Cidadeverde.com

Prefeitos gastam com prêmio fajuta

O Ministério Público tem material de sobra à sua disposição para abrir uma investigação contra gestores públicos do Piauí. É a reportagem exibida no domingo pelo Fantástico, da Rede Globo, denunciando o comércio ilegal de diplomas de mérito para vereadores, prefeitos e secretários municipais. 

Segundo a reportagem, as empresas que fornecem os prêmios são a União Brasileira de Divulgação, ou UBD, de Pernambuco, e o Instituto Tiradentes, de Minas Gerais.

Para mostrar a falta de critérios na concessão desse tipo de premiação, a reportagem da TV Globo conseguiu negociar a compra de um diploma de “Gestor Nota 10” para um jegue – o jumento Precioso.

Premiados do Piauí

Do Piauí, vários prefeitos receberam o diploma no final do mês passado, em Recife. Eles foram classificados entre os 100 melhores prefeitos do Norte e Nordeste, nos primeiros 180 dias de 2018, em uma tal Pesquisa Nacional de Utilidade Pública realizada pela própria União Brasileira de Divulgação (UBD).

Entre os “premiados”, estão José de Ribamar Carvalho, o Professor Ribinha (PT), de Campo Maior; Padre Walmir (PT), de Picos; Rubens Vieira (PSDB), de Cocal; e ainda Ricardo Sales (PSD), de Murici dos Portelas.

Ontem, diante da descoberta da mutreta e da repercussão do caso na mídia, os prefeitos der Campo de Maior e de Picos se apressaram em divulgar notas repudiando a ação da UBD.

Ludibriado

O prefeito de Campo Maior se declarou indignado com os procedimentos da União Brasileira de Divulgação, dando conta de que a premiação denominada ‘Gestão Nota Dez’ não possui a idoneidade propalada.

Ele garante que não teve conhecimento ou qualquer participação em suposta compra de diploma com recurso público.

O professor Ribinha alega que só compareceu ao evento porque foi informado que a empresa organizadora era uma instituição com mais de 18 anos de experiência nesse tipo de certificação.

Em sua nota, a Prefeitura de Picos repudia a postura do instituto denunciado, “que ludibriou a população com atos extremamente inaceitáveis”.

A prefeitura nega participação na fraude e ressalta que a gestão se sente lesada pelo instituto por ter correspondido e confiado nos critérios utilizados para avaliação.

A nota informa também que Prefeitura informa que acionará a Procuradoria Geral do Município (PGM) para pedir na justiça esclarecimentos e reparos quanto aos danos causados pela UDB à imagem e credibilidade da atual gestão.

Desconfiado

Se fossem mais atentos ou responsáveis, os gestores do Piauí que se envolveram com a UDB teriam feito como o secretário municipal de Educação de Teresina, professor Kleber Montezuma. Ele recebeu correspondência da entidade com o comunicado e o convite para receber o prêmio, mas, desconfiado, não pôs os pés no evento.

No Rio Grande do Sul, o Ministério Público já denunciou políticos gaúchos pelo uso de dinheiro público para pagar a inscrição nos eventos promovidos por uma terceira empresa.

Em geral, os políticos recebem esse tipo de diploma usando dinheiro público para pagar as inscrições e também para as despesas com passagens e hospedagens. E ainda para fazer propaganda da ‘homenagem’.

Não seria descabido, então, o Ministério Público ingressar com ação na Justiça para obrigá-los a devolver aos cofres públicos o dinheiro que gastaram nessas homenagens fajutas.

(Com informações do portaldeolho.com.br e riachaonet.com)

 

 

No lugar certo

O cantor Frank Aguiar, candidato a senador pelo PRB, disse ontem que se encontrou no palanque da oposição.

O candidato afirmou que não teria condição de fazer campanha ao lado do governo que aí está.

Humm!...

Plano B do PT

O ex-prefeito Fernando Haddad, lançado candidato a vice-presidente da República na última hora, é o Plano B do PT para as eleições deste ano.

Os petistas engatam o nome do ex-prefeito de São Paulo para ser o seu candidato ao Planalto, no caso de o ex-presidente Lula não sair da cadeia até a eleição.

Menos laranjas

A obrigatoriedade da destinação de 30% dos recursos do Fundo Eleitoral para as mulheres, a partir das eleições deste ano, restringe o número de candidatas laranjas nas campanhas eleitorais.

No máximo, serão tangerinas.

 

 

* Mal começou a campanha eleitoral e os candidatos já voltaram a falar na duplicação dos acessos a Teresina pelas BRs-316 e 343.

* A promessa de alargamento dessas estradas vem de três governos. E são menos de 10 quilômetros de cada lado.

* O general Mourão, lançado candidato a vice-presidente na chapa do deputado Bolsonaro, tem raízes familiares no Piauí (Pedro II).

* O governo ainda não indicou o novo vice-líder do governo, vaga aberta na Assembleia com a adesão do deputado Evaldo Gomes (PTC) à oposição.

 

 

Aau!

Do cantor Frank Aguiar, candidato a senador pelo PRB, ao alertar para uma campanha que, segundo ele, será lançada para queimar sua imagem através das redes sociais:

- A menor coisa que vão dizer de mim é que canto ruim.