Cidadeverde.com

Transcerrado vira atoleiro de 150km

Foto: pontox.com

Fotos da Transcerrados na semana passada

 

Todo ano, as chuvas chegam à região dos Cerrados piauienses prenunciando uma boa safra e também mais um período difícil para o escoamento da produção.

Nesta época, a rodovia Transcerrados, a principal via de escoamento dos grãos produzidos na região, fica praticamente intrafegável em mais da metade de seu percurso de 340 quilômetros.

A estrada vira um lamaçal. Os produtores têm que contratar guincho para ajudar na travessia das carretas. Dezenas delas têm que mudar o destino da travessia e outras conseguem vencer os atoleiros arrastadas por trator.

A precariedade da estrada encarece o transporte de grãos, pois os produtores têm gastos adicionais com a entrega, manutenção, combustível, carro para acompanhamento e desvios de rotas, porque na estrada certa as cargas não passariam.

Muitos motoristas dormem pelo meio do caminho, até com segurança armada. Tudo isso tira competitividade dos produtores piauienses.

A rodovia é uma promessa antiga do Governo do Estado. Em 2013, um trecho de 117 quilômetros começou a ser asfaltado, mas cinco anos já se passaram e a obra está parada. O governo alega que precisa de uma Parceria Público-Privada (PPP) para concluir a estrada.

A Transcerrados tem pelo menos 150 quilômetros intrafegáveis. Mas é com essa estrada transformada em atoleiro que o Piauí quer que o seu desenvolvimento ganhe velocidade.

 

 

Conta de R$ 220 milhões

A folha de pagamento da segunda parcela do 13º salário do funcionalismo estadual totaliza R$ 200 milhões.

O Governo do Estado informou que ainda não dispõe desse valor, mas está na luta para consegui-lo.

Banco pagador

A propósito, está se encerrando o contrato do Governo do Estado com o Banco do Brasil e a Caixa Econômica para receber os depósitos correspondentes à folha de pagamento do Estado.

As negociações para renovação dos contratos já foram abertas.

Há interesse dos bancos privados de participar da disputa pela folha do Estado.

FPM maior

Os prefeitos de todo o país tiveram um novo acréscimo de 1% no Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

O reforço é decorrente ainda de projeto do deputado Júlio César (PSD) para melhorar o caixa das prefeituras com vistas ao pagamento do 13º salário.

Foto: Albert Piauí

Portinho - A Lagoa do Portinho, um dos mais belos pontos turísticos do Piauí e que secou completamente, voltou a acumular água, depois das primeiras chuvas caídas na região do litoral piauiense. No novo cenário, já começa a atrair turistas.

 

 

* O comércio lojista de Teresina espera um acréscimo de pelo menos 5% nas vendas neste final de ano.

* As entidades do setor registraram quedas nas vendas, nos anos anteriores, por conta da crise econômica.

* O presidente da APPM, Gil Carlos, disse que o ano de 2019 gera muita expectativa, mas ele, particularmente, espera que seja melhor.

* Todo mundo do setor público fala que é preciso aumentar receitas, mas ninguém menciona a necessidade de cortar despesas.

 

 

Barraco no PSL

O bate-boca entre o deputado Eduardo Bolsonaro e a deputada eleita Joice Hasselmann, ambos do PSL do predidente Jair Bolsonaro, esquentou, na semana passada. O filho do presidente chamou a deputada eleita de louca. Ela respondeu na bucha:

- “Eduardo, não admito nem te dou liberdade para falar assim comigo, ou escrever algo nesse tom. Não te dei liberdade pessoal nenhuma, portanto, ponha-se no seu lugar”.