Cidadeverde.com

Um novo tempo de semear sonhos

Bem, chegamos a mais um fim de ano. Tempo de balanço da vida, do que foi feito e do que deixou de ser realizado nos últimos 12 meses.

Tempo de virar a página, apagar com a borracha da memória os momentos difíceis e os instantes amargos.

De alguma forma, se chegamos até aqui, foi porque fomos mais fortes do que eles, esses instantes tormentosos e passageiros que ficaram para trás.

Tempo também para agradecer as conquistas, as superações, a mão estendida de uns, o ombro amigo de outros.

E tempo, ainda, para traçar planos para o ano que se inicia. E começar a semeadura de novas esperanças.

A propósito de virada do ano, o poeta Carlos Drummond de Andrade escreveu:

 “Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial.

Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.

Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente."

É assim mesmo que o tempo passa, a vida também!

Um feliz Ano-Novo para você!