Cidadeverde.com

Mais do mesmo

O governador Wellington Dias vence as duas primeiras semanas de seu novo mandato sem novidades. Nesse período, ele anunciou uma reforma administrativa, um novo recadastramento do servidor, o corte de despesas e a melhoria nos serviços públicos, bem como investimentos.

Até agora, não detalhou como fará isso. Apenas adiantou que mandará em fevereiro, à Assembleia Legislativa, propostas de reformas para o novo período administrativo. Em outras palavras, nada está formatado ainda. Por enquanto, há apenas especulações em torno de eventuais mudanças.

Na prática, o novo governo ainda não começou, pois o anterior ainda não terminou. A equipe de governo é a mesma, as práticas também são as de antes e as contas de 2018 ainda não foram fechadas. O balanço financeiro do Estado ainda se encontra em aberto, com dívidas para todos os lados.

De certo modo, é compreensível esse quadro escasso de mudanças e novidades. O governador não se deixa dominar pela ansiedade. Ele é de dar tempo ao tempo. Além do mais, não poderia começar um governo negando o anterior, pois é o sucessor dele mesmo.

Então, enquanto não diz a que veio, em seu novo mandato, Wellington vai tocando o governo com mais do mesmo.

 

Pesca predatória – Longe das vistas da fiscalização do Ibama e de outros órgãos ambientais, faz-se a pesca proibida e predatória no cânio do rio Poti, no município de Buriti dos Montes. A foto é desta semana. Os pontos brancos são armadilhas de pesca.