Cidadeverde.com

Ceará quer transposição do Parnaíba

Foto: Zig Koch/NaturezaBrasileira

Cearenses querem água da foz do Parnaíba


O Ceará planeja fazer a transposição das águas do rio Parnaíba para abastecer Fortaleza.Esta informação me foi repassada na semana passada, pelo ex-governador e ex-senador Freitas Neto, com o compartilhamento de uma página digital do jornal Diário do Nordeste, de Fortaleza, tratando sobre o assunto. Outros temas foram se impondo e acabei deixando o caso de lado.

O projeto é resultado de um estudo feito por pesquisadores da Universidade Federal do Ceará e da Universidade Estadual de Campinas, a Unicamp.

Os pesquisadores defendem que a transposição das águas do Parnaíba para o sistema de abastecimento de Fortaleza ocorra através de tubulação subaquática, movida por energia eólica.

A água seria captada na foz do Parnaíba, no Delta, daí percorrendo 400 km até a capital cearense, em dutos a serem implantados à margem do litoral.

Emergência

Enquanto os cearenses crescem o olho para as águas do Parnaíba, os piauienses fazem vistas grossas para as potencialidades do rio.

Suas águas são aproveitadas apenas pela hidrelétrica de Boa Esperança e no abastecimento de algumas cidades ribeirinhas, como Teresina.

O mais é desperdiçado, enquanto o Estado acaba de decretar emergência em quase 50 municípios por falta de água para abastecer as suas populações.

A questão está posta para a discussão dos interessados, se eles aparecerem.

.

Foto: Agência Brasil

Henrique Meirelles entra na campanha presidencial

Fala, Meirelles!

O ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, concedeu entrevista à Rádio Cidade Verde, de Brasília, pelo telefone, ontem, em seu primeiro dia de campanha depois de anunciado pelo MDB como pré-candidato do partido a presidente da República.

E demonstrou que está absolutamente seguro para a campanha.

Pesquisas

Ele disse que está muito bem nas pesquisas, apesar de aparecer com baixo índice de intenção de voto. E destacou que sua rejeição é pequena.

O ex-ministro acredita que à medida que for sendo mais conhecido da população seus índices de aceitação tenderão a aumentar.

Trombada

Henrique Meirelles não deu corda à trombada do presidente do Senado, Eunício Oliveira, com o presidente Michel Temer.

Ele argumenta que o MDB é um partido aberto e que esse tipo de divergência é que dá vitalidade democrática à sigla.

O pré-candidato disse que a hora é de diálogo, não de confronto.

Nordeste

O ex-ministro defendeu uma política diferenciada de desenvolvimento para o Nordeste.

Enfatizou, porém, que ela não foi possível no momento por que o governo estava quebrado e só agora começa a se reerguer.

Não deu

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), pré-candidato a presidente da República, quis faturar com o protesto dos caminhoneiros contra as seguidas altas do óleo diesel, mas não deu.

Eles recusaram a proposta de retirada da Cide do preço final do diesel, justificando que a contribuição representa apenas 1% dos impostos dos combustíveis.

30 anos da Carta

Começa hoje e vai até sábado, no auditório da OAB-PI, o II Congresso de Estudos Políticos - 30 anos da Constituição.

Entre os palestrantes está o senador Antônio Anastasia (PSDB-MG), que chega amanhã e faz palestra às 14 horas, no auditório da OAB.

São debatedoras as professoras Déborah Matos e a Maria Laura Nunes.

Na prisão

O ex-governador e ex-senador Eduardo Azeredo, de Minas Gerais entregou-se ontem e começou a cumprir pena de 20 anos e um mês.

Ele foi condenado em segunda instância no chamado mensalão mineiro.

Azeredo já presidiu o PSDB.

  

 

 

* O ex-ministro João Henrique Sousa é o nome do presidente Michel Temer na coordenação da campanha do ex-ministro Henrique Meireles.

* O governador Wellington Dias lança mais um livro na próxima segunda-feira, às 19h, no Cine-Teatro da Ufpi.

* Trata-se de “A melancia do presidente”, o seu segundo livro de “causos”.

* Os caminhoneiros continuaram seu protesto ontem. Eles alegam que somente este ano o preço do óleo diesel já subiu quase 20%.

 

 

Passando do ponto

Do deputado Robert Rios, ex-PDT e agora pré-candidato a senador pelo Democratas, sobre a pré-candidatura do ex-ministro Ciro Gomes a presidente da República e o estilo político do ex-correligionário:

- O Ciro é como o cachorro do Almir, um amigo que tinha um cachorro tão bom que passava da caça.