Cidadeverde.com

Nordeste fora do ministério de Bolsonaro

Reprodução: sagres

O Nordeste e o Norte foram excluídos do Ministério Bolsonaro. É a primeira vez na história da República que as duas regiões não são sentidas nem cheiradas pelo presidente na montagem de sua equipe.

No primeiro escalão, estão 11 ministros do Sudeste, 8 do Sul, 2 do Centro-Oeste e até um colombiano.

Para o Nordeste, sobrou apenas o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, entregue à advogada Damares Alves, natural de Sergipe. (É aquela que disse que viu Jesus num pé de goiaba).

Mas ela entra no ministério na cota dos evangélicos, não na cota do Nordeste.

O presidente Bolsonaro perdeu a eleição em todos os Estados nordestinos. Talvez esteja dando o troco ao desprestigiar a região na composição dessa equipe.

Publicamente, ele declarou que governará sem discriminações ao Nordeste, inclusive na entrevista concedida à TV Cidade Verde, após o primeiro turno. Depois repetiu o compromisso em outras entrevistas.

O mais importante, porém, que o presidente sair distribuindo cargos para os políticos nordestinos, é o seu governo ter uma política desenvolvimentista diferenciada para o Nordeste.

Se isso vai acontecer, só o tempo dirá.

Foto: Eduardo Knapp/Folhapress