Cidadeverde.com

Temer atende pauta de caminhoneiros

Foto: Divulgação

Em Teresina, os poucos postos que tinham combustivel ontem registaram longas filas

 

Após uma semana da paralisação dos caminhoneiros, o presidente Michel Temer fez um novo pronunciamento ontem à noite, em cadeia nacional de rádio e TV, para anunciar uma série de medidas que atendem à pauta de reivindicações dos grevistas.

Michel Temer prometeu zerar a Cide e o PIS/Cofins incidentes no preço do diesel. Com isso, o preço do litro de óleo diesel será reduzido em 46 centavos. O novo preço será mantido por 60 dias e, a partir daí, os reajustes do combustível serão mensais.

O presidente informou também que vai editar três medidas provisórias: uma para acabar com a cobrança de pedágio sobre eixo suspenso, outra para garantir 30% dos fretes da Conab para esses profissionais e uma terceira para estabelecer a tabela mínima de frete, com correção trimestral.

Fim da paralisação

As medidas foram anunciadas depois de seguidas reuniões do presidente com a sua equipe econômica e com líderes do movimento dos caminhoneiros.

O governo espera que, com elas, a paralisação dos caminhoneiros seja suspensa e o reabastecimento seja normalizado a partir de hoje em todo o país.

E o ICMS?

O presidente pediu, no final de semana, que os estados também colaborem com o esforço para reduzir a carga tributária dos caminhoneiros, diminuindo o ICMS. O imposto cobrado pelos governadores varia de 25 a 35%. No Piauí, ele é de 29%.

Os governadores classificaram de inaceitável o pedido de Temer para redução de ICMS.

 

 

Foto: Divulgação

Petistas lançam a candidatura de Lula a presidente

Lula lá

Sem muita repercussão, por causa da greve dos caminhoneiros, o PT do Piauí lançou ontem em alguns municípios a candidatura do ex-presidente Lula ao Planalto.

O movimento foi realizado em todo o país.

Regina vice

O governador Wellington Dias prepara um Plano B para o caso de um impasse entre os aliados na indicação do candidato a vice.

O nome que ele tem como uma carta na manga é o da senadora Regina Sousa.

Monitoramento

O Governo do Estado informou ontem que está monitorando a execução dos serviços de saúde, segurança e educação.

O governador Wellington Dias reuniu secretários e outros gestores ontem para garantir a continuidade dos serviços durante a paralisação dos caminhoneiros, que já dura uma semana e está acarretando o desabastecimento.

Emergência

Já o prefeito Firmino Filho decretou situação de emergência na cidade e criou um comitê de gerenciamento de crise em seu gabinete.

Reunido ontem com secretários municipais, o prefeito disse que está fazendo todos os esforços para garantir a manutenção dos serviços essenciais à população.

Nenhum serviço estará suspenso nesta segunda-feira.

Alternativo

A maior preocupação da Prefeitura é com o transporte público. Como só deve circular 50% da frota de ônibus, será permitida a circulação de transporte alternativo a partir da manhã desta segunda-feira.

A Strans estará cadastrando veículos particulares que possam fazer transporte remunerado de emergência.

Num rasgo de genialidade, os técnicos da Prefeitura devem ter concluído que para o transporte alternativo não falta combustível.

 

Foto: Divulgação

Exposição – Começou no sábado, na Academia de Letras da Região de Picos, a exposição da artista plástica Mundica Fontes.

  

 

 

* O ex-deputado estadual Deusimar Brito, o Tererê, foi atropelado na noite de sábado, na Ladeira do Uruguai, em Teresina.

* Ele foi atingindo por uma moto que passava pelo local. Na queda, Tererê bateu a cabeça e sofreu traumatismo craniano. Ele está internado no HUT.

* Será hoje, a partir das 19 horas, no Cine-Teatro da Ufpi, o lançamento do livro “A melancia do presidente”, do governador Wellington Dias.

* Em sua passagem por Teresina, o ex-ministro e presidenciável Aldo Rebelo (SD) foi ciceroneado por antigos camaradas do PCdoB, entre eles Osmar Junior e João Cláudio Moreno.

* A UFPi, a Uespi e o IFPI anunciaram ontem a suspensão das aulas hoje, em função da falta de combustível nos postos.

 

 

Cozinhando o galo

Conta-se, em tom de brincadeira, que numa roda política na qual estava presente o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (MDB), comentou-se que o governador Wellington Dias estava cozinhando o galo, sobre a definição de seu vice nas eleições deste ano. O presidente da Assembleia saltou:

- Mas, esse galo sou eu?!