Cidadeverde.com

A Operação Escamoteamento

Foto: Wilson Filho/Cidadeverde.com

Gaeco apresenta relatório da Operação Escamoteamento

 

A terceira fase da Operação Escamoteamento foi deflagrada ontem, para cumprir sete mandados de prisão preventiva, seis mandados de prisão temporária e 16 de buscas e apreensão. Os referidos mandados foram expedidos pelo Juízo da Vara Única de Cocal.

A operação é um desdobramento da investigação iniciada em Cocal, em abril do ano passado.

A nova apuração tem como foco o desvio de recursos públicos do município de Buriti dos Lopes, onde algumas empresas e empresários da Serra da Ibiapaba, no Ceará, juntamente com a participação de agentes públicos, são acusadas de desvios de recursos públicos entre os anos de 2013 e 2016.

Também foi requerido pelo Ministério Público do Piauí o bloqueio no total de R$ 8.388.822,64 de bens dos investigados, valor inicialmente detectado de prejuízo ao erário.

A investigação

A operação foi comandada pelo Gaeco – Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público do Estado do Piauí, com o apoio da Controladoria Geral da União, Tribunal de Contas do Estado, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil do Piauí e Polícia Militar do Piauí, além do Ministério Público do Estado do Ceará.

Todas as homenagens ao diligente Gaeco, que se embrenhou pelo interior do Piauí e, num trabalho árduo, descobriu furtos milionários dos combalidos cofres públicos municipais.

Foi um trabalho deveras estafante e o Ministério Público Estadual, de tão absorto nele, não pode ver nem desconfiar do violento saque de quase R$ 120 milhões no Programa do Transporte Escolar, bem aqui pertinho, só descoberto recentemente pelo Ministério Público Federal e pela Polícia Federal!

Por fim, nada mais apropriado do que batizar essa batida de “Operação Escamoteamento” 

(Com informações do Gaeco/MPPI)

 

 

A carta

A bancada do MDB está perdendo a paciência com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themistocles Filho.

Ontem, os deputados assinaram uma carta dirigida a Themístocles apelando para que ele declare o quanto antes apoio à campanha de reeleição do governador Wellington Dias.

A resposta

A carta é assinada pelos deputados João Madison, Severo Eulálio, Pablo Santos, José Santana, Liziê Coelho e pelos candidatos a deputados Ismar Marques e Henrique Pires, todos em campanha no palanque governista.

Themístocles ainda não se manifestou publicamente sobre o cerco de seus colegas.

Escaldado

O presidente da Assembleia Legislativa tem resistido tanto a se engajar na campanha de reeleição do governador Wellington Dias por dois motivos básicos.

O primeiro é muito conhecido: o governador puxou o tapete delena formação da chapa majoritária, pois Themístocles sonhava ser candidato a vice-governador.

O segundo é que já houve um acordo de cúpula na chapa governista para que o futuro presidente da Assembleia seja um deputado do Progressistas.

Fim da greve

A greve de 77 dias dos professores da rede estadual de ensino chegou ao fim. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinte) anunciou ontem que a categoria decidiu cumprir a decisão judicial e retornar às aulas hoje.

Os professores vão seguir em estado de greve, até o pagamento integral do piso do magistério.

Foto: Divulgação

Integração jurídica - O ex-presidente nacional da OAB, Marcus Vinícius Furtado Coelho, foi um dos conferencistas na abertura do Brics Legal Forum Conference (Fórum Jurídico dos Países dos Brics), ontem, na Cidade do Cabo, África do Sul. O evento prossegue até hoje e reúne juristas do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. O objetivo é discutir a integração jurídica dos chamados países emergentes. “Segurança jurídica e liberdade são dois valores fundamentais para o progresso social e econômico das nações que compõem os Brics”, disse Marcus Vinicius Coelho, na abertura do evento.

 

 

* A baixa agora é no MDB: o oeirense Mauro Tapety desistiu de disputar um novo mandato de deputado estadual.

* Quem puxou a lista dos desistentes foi o deputado federal Rodrigo Martins (PSB).

* Ainda que involuntariamente, o senador Elmano Férrer (Podemos) acabou criando um problema para seus colegas Ciro Nogueira e Regina Sousa.

* Ele se licenciou do mandato para disputar as próximas eleições. Ciro e Regina também são candidatos, mas com todas as benesses do mandato.

 

 

O Midas da Chapada do Corisco

Em entrevista à TV Cidade Verde, o candidato do Avante a senador, Quem-Quem, garantia que a sua condição de homem simples, vendedor de cocada, havia lhe dado a chance de aprender muito com a vida. E enfatizava que isso fez dele um PhD em transformar pouco em muito. Um eleitor não se conteve:

- Pois, para ir agora para Brasília, o Quem-Quem está com o desafio de transformar pouco voto em muito!