Cidadeverde.com

Ciro Nogueira livre da Lava Jato

O senador Ciro Nogueira, presidente nacional do Progressistas, tira das costas um fardo de espinhos: a 2ª. Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou ontem, por 3 votos a 1, denúncia oferecida pela Procuradoria Geral da República contra ele.

O parlamentar foi acusado pela PGR de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, por supostamente pedir R$ 2 milhões, em 2014, ao então dono da construtora UTC, Ricardo Pessoa. Em troca, segundo o Ministério Público, o senador prometeu favorecer a empresa em contratos de obras pagas pelo Ministério das Cidades (controlado pelo PP à época).

Na denúncia, apresentada em 2016 com base na delação de Ricardo Pessoa, a PGR afirmou que Ciro Nogueira teria recebido ao menos R$ 1,8 milhão, parte em dinheiro vivo e parte por meio de um contrato fictício com um escritório de advocacia em Brasília.

Sem provas

Ciro Nogueira prestou depoimento e negou ter recebido qualquer valor. O parlamentar afirmou que a versão do delator era inverídica. Em junho, o ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, havia votado pelo recebimento da denúncia.

Segundo ele, as provas obtidas até o momento eram suficientes para abertura de ação penal contra o senador. Na ocasião, o ministro Dias Toffoli divergiu. Considerou que não havia elementos concretos que confirmassem as informações dadas pelos delatores.

O ministro Gilmar Mendes, então, pediu vista, ou seja, mais tempo para analisar a questão. Nesta terça, acompanhou o voto de Dias Toffoli. O ministro Ricardo Lewandoski, outro integrante da 2a. Turma, também votou com a maioria.

Com a decisão de ontem do Supremo, o caso será arquivado e o senador Ciro Nogueira fica livre, consequentemente, da Lava Jato.

 

 

Foto: Paulo Negreiros/Congressoemfoco

Os parlamentares homenageados 

Regina premiada

A senadora Regina Sousa (PT) foi uma das ganhadoras do Prêmio Congresso em Foco 2018, entregue a 31 deputados e 14 senadores.

Eles foram os mais bem avaliados em três filtros: votação na internet; avaliação dos jornalistas; e análise por um júri especializado.

Na avaliação do júri especializado, Regina foi a terceira melhor senadora do país este ano.

O prêmio

A edição deste ano teve as duas categorias gerais – “Melhores deputados” e “Melhores senadores” – e quatro especiais: “Combate à Corrupção e ao Crime Organizado”; “Combate às Desigualdades Sociais”; “Defesa da Advocacia Pública”, e “Defesa da Agropecuária”.

Estavam aptos à votação 360 deputados e 41 senadores que não respondem a acusações criminais e que exerceram o mandato por ao menos 60 dias este ano.

Sinal dos tempos

A Assembleia derrubou ontem o veto do governador Wellington Dias ao reajuste do Ministério Público.

Na reunião da Comissão de Constituição e Justiça, o deputado Marden Menezes (PSDB) foi quem articulou a reunião e conseguiu o quórum para a derrubada do veto.

No plenário, depois de três chamadas, o presidente Themístolces Filho (MDB) conseguiu o quórum para a aprovação unânime.

Teddy Ribeiro

A Assembleia Legislativa aprovou, ontem, voto de pesar pela morte do jornalista e advogado Raimundo Ribeiro e Silva, o Teddy Ribeiro, ocorrida na madrugada.

O requerimento foi apresentado pelo presidente do Poder, deputado Themístocles Filho (MDB), e subscrito pelo deputado Wilson Brandão (PP).

Teddy Ribeiro exerceu o cargo de chefe do plenário da Assembleia. O voto de pesar, de acordo com o requerimento, será encaminhado a dona Maria Isaura Sousa Ribeiro, viúva, e aos seus filhos.

O Tribunal de Justiça também publicou nota de pesar pelo falecimento de Teddy Ribeiro.

Em campanha

A caminho da casa de uma liderança em Cocal da Estação, o Serra Pau,  o pré-candidato a deputado estadual Henrique Pires (MDB) encontrou-se com pré-candidato a federal Mainha (PP). Conversa vai, conversa vem, Mainha soltou:

- Esse Henrique Pires lá em Brasília é conhecido como o Furão, conhece todo mundo e em tudo quanto é Ministério ele chega primeiro. E aqui parece que não está diferente!

Foto: Divulgação

Alberto Silva, 100 anos - A Prefeitura de Parnaíba abriu ontem, oficialmente, as comemorações pelo centenário do ex-governador Alberto Silva, nas celebrações dos 174 anos de fundação da cidade. A vida do parnaibano foi contada por alunos e professores das 13 escolas da rede municipal que desfilaram no aniversário da cidade. As homenagens à memória de Alberto Silva pelos 100 anos de seu nascimento vão até novembro.

 

 

* O deputado Robert Rios (DEM), líder da Oposição, parabenizou ontem a cidade de Parnaíba pelo transcurso de seus 174 anos.

* O PT promete uma grande manifestação hoje em Brasília pelo registro da candidatura do ex-presidente Lula às eleições deste ano.

* O Grupo de Mídia Cidade Verde divulga hoje, ao meio-dia, na TV, na rádio e no portal, uma nova pesquisa sobre as eleições de 2018.

* Será a primeira depois da formalização das alianças partidárias e das convenções para homologação dos candidatos.

 

 

Eleição

Do humorista Fraga:

- Eleição é o mais avançado processo para eleger futuros processados.