Cidadeverde.com

Wilson dá 'tratorada' em Marcelo Castro

Que Ciro Gomes que nada! Quem gosta de candidato pavio curto no Piauí tem agora uma nova opção: é o ex-governador Wilson Martins, que concorre ao Senado pelo PSB, no palanque do tucano Luciano Nunes.

Depois de ser atacado, em debate na TV, na quarta-feira à noite, pelo deputado federal Marcelo Castro (MDB), que corre atrás da segunda vaga de senador, no palanque do governo, Wilson partiu para cima do adversário com a força de um trator.

Tudo começou quando o deputado citou a construção do hospital que pertence à família do ex-governador, acusando-o de se aproveitar da condição de estar no poder para beneficiar a família. O candidato do PSB pediu direito de resposta e partiu com tudo para cima do adversário. 

Puxa-saco

Ele afirmou que Marcelo agiu de forma desesperada por estar “perdendo nas pesquisas”. E não ficou por aí: “Foi o maior puxa-saco que teve no meu governo, que batia palma, que me elogiava. O mesmo que chegou lá me pedindo uma vaga para um filho ser secretário”.

O ex-governador citou ainda problemas na gestão do emedebista quando foi secretário de Desenvolvimento Rural.

Ao se defender, Marcelo acusou o ex-governador de proferir inverdades. “Nada disso aconteceu, nunca lhe pedi favor de coisa nenhuma”, garantiu. Em seguida, justificou os problemas quando foi secretário por erro do Estado, numa “prestação de contas mal feita”.

E atacou: “O que aconteceu na sua gestão, você transformou o público em privado. Você ajeitou a vida da sua família”.

E lembrar que Marcelo Castro foi o candidato escolhido a dedo pelo então governador Wilson Martins para ser o seu sucessor, nas eleições de 2014!

 

 

Foto: Divulgação

Elmano em carreata na zona Norte de Teresina

Carreata do Veín

O candidato do Podemos ao Governo do Piauí, senador Elmano Férrer, fez uma minicarreta nos bairros Risoleta Neves, Vila Cristalina e Vila Mocambinho, zona Norte de Teresina.

Quando era prefeito, Elmano deu início às obras de drenagem galeria na Avenida Freitas Neto, no conjunto Mocambinho.

PF cerca o PP 

O senador Ciro Nogueira (PP) acordou ontem com a Polícia Federal novamente em seu calcanhar.

Por determinação do ministro Edson Fachin, relator da Java Jato no  Supremo, a PF fez diligências em dois endereços do senador em Teresina.

Ciro já teve seu gabinete e sua casa em Brasília vasculhados pela PF.

O alvo era outro

O senador negou em nota à imprensa que seja alvo da operação da Polícia Federal e afirmou que o partido está ajudando na investigação. 

A PF cumpriu mandados de busca e apreensão na sede do Progressistas, no bairro São João, e em residência de um funcionário do partido.

Operação eleitoreira 

O governador Wellington Dias saiu em defesa do senador, que concorre à reeleição em seu palanque.

Para Wellington, esse tipo de operação, a 10 dias das eleições, tem o claro objetivo de prejudicar qualquer candidato que seja alvo dela.

Cala a boca, general!

O candidato a vice-presidente na chapa do deputado Jair Bolsonaro, general Hamilton Mourão, deu novamente com a língua nos dentes.

Em entrevista, ele simplesmente defendeu o fim do 13º e do adicional de férias.

Foi outra facada no candidato do PSL, que ainda está no hospital e se viu obrigado a usar as redes sociais para refutar a proposta de seu vice.

Bolsa Voto

A presidenciável Marina lançou ontem o Programa Renda Jovem em Teresina, a novidade de sua campanha eleitoral.

Ela espera, naturalmente, que o Renda Jovem renda voto.

Foto: Divulgação

Eleição no Sesc - O presidente da Fecomércio do Piauí, Valdeci Cavalcante, é o novo 1o. vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio, do Sesc e Senac nacionais. Duas chapas concorreram às eleições. O placar foi de 24 votos para chapa vencedora, contra 4 votos para a concorrente. O mandato é para o período 2019-2022. É a primeira vez que o Piauí consegue uma posição de maior destaque dentro do Sistema Confederativo nacional.

 

 

* O ex-prefeito Silvio Mendes, demissionário da Fundação Municipal de Saúde, esticou a corda com o prefeito Firmino Filho.

* Ele gravou vídeo pedindo voto para o deputado Marden Menezes, que, apesar de tucano, sempre andou se bicando com Firmino.

* O presidente do PT, deputado federal Assis Carvalho, foi curto e grosso: os infiéis do partido não passarão. Ou se desfiliam ou serão expulsos.

* Esquentado, o deputado Assis Carvalho não de por panos mornos nesse tipo de assunto, não.

 

A faixa

Do humorista Fraga:

- Se a faixa presidencial estiver assistindo ao debate, deve estar um trapo, de tão apreensiva.