoria no sistema em 2012, para investigar o valor da passagem.

Foto: Divulgação

Turma do Poire – O deputado federal Heráclito Fortes (DEM) participou ontem da gravação de um documentário pelos 30 anos da Constituição Federal. Foi no famoso restaurante Piantella, onde Ulysses Guimarães comandava uma seleta mesa composta de líderes da Nova República. À mesa não faltava a sua bebida predileta, o liquor de poire (pêra, na tradução do francês, e que se pronuncia “puar”). Heráclito tinha cadeira cativa no local.

 

 

 

* A vacinação contra a aftosa vai até o dia 31. A meta é imunizar 1,7 milhão de cabeças.

* O presidente do Sesi, João Henrique Sousa, cumpriu agenda ontem em São Luís.

* A propósito de Maranhão, as viúvas de Lula ficaram umas feras com a sugestão do governador Flávio Dino (PCdo) para a sucessão presidencial.

* Para o governador, é hora de as esquerdas se unirem em torno do palanque do ex-ministro Ciro Gomes (PDT).

 

 

Só rindo...

De passagem por Brasília, o jornalista Mussoline Guedes encontrou-se com o deputado Tiririca no Plenário da Câmara. Puxa papo com ele e a primeira pergunta do parlamentar foi se estava chovendo no Piauí.

Jornalista – Sim, deputado, choveu muito.

Deputado Tiririca – É bom, né, cara? Tudo seco! Aí chove é bom demais! Os mininozin tudo feliz tomando banho na chuva.  É bom demais!

Antes de cair na gargalhada, o jornalista perguntou:

- E por aqui, deputado, tem chovido em sua horta?