Cidadeverde.com

No país das jaboticabas

As pesquisas de opinião pública realizadas e publicadas até agora mostram que o brasileiro está inconformado e indignado com a situação política do país.

Um relatório do Fórum Econômico Mundial divulgado no ano passado revela que, entre 137 países avaliados, o Brasil é o último colocado em termos de confiança da população na classe política.

A desconfiança da população tem sentido. O país vive um escândalo político atrás do outro, com um crescente desgaste para a sua representação política, em todos os níveis.

Além do mais, os graves problemas do Brasil não são atacados com vigor e apenas de agravam de governo para governo e de ano para ano.

Sem mudanças

Ao mesmo tempo em que há pesquisas indicando o descontentamento da população com a situação do país, outras sinalizam que são muito tímidas as possibilidades de mudança na representação através do voto.

Ou seja, pelo que se desenha, os mesmos serão reeleitos e tudo vai continuar como está, com discretíssimas alterações.

Não deixa de ser curiosa essa contradição, própria do país das jabuticabas.

 

 

"Teje preso"!

Quem se desplugou na semana santa e está voltando agora ao mundo real precisa saber desta: na quinta-feira, foram presos a pedido do Ministério Público Federal, com autorização do ministro José Roberto Barroso, do Supremo, três amigos do presidente Temer.

A operação da PF foi deflagrada dentro do inquérito que investiga se empresas do setor portuário, em especial a Rodrimar, pagaram propina para serem beneficiadas com um decreto presidencial assinado por Temer.

"Teje solto"!

A prisão temporária dos suspeitos se estenderia até hoje, mas já no sábado de aleluia todos foram soltos pelas mesmas autoridades.

E fica a dúvida sobre a necessidade de tais prisões.

Estrago

No Palácio do Planalto, a avaliação é de que  a revogação das prisões alivia um pouco a tensão dos últimos dias, mas o "estrago político está feito".

Isto é, o governo terá ainda mais dificuldades daqui para a frente.

Reprodução/Twitter

Saúde e marketing - A pedagoga Vanessa publicou em sua conta no Twitter: @Vanss07698411:  “Estive agora com meu pai no Hospital Laura Vasconcelos em Bacabal. O atendimento foi excelente não deixa a desejar nenhum hospital particilar. Toda a equipe, desde o maqueiro até os médicos estão de parabéns.”

 

 

* O governador Wellington Dias anuncia hoje os 21 nomes que vão compor sua nova equipe.

* A reforma administrativa é em virtude das eleições 2018. Os titulares saem para disputar mandatos, mas deixam gente de confiança em suas cadeiras.

* A Rede lançou no sábado de aleluia a pré-candidatura do juiz aposentado Márlon Reis ao Governo do Tocantins.

* Ele é o idealizador da Lei da Ficha Limpa e advogado da Rede. Tenta a sua primeira candidatura, após 17 anos na magistratura.

 

 

As pernas da mentira

Do humorista Fraga:

- Lembram que a mentira tinha pernas curtas? Esqueçam. Agora ela usa próteses atléticas de titânio.

 

Os estresses da sucessão estadual

Por um longo período, as oposições do Piauí anunciaram um estrondoso racha na base governista para a sucessão estadual de 2018. Ainda há tempo para que a previsão se confirme, mas, por enquanto, é a oposição que vem sofrendo estresse.

O PSDB, o principal partido de oposição no Piauí, tenta montar um palanque suprapartidário para o deputado estadual Luciano Nunes concorrer ao governo.

O PSB do ex-governador Wilson Martins e o DEM dos deputado Heráclito Fortes e Robert Rios já se apresentaram como voluntários.

PSDB menor

Ocorre que o PSDB chega à sucessão estadual de 2018 praticamente só com a cara e a coragem. O partido vem sendo desidratado desde a sucessão de 2014. O segundo nome da legenda, o ex-prefeito Silvio Mendes, filiou-se ao PP ainda no ano passado.

O prefeito Firmino Filho, a principal liderança da sigla no Piauí e uma aposta das oposições para a sucessão deste ano, não fez por onde entrar na disputa.

Como não participou dos encaminhamentos para a montagem do palanque tucano, também não se sente na obrigação de subir nele.

Não ficou só nisso. Sem perspectiva de reeleição na sigla, o presidente regional do PSDB, deputado Firmino Paulo, pediu desfiliação e está avaliando por qual partido disputará um novo mandato.

O parlamentar é sobrinho do prefeito de Teresina e decidiu debandar da legenda depois que viu a primeira-dama Lucy se filiar ao PP do senador Ciro Nogueira. Ele entendeu que foi um recado do prefeito de que não o apoiaria mais este ano.

Lá vem o Zé!

Mas nem só de baixas vive o PSDB do Piauí. A direção do partido anunciou para o dia 5, quinta-feira, a refiliação do ex-governador Zé Filho. Ele será candidato a deputado estadual e vem com a promessa de uma boa votação do Norte do Estado.

Isso não deve ser comemorado, porém, como uma conquista da oposição. Zé Filho já era oposição. Aliás, um dos poucos que assumiram essa postura com convicção, uma oposição de verdade.

O prefeito Firmino Filho não quis se pronunciar sobre o estresse no PSDB. Alegou que o período da Páscoa é época de recolhimento e silêncio. Mas prometeu quebrar o jejum verbal a partir desta semana.

A situação dele é de absoluto desconforto.

 

Secretários candidatos limpam as gavetas

Os secretários do governador Welington Dias que disputarão as próximas eleições já começaram a limpar as gavetas. Todos eles serão substituídos na próxima segunda-feira, dia 2. O primeiro a deixar o cargo foi o secretário de Administração e Previdência, Franzé Silva, que se despediu ontem da pasta.

Ainda não foram revelados os nomes de todos os substitutos, mas em algumas secretarias eles já estão sendo apresentados aos servidores (Veja abaixo a relação dos novos auxiliares do governador).

O processo de transição já começou em Secretarias como as de Desenvolvimento Econômico (Sedet); Cultura; Educação; Administração e Previdência; Governo; Segurança e Infraestrutura.

Os candidatos

A saída dos secretários de Estado e ocupantes de órgãos da administração indireta do governo para concorrer às eleições deste ano provoca mudanlas em 21 órgãos. Dos pré-candidatos, 14 já são parlamentares e vão buscar a renovação de seus mandatos.

A troca de nomes não vai significar mudanças nos rumos do governo nem da rotina administrativa.

Os secretários e demais auxiliares do governador que estão saindo para fazer campanha deixam pessoas de sua estrita confiança em suas cadeiras, para que tudo continue como antes. Ou seja, para que os atuais ocupantes se mantenham com força e prestígio nesses órgãos, mesmo fora deles.

Quem sai e quem entra

 

 

 

Foto: Divulgação

BR-343 passa a se chamar "Rodovia Governador Alberto Silva"

Rodovia Alberto Silva

Já começaram as homenagens à memória do ex-governador e ex-senador Alberto Silva, pelo centenário de seu nascimento.

O Dnit começou a instalação das placas com o nome de Alberto Silva para a BR-343.

A homenagem

A rodovia federal começa em Luís Correia, no Norte do Piauí, e termina no município de Bertolínea, no Sul do Estado, totalizando 740 quilômetros.

O primeiro trecho da estrada, do litoral a Teresina, foi asfaltado no primeiro governo de Alberto Silva (1971-1975). O segundo, no governo Dirceu Arcoverde (1975-1978).

A homenagem foi aprovada pelo Congresso Nacional, através de projeto de lei do então senador Joao Vicente Claudino.

Prioridade

Projeto de lei do deputado Mainha (Progressistas), apresentado na Câmara Federal, prevê a destinação de vagas exclusivas de estacionamento para veículos com gestantes ou lactantes.

O PL nº 9.867/18 amplia o alcance da Lei nº 10.098/00, que garante vaga exclusiva para veículos de pessoas com deficiência.

Mainha observa que as mulheres grávidas ou com bebê de colo já têm prioridade em filas de banco, consultas médicas e outros serviços.

Tiroteio

O ataque à bala a dois ônibus que participam da caravana do ex-presidente Lula no Paraná é o assunto do momento.

Dois ônibus foram atingidos por três tiros na tarde de terça-feira, segundo o Partido dos Trabalhadores. Ninguém ficou ferido.

No momento dos disparos, Lula estava dentro da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFSS), em Laranjeiras do Sul.

Ataques

"A nossa caravana está sendo perseguida por grupos fascistas. Já atiraram ovos, pedras. Hoje deram até um tiro no ônibus", informou o Twitter oficial de Lula.

A Polícia Civil do Paraná informou que abriu inquérito para investigar o caso e que será feita uma perícia nos ônibus.

Palanque

O episódio vem sendo explorado politicamente de todo jeito. Os partidários do ex-presidente tentam vitimizá-lo. Os adversários insinuam que o PTV provocou o atentando.

Toda e qualquer forma de violência deve ser condenada e combatida. Então, é dever das autoridades apurar o caso, identificar os responsáveis e puni-los na forma da lei.

Discurso

Do mesmo modo, é dever das lideranças políticas abandonar o discurso do ódio e da beligerância e pregar a paz e a união entre os brasileiros, até que isso se torne uma prática.

Uma disputa política não pode ser transformada numa guerra!

De orelha em pé

O Governo do Piauí está de orelha em pé quanto às novas exigências da Caixa para liberar a segunda parcela do empréstimo de R$ 600 milhões para o Estado.

Conforme o secretário de Governo, Merlong Solano, desde o início que forças políticas poderosas vêm se mexendo em Brasília para travar a operação.

O Piauí já recebeu R$ 307 milhões e está aguardando a liberação de mais R$ 315 milhões.

 

 

* O senador Elmano Férrer (MDB) informou que o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, lhe garantiu a manutenção do Centro Regional de Operação do Sistema Elétrico do Piauí.

* Foi divulgada que esse Centro seria fechado. O senador ponderou ao ministro que o fim do órgão ocasionaria graves prejuízos para o Piauí.

* Elmano fez ver ao ministro que isso traria consequências negativas nos aspectos técnico, tecnológico e acadêmico.

* O novo presidente regional do PSDB, Luciano Filho, anunciou para o dia 5 a filiação do ex-governador Zé Filho ao partido.

 

 

Quem com ovo fere...

Do humorista Albert Piauhy, fundador do Partido dos Trabalhadores:

- Sou contra jogar ovos no Lula e no Michel Temer. Não se deve fazer ao PT o mesmo que o PT faz aos outros.

 

Governo espera empréstimo para abril

Foto:cidadeverde.com

Secretário Rafael Fonteles, da Fazenda

 

O secretário de Fazenda, Rafael Fonteles, acredita que por todo o mês de abril o Governo do Estado receberá a segunda parcela do empréstimo contraído junto à Caixa Econômica Federal, no valor de R$ 315 milhões.

Ele disse que os esclarecimentos solicitados ao governo, sobre a prestação de contas da aplicação da primeira parcela, no valor de R$ 307 milhões, já foram encaminhados à Caixa. O secretário enfatizou que as informações mostram a regularidade e a legalidade na aplicação dos recursos.

O Governo do Piauí, segundo ele, já fez dez contratos de operação de crédito com a Caixa. O governo apresentou a prestação de contas da mesma forma que fez em relação aos empréstimos anteriores, porém, agora, as regras foram alteradas.

Rafael Fonteles afirmou que está confiante no recebimento dos recursos, para destravar várias ações do governo nas áreas de obras públicas e investimentos. Se isso não se der pela via administrativa, então o Estado recorrerá à Justiça.

Vai demorar

Ontem, líderes da oposição distribuíram, através das mídias sociais, a cópia de um expediente da Caixa, encaminhado à Justiça Federal, em resposta à intimação sobre os contratos de empréstimos firmados com o Governo do Piauí, a propósito de uma ação movida pelo advogado Valter Rebelo, presidente regional do PSC.

No documento envido à Justiça Federal, a CEF explica que em 9 de setembro do ano passado adiantou a primeira parcela de R$307 milhões do contrato de R$600 milhões.  O Governo tinha até 28 de fevereiro passado para prestar contas.

Nesta data, a prestação de contas foi enviada à Caixa, que pediu mais informações. No dia 3 deste mês, o governador Wellington Dias requereu a devolução dos documentos apresentados e pediu prazo de mais 20 dias para entregar uma nova prestação de contas.

No mesmo dia, o Estado tentou a liberação de um outro empréstimo (FINISA II), no valor de R$315 milhões, porém a Caixa negou o pedido devido à não prestação de contas do primeiro contrato.

Na última quinta-feira (22), o governo entregou a documentação sobre a aplicação dos recursos do primeiro empréstimo e a Caixa estabeleceu um prazo de 45 dias para fazer a análise. Até lá, nenhum outro repasse de qualquer empréstimo será liberado.

 

 

Olho no olho

O deputado Luciano Nunes, pré-candidato a governador pelo PSDB e outros partidos de oposição, teve ontem um tête-à-tête com o prefeito Firmino Filho.

Foi conversar sobre a saída do presidente regional do PSDB, deputado Firmino Paulo, que pediu desfiliação da sigla para concorrer à reeleição por outro partido.

Reação

Luciano Nunes disse ao prefeito que recebeu a desfiliação de Firmino Paulo com surpresa; comunicou que assumirá o comando do PSDB no Estado, na condição de vice-presidente; e que levará adiante a sua candidatura ao governo pela oposição.

- E qual foi a reação do prefeito – indagou a jornalista Nadja Rodrigues, na Rádio Cidade Verde.

Luciano passou a bola para Firmino: “Eu prefiro que o próprio prefeito se manifeste sobre isso”.

Chave 14

Sem novos processos na pauta e sem mais reformas para aprovar no Congresso, o presidente Michel Temer deu uma chave 14 no PP do senador Ciro Gomes, segundo informa a imprensa de Brasília.

Pelo que se noticia, antes de iniciar a reforma ministerial, o Palácio do Planalto alertará o comando do PP que a legenda só manterá o espaço atual no governo se apoiar a reeleição do presidente Michel Temer.

Galinha gorda

Hoje, o PP comanda os Ministérios da Saúde, das Cidades e da Agricultura, além da Caixa Econômica Federal.

E seguramente não vai largar esse osso para correr atrás de um sem-voto e sem-caneta.

Emenda

O deputado federal Marcelo Castro, presidente regional do PMDB, avisa a quem interessar possa: ele conseguiu no Ministério das Cidades a liberação de uma emenda parlamentar de sua autoria, no valor de R$ 7.498,306,58, para a pavimentação asfáltica em Teresina.

Comumente, o deputado destinava suas emendas aos municípios do interior.

Rodoanel

O ex-governador Wilson Martins saiu da moita. Ele distribuiu através das redes sociais um vídeo no qual mostra o rodoanel de Teresina como uma obra de seu governo.

O projeto foi iniciado em 2012, para tirar o tráfego pesado de dentro de Teresina, mas ainda não foi concluído, embora em 2014 estivesse com 82% dos serviços executados..

 

 

* Foi do ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, a decisão de liberar o senador cassado Demóstenes Torres para ser candidato este ano.

* Dizem que, com isso, o ministro começou a treinar para suceder a ministra Carmén Lúcia na presidência do STF.

* A Prefeitura de Teresina antecipou para hoje e amanhã o pagamento do funcionalismo municipal.

 

 

Fim de linha

Do deputado Luciano Nunes, pré-candidato a governador pelo PSDB, ao comentar a possibilidade de o prefeito Firmino Filho concorrer às eleições deste ano:

- Acho que não há mais que se falar em candidatura do prefeito Firmino a governador. Se a esposa e o sobrinho dele estão agora na base do governo, como é que ele pode ser candidato pela oposição?

 

Supersafra atola nas estradas do Cerrado

Foto: pontox.com

Rodovia PI-392, em 21/03/2018) - Currais-PI, sentido entroncamento com a PI-397 (Transcerrado)/Bunge Laranjeira.

 

Que o Piauí terá uma safra recorde de grãos este ano, todo mundo já sabe. O IBGE estimou que Estado deverá ter uma produção superior a 4 milhões de toneladas de grãos. O total é 12% acima da safra colhida em 2017, que já havia sido a maior da história. 

Segundo o IBGE, o aumento na produção deve-se às condições climáticas, que têm sido favoráveis, com chuvas abundantes nas regiões produtoras, notadamente nos Cerrados, onde se concentra o agronegócio.

Muito bem! O que muita gente não sabe é que o Piauí não terá como transportar toda essa supersafra.

Então, mesmo diante da perspectiva de uma nova produção agrícola recorde nos Cerrados piauienses, os produtores da região estão outra vez com as mãos na cabeça.

Com as fortes chuvas que caíram por lá, eles voltam a viver o drama da falta de estradas para o escoamento da produção. As existentes viraram atoleiros intermináveis.

E é nessas condições, correndo atrás do atraso, que o Piauí quer chegar na frente como grande produtor de grãos do país.

Produtores cobram investimentos

A Câmara Seotiral do Agronegócio Piauiense (CSA-PI), instituída pelo Decreto nº 16.633, de 14 de junho de 2016 (Estado do Piauí), encaminhou ofício ao governador Wellington Dias expondo a precariedade das estradas no Sul do Piauí e solicitando providências. Eis o documento:

1) PI-392 (Bom Jesus-PI à Baixa Grande do Ribeiro-PI), principalmente o trecho dos 16,5 km da subida da Serra Grande (Baixa Grande do Ribeiro-PI), licitado ainda no ano de 2013, cuja “obra” está completamente abandonada.

2) PI-397 (Rodovia Transcerrado), principalmente os 2º e 3º trechos (Serras Branca, Laranjeira, Pirajá e Quilombo), onde nunca houve sequer uma obra de implantação e revestimento primário da rodovia.

A exemplo, a CONAB-PI possui estoques de milho, proveniente da aquisição em leilão e para venda em balcão aos pequenos criadores do Nordeste, armazenados na DM Coelho (2º trecho da Transcerrado / PI-397), sem saída ao sentido norte (Sebastião Leal-PI) por condições de intrafegabilidade: sentido do 1º trecho desta rodovia, cuja “obra” dos 117,0 km licitadas, também, ainda no ano de 2013, está completamente abandonada.

3) Manutenção das demais vias (trechos) não pavimentadas (demais trechos da PI-392, Acessos às PI’s, Vicinal da Serra da Fortaleza e PI-391 / Pratinha / Perimetral Sul).
 

Altair Domingos Fianco

Presidente da CSA/PI e da Aprosoja/PI

 

 

Novo endereço

O Sine-Piauí está em novo, amplo e confortável endereço: Rua Areolino de Abreu, no Centro, onde funcionou o Bulevar.

Sua antiga sede era na Avenida José dos Santos e Silva. O Sine terá pago o aluguel de seu antigo endereço?

O caso foi parar na Justiça, com ação de despejo.

Ele fica!

O deputado federal Heráclito Fortes, agora no DEM e um dos entusiastas da candidatura do deputado Luciano Nunes ao Governo do Estado, disse ontem que não acredita que o prefeito Firmino Filho fique fora da campanha tucana.

Segundo o parlamentar, o prefeito subirá ao palanque na hora certa.

Em aberto

Heráclito disse ontem que as oposições estão com a vaga de vice em aberto, à espera de uma corrente política que inevitalvemente sairá do esquema do governo.

As oposições estão convictas de que o governo não terá condição de acomodar todos os aliados em seu palanque.

Sumiu

Por onde anda o Dr. Pessoa, que se anunciou como candidato a governador, saiu do PSD para viabilizar a sua campanha e não deu mais notícia?

Sem surpresa

O secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Ziza Carvalho, esclarece: Moura Fé e Romildo Mafra, seus auxiliares diretos, jamais foram cotados para substituí-lo na pasta, a partir de 2 de abril, quando se desincompatibiliza para ser candidato novamente a deputado estadual.

- Quem está assumindo é meu substituto imediato nas minhas ausências durnte toda a minha gestão e que, inclusive, já assumiu interinamente durante os meses de janeiro, fevereiro e março de 2015 - informa, arrematando: "Portanto, sem surpresa".

 

 

* A queda do poder deixou os petistas tontos. Pois não é que eles estão numa barulhenta campanha contra o seriado da Netflix sobre a Lava Jato?

* Pregam abertamente boicote à produção. Muitos já até cancelaram suas assinaturas, em protesto contra “O Mecanismo”.

* Ora, quanto mais barulho em torno da série do cineasta José Padilha, mais ela  vai despertar  curiosidade.

* O PT anda tão desarvorado que esquece que se trata de uma obra de arte, uma ficção, tal qual o filme “Lula, o filho do Brasil”.

 

Vai longe!

Do ex-senador João Vicente Claudino, sobre os encaminhamentos da sucessão estadual no Piauí, tanto do lado do governo quanto do lado da oposição:

- Isso aí está é longe de acabar, pois é uma novela maior que a música “A Triste Partida”, do Luiz Gonzaga.

 

Livro faz inventário de obras do Piauí

Foto: Divulgação

Cid Dias apresenta seu novo livro na APL

 

"Engenharia Piauiense” é o novo livro do engenheiro civil, professor e escritor Cid de Castro Dias. A obra foi lançada sábado passado, na Academia Piauiense de Letras, com apresentação do próprio autor, que fez um inventário das principais obras públicas construídas no Piauí desde José Antônio Saraiva, o fundador de Teresina.

Cid Dias, membro da APL, explicou que seu livro mostra uma visão panorâmica sobre a engenharia piauiense a partir da década de 1850, quando Saraiva, presidente da Província, implantou os primeiros prédios públicos de Teresina, a nova capital, objetivando abrigar a máquina governamental que se deslocara de Oeiras.

“Através dos relatórios dos Presidentes da Província, vamos viajar no tempo, visitando o canteiro de obras dessas edificações, acompanhar seu dia a dia e entrar em contato com obras que se arrastam por longo tempo”, ressalta.

O autor informa ainda que, de posse de um manancial de informações colhidas ao longo de anos, teve a ideia de disponibilizar aos interessados esse elenco de obras abrangendo prédios públicos, pontes, barragens, viadutos, galerias, praças, avenidas e estradas.

Muito bem documentado com rico acervo de imagens, o livro, apesar de técnico, se torna de leitura fácil e atraente. Em suas páginas estão parte significativa de quase dois séculos da história do Piauí.

O autor

Com 76 anos, Cid de Castro Dias tem uma longa experiência profissional. Ele formou-se em engenharia em 1968 e desde o início de sua carreira acompanha de perto, como técnico e pesquisador, as obras realizadas no Piauí nos últimos 50 anos.

Ele é autor de várias obras ligadas à historiografia piauiense, entre elas “Os caminhos do Rio Parnaíba” e “Piauí – Projetos Estruturantes”.

Na mesma solenidade, foram lançadas mais duas obras da “Coleção Século XXI”, da Academia Piauiense de Letras: “Educação no Piauí – 1880-1930”, da historiadora, professora e acadêmica Teresinha Queiroz, e “Viagens para fim de ida”, da professora e advogada Maria Magalhães.

 

 

Atoleiro

Mesmo diante da perspectiva de uma nova safra recorde nos Cerrados piauienses, os produtores da região estão outra vez com as mãos na cabeça.

Com as fortes chuvas que caíram na região, eles voltam a viver o drama da falta de estradas para o escoamento da produção.

As existentes viraram atoleiros intermináveis.

Transporte urbano

Já os empresários do transporte público por ônibus de todo o país reuniram-se em Brasília, na semana passada, com o objetivo de avaliar a grave crise econômico-financeira enfrentada pelo setor e acentuada a partir de 2013.

Da reunião nasceu a Carta de Brasília, assinada por todos os empresários, representados pela NTU – Associação Nacional dos Transportadores Urbanos.

Só no papel

O documento cita as promessas do Governo Federal feitas após os movimentos de junho de 2013, por um Pacto Nacional pela Mobilidade. Segundo a Carta de Brasília, tais promessas “ficaram no discurso e no papel, o que jogou por terra a maioria dos projetos de melhoria de uma infraestrutura urbana que é totalmente inadequada ao transporte coletivo de qualidade”.

Cobrança

O tom da carta é de alerta, ao mesmo tempo em que cobra “políticas efetivas de fortalecimento do transporte coletivo, financiamento adequado e investimentos dos governos federal, estaduais e municipais em projetos de melhoria da infraestrutura viária”.

Segundo nota da NTU, “os empresários de grandes empresas do setor exigiram que o governo tome medidas urgentes para garantir a prestação dos serviços com qualidade e preços acessíveis”.

Tem boi na linha

Nos meios políticos, conta-se que, já limpando as gavetas para deixar a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, o deputado Ziza Carvalho indicou para substituí-lo no cargo o diretor financeiro da pasta.

Ou seja, ele demonstra que não confia nos superintendentes Moura Fé e Romildo Mafra.

Os dois, considerados os pés e as mãos do secretário, eram os nomes cotados para substituí-lo.

A bola ainda vai rolar

Entrando na corrida da sucessão estadual com um certo atraso, segundo avalia-se nos meios políticos, o ex-senador João Vicente Claudino justifica que nada está arrumado, ainda, para as eleições estaduais deste ano no Piauí.

- Os grupos desse campeonato ainda não estão definidos, nem a tabela nem os times.

Foto: Carlos Rubem

Mirante do Morro da Cruz - Depois de a população muito clamar pela sua conclusão, durante cinco gestões municipais, eis que no sábado finalmente foi inaugurado o Belvedere do Morro da Cruz, em Oeiras, de onde se descortina um belo panorama da cidade. Em 1900, o padre José Dias de Freitas, vigário da Paróquia de Nossa Senhora da Vitória, plantou no alto do morro uma cruz de pedra para assinalar a entrada do Século XX.

 

 

* O presidente regional do PSDB, deputado Firmino Paulo, está deixando o partido sob a justificativa de que não foi contemplado no espólio eleitoral do colega Luciano Nunes.

* Candidato agora a governador, Luciano transferiu seus colégios para o ex-governador Zé Filho, que está de volta ao PSDB e concorrerá à Assembleia.

* Com isso, Firmino Paulo vai buscar a sua reeleição agora através do PP do senador Ciro Nogueira.

* O prefeito Firmino Filho não está dando palpite na chapa majoritária de seu partido, mas não abre mão de dar pitaco na chapa adversária.

* Ele está se mexendo para vetar o nome do presidente da Assembleia, Themístocles Filho (MDB) como vice de Wellington Dias.

 

A procissão

Oeiras celebra todo ano a Procissão de Bom Jesus dos Passos com muito fervor. No Quinto Passo, dá-se três voltas em torno da imagem. Pela crença popular, nesse ponto o Cristo quis se livrar dos soldados romanos. E ele é conhecido como “Passo do Engano”. Na sexta-feira passada, no Sermão do Bom Jesus, na Prefeitura de Oeiras, estavam muitos políticos, entre eles B. Sá, Ciro Nogueira, Wilson Martins e vários deputados, que posaram para foto juntos. O agitador cultural Carlos Rubem, o Bill, vendo a cena, disparou, para gargalhada de todos:

- Vocês estão no local errado. O lugar de vocês é lá no “Passo do Engano”!

 

60 anos do Armazém Paraíba

Em 2018, o Armazém Paraíba completa 60 anos de muito sucesso. As comemorações dessas seis décadas já começaram com uma campanha especial,? como a série histórias de sucesso, que teve como primeiro tema?? a ação das bolas amarelas do Paraíba. ?Nas redes sociais, clientes postaram e continuam postando fotos da infância mostrando a bolinha como um troféu. O brinquedo que era lançado de avião, na década de 1970 e início dos anos 1980, sobre as cidades onde existia uma loja do Paraíba fez grande sucesso e marcou a infância de muita gente. 

A exemplo da Orlivania Medeiros: “Na minha cidade, Caxias no Maranhão, muitas vezes jogavam de um carro de som, mas a vez que ficou marcada na minha mente foi quando elas foram jogadas de um helicóptero, Nossa! Nunca vou esquecer desse dia. Eu já tive a minha e gostaria que minhas filhas tivessem a oportunidade de ter a tão famosa bola”.

É bom lembrar que as bolas amarelas continuam sendo distribuídas em datas especiais  até os dias  atuais, quem sabe as filhas de Orlivania também terão histórias   de sucesso para contar.

Juízes param em defesa do auxílio-moradia

Imagem: Reprodução/Anajus

Na esteira dos acontecimentos inusitados e grotescos que passou a produzir ultimamente, o Brasil se vê hoje diante do anúncio de uma paralisação dos juízes.

Convocada pela Associação dos Juízes Federais, com a pronta adesão de outras entidades que congregam magistrados, oficialmente a manifestação é contra os ataques sofridos por magistrados que atuam no julgamento de casos de corrupção.

É a magistratura comportando-se do modo sorrateiro dos políticos, em suas dissimulações, pois na verdade o movimento é pela defesa do auxílio-moradia.

Isso porque a onda de críticas ao benefício vem crescendo no país e o Supremo Tribunal Federal pautou para o próximo dia 22 o julgamento de sua legalidade.

Exceção vira regra

A bem da verdade, os magistrados foram deixados em uma saia justa. Como estavam sem reajuste em seus vencimentos, foram estimulados a se autoconcederem o auxílio-moradia como complementação salarial.

Assim, o que era uma exceção virou uma regra. Ou seja, a concessão do benefício apenas para os magistrados que estivessem trabalhando fora de seu domicílio passou a ser distribuída indiscriminadamente.

Mesmo morando em casa própria ou tendo mais de um imóvel, os magistrados passaram a embolsar a mais R$ 4.370 todo mês, a título de auxílio-moradia, livres do Imposto de Renda.

Desembargadores, conselheiros de tribunais de contas, procuradores, advogados da União e outras categorias acharam bonito o exemplo dos juízes e também passaram a embolsar esse pixuleco.

A quem os juízes estão querendo sensibilizar com a manifestação de hoje? Não se sabe.

O que fica patente, apenas, é que aqueles que deveriam dar exemplo de justiça, garantindo direitos iguais para todos os cidadãos, fazem um movimento exclusivamente em defesa de seus próprios interesses.

É uma tentativa desesperada de quem já ganha em torno de R$ 30 mil por mês para manter um penduricalho imoral, num país em que mais de 80% dos trabalhadores não têm salário equivalente ao auxílio-moradia!

(NOTA: Entro de férias a partir de hoje. Volto dia 25

Deputado sem mordomia e com salário baixo

Imagine um lugar onde deputado não tem carro oficial. Tampouco tem uma vaga reservada apenas para ele na sede do parlamento.

Nesse lugar, se não estiver de carona, o deputado só tem uma maneira de chegar ao parlamento com motorista: é se ele pegar o ônibus coletivo que conduz a população para o centro da cidade.

Uma exceção para transitar em carro de representação é feita apenas ao presidente do Parlamento.

Mas ele só tem direito a essa regalia se for a um evento na condição de presidente da Câmara e não a título pessoal.

Tem mais: nesse lugar, a política é considerada como um envolvimento popular. Portanto, não existe deputado profissional. Todos os políticos são obrigados a ter emprego.

Mas, para não atrapalhar o emprego de cada um dos 100 representantes do povo, as sessões do Parlamento são realizadas no final da tarde, quando o expediente já terminou.

Também durante os anos em que estão no “poder” não podem contratar parentes e recebem um vale para fazer duas refeições por mês.

O auxílio-moradia não faz parte dos benefícios. Ao final de quatro anos de mandato, os deputados não ganham uma aposentadoria.

A remuneração

Esse lugar existe! É a Suíça, um dos países mais ricos do mundo. O país é um dos pilares de um sistema financeiro mundial que guarda em seus cofres trilhões de dólares.

Em Genebra, um deputado chega a receber por ano cerca de 30 mil francos suíços, o equivalente ao pagamento médio atribuído a um artista de circo ou a um ajudante de cozinha, postos ocupados em grande parte por imigrantes.

O pagamento a um membro do Parlamento de Genebra é bem inferior à média de um salário de um fabricante de queijo, menor que a renda de um mecânico de carros na Suíça, de uma secretária, de um policial, de um carpinteiro, de uma professora de jardim de infância, de um metalúrgico e de um motorista de caminhão.

Enquanto isso...

No Brasil, o salário de um deputado estadual chega a R$ 25.300 por mês em São Paulo, por exemplo.  Além disso, os parlamentares brasileiros têm direito a uma verba mensal (o chamado “cotão”), que pode superar R$ 30 mil, para custeio de gastos de alimentação, transporte, passagens aéreas e despesas de escritório.

Essas regalias e tantas outras mordomias concedidas de mão beijada aos parlamentares brasileiros já estão tão naturalizadas que ninguém mais estranha.

O estranho seria o Brasil querer um parlamento igual ao da Suíça. (Com informações do Estadão)

 

 

Zorra

Na República, uma bobagem atrás da outra, a divertir ou enfurecer as plateias, como nas arenas romanas.

Em decisões monocráticas, ministros do Supremo tiram a competência do presidente da República.

Não se pode escolher ministros, pode-se ter o sigilo bancário quebrado e se reedita indulto natalino.

Mais zorra

Na outra ponta, por qualquer indisposição, já se vai levantando a ideia do impeachment de ministro do Supremo.

É um país que não se dá a respeito!

Conexão

O presidente do Conselho Nacional do Sesi, João Henrique Sousa, encerrou ontem sua viagem aos Estados Unidos com uma visita ao governador do Colorado, John Hickenlooper. Ele recebeu apoio à iniciativa de patrocinar, no programa de intercâmbio - Conexão Mundo, 500 jovens matriculados na rede Sesi e Senai de educação.

O intercâmbio permite, além da capacitação do idioma inglês, vivência, visão de mundo diferenciada e fortalecimento das relações, bem como criação de redes.

Foto: Divulgação/CN-Sesi

Governador do Colorado com João Henrique

Pensa, Piauí!

O Plenário da Assembleia Legislativa recebe amanhã e em 22 de março o evento Seminário Pensar Piauí – Prosperidade Agora, que vai discutir temas como economia, segurança, saúde e educação.

O evento está sendo organizado pelo deputado e líder do Governo na Casa, João de Deus (PT).

Empréstimo

O deputado Robert Rios (PDT) disse que o governo excluiu o Tribunal de Contas do acesso online às contas do Estado e que os empresários que construíram obras com recursos de outras fontes retificaram as notas fiscais.

São irregularidades que ele aponta na prestação de contas da primeira parcela do empréstimo de R$ 615 milhões junto à Caixa Econômica Federal.

Caveira de burro

Pelo visto, desenterraram a cabeça de burro que enfiaram na Avenida Duque de Caxias, na zona Norte de Teresina. As obras foram retomadas.

A avenida é um dos corredores do novo sistema de tráfego da cidade.

Foto: Divulgação

Batalha do Jenipapo - O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (MDB), recebeu ontem um diploma de Honra ao Mérito de Bravura e Heroísmo Combatentes na Batalha do Jenipapo, entregue  pela Academia  de Letras de Campo Maior. A homenagem foi feita em alusão aos 195 anos da Batalha do Jenipapo, com o objetivo destacar nomes de personalidades que lutaram pelo reconhecimento e inserção da data 13 de março de 1823 na Bandeira do Piauí. A solenidade foi presidida pelo presidente da academia, João Alves Filho. Além do deputado, também foram homenageados o ex-deputado estadual Homero Castelo Branco e os escritores Adrião Neto e Antenor Rego Filho.

 

 

* O deputado Luciano Nunes (PSDB) participou ontem, no Rio Grande do Sul, do lançamento da 22ª Conferência Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais.

* O evento acontece no mês de maio, em Gramado, e tem como tema central “Os desafios de um novo Brasil”.

* Luciano é o atual presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), entidade que promove a conferência.

* O presidente do PT, deputado Assis Carvalho, está tocando fogo na base governista, com a ideia da chapa pura proporcional.

* O discurso do prefeito Firmino Filho é o de quem não vai arredar pé do Palácio da Cidade para ser candidato nas eleições deste ano.

 

Modus operandi

Do humorista Fraga:

- Reverência é a puxação de saco a seco; bajulação é o puxa-saquismo com saliva.

 

Muito trovão e pouca chuva

Foto: Facebook/Senador Ciro Nogueira

Presidente da Caixa anuncia no Piauí recursos que não chegam

Foi uma festa de arromba, com a presença do ministro das Cidades, Alexandre Baldy, e do presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, trazidos pelo braço pelo presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira. Dezenas de prefeitos participaram da festa, realizada na sede da APPM, no dia 28 de fevereiro passado.

O governador Wellington Dias esteve presente à solenidade, que teve como ponto alto o anúncio da liberação de R$ 315 milhões da Caixa Econômica para obras no Piauí. O governador comemorou: "São áreas importantes que vão atender os interesses da população. São liberações de programas de investimentos de mobilidade”.

O ministro Baldy anunciou a inclusão de municípios piauienses em uma nova etapa do Programa de Habitação Rural e do Cartão Reforma. "Esse cartão é um programa muito importante, porque muda a vida das pessoas mais carentes. Temos essa parceria importante com os Estados e municípios, melhorando a vida das cidades", frisou.

Travou

Muito bem! Quando se imaginava que o Governo do Estado já estava era gastando os recursos recebidos da segunda parcela do empréstimo de R$ 615 milhões feito junto à Caixa, eis que vem a notícia desapontadora: o dinheiro ainda não foi liberado. E corre o risco de não cair tão cedo na conta do Governo do Piauí.

Ontem, na sessão da Assembleia Legislativa a oposição acusou o governo de não ter feito a prestação de contas da aplicação da primeira parcela do empréstimo. Por isso, conforme os parlamentares oposicionistas,  ficou impedido de receber a segunda parcela.

O governador Wellington Dias explicou que a prestação de contas foi devolvida pela Caixa porque houve uma mudança na sistemática. Ele garantiu que o Governo do Piauí está cumprindo todas as exigências para receber os recursos.

Os deputados da oposição anunciaram que vão recorrer à Justiça Federal para ter acesso às informações sobre o empréstimo, negadas pela Caixa.

A situação deixa o Governo do Estado em situação desconfortável, especialmente agora, quando está no limite fixado pela Lei de Responsabilidade Fiscal para despesas com pessoal e contava com esses recursos para investimentos.

Foto: CCom

O governador reunido com o presidente da Cef para acertar detalhes sobre liberação do empréstimo

 

 

Cassação

O Tribunal Regional Eleitoral decidiu ontem, por unanimidade, manter a cassação das chapas proporcionais “Compromisso Com Valença I” e ”Compromisso com Valença II”, após constatar que as coligações fraudaram as eleições do município em 2016. 

Assim, seis dos 11 vereadores da cidade perderam os mandatos.

Fraude

A fraude nas eleições da cidade de Valença, distante 200 quilômetros de Teresina, de acordo com a acusação, se deu no preenchimento da Lei de Cotas de Gênero.

Mulheres se candidataram apenas como “laranjas” e não chegaram sequer a fazer campanha eleitoral. 

Com a decisão, a partir de sua publicação, haverá uma recontagem dos votos das eleições 2016 e os candidatos mais votados das outras coligações serão considerados eleitos e empossados como vereadores de Valença. 

Fim da greve

Após 17 dias da greve dos trabalhadores em educação, a categoria decidiu ontem suspender o movimento grevista, mas manter-se em estado de greve. Assim, as aulas retornam à sua normalidade a partir de hoje.

A decisão foi tomada após a aprovação da nova proposta de pagamento do reajuste de 6,81% para todos os trabalhadores em educação.

A audiência de conciliação foi realizada no Tribunal de Justiça.

Batalha do Jenipapo

A programação, em Campo Maior, começa por volta das 12h, com a Missa em Ação de Graças, na Catedral de Santo Antônio. No monumento, a solenidade começa a partir das 15h30, com o desfile militar. A encenação A passagem do 195º aniversário da Batalha do Jenipapo será lembrada hoje em Campo Maior com vasta programação, incluindo missa, peça teatral e a entrega da medalha “Heróis do Jenipapo” e a Outorga da Ordem Estadual do Mérito Renascença do Piauí.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho(MDB), será uma das personalidades homenageadas no aniversário da Batalha do Jenipapo.

Mais poderes

Chegou ontem à Assembleia Legislativa o projeto de autoria do Tribunal de Justiça que altera a Lei Complementar nº 230, de 29 de novembro de 2017 e a Lei de Organização Judiciária do Estado do Piauí, Lei Complementar nº 3.176, de 12 de dezembro de 1979.

A nova Lei altera as competências do vice-corregedor geral de Justiça, dando-lhe mais autonomia.

O novo vice-corregedor é o desembargador Brandão de Carvalho.

Burrocracia

As entidades ligadas ao setor da construção civil participaram ontem à noite de uma reunião promovida pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon Teresina), na sede da Fiepi, para tratar sobre burocracias que dificultam a liberação de empreendimentos.

Entidades como o Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Piauí (CRECI/PI), Associação Industrial do Piauí (AIP) e a Federação das Indústrias do Estado do Piauí (Fiepi) discutiram os principais entraves que resultam em esperas que podem durar anos.

Atraso

De acordo o presidente do Sinduscon Teresina, André Baía, os empresários e toda a sociedade são prejudicados com a burocracia no setor. “Todos os nossos associados são unânimes em dizer que o ambiente de negócio da nossa capital é o pior. A velocidade e qualidade das aprovações da Prefeitura, os trâmites cartorários e o Corpo de Bombeiros precisam melhorar” explica.

 

 

* O secretário de Administração e Previdência, Franzé Silva, já começou a limpar as gavetas. Ele deixa o cargo no próximo dia 29.

* Nas próximas eleições, o secretário vai disputar o mandato de deputado estadual, no palanque do governador Wellington Dias.

* A missa de sétimo dia do professor Olímpio Castro será celebrada amanhã, quarta-feira, às 19 horas, na Paróquia Militar Santa Teresinha – Capela do 25º BC.

* Quem decide neste país, jogou os juízes na cova dos leões, na questão do auxílio-moradia, concedido como uma complementação salarial para compensar o congelamento da remuneração dos magistrados.

 

Estrada fantasma

O líder do PDT na Assembleia Legislativa, deputado Robert Rios, disse ontem que o Governo usou obras construídas com outros recursos na prestação de contas de empréstimo obtido junto à Caixa Econômica Federal:

- Na prestação de contas, o Governo do Estado diz que aplicou R$ 15 milhões na construção de uma estrada em Corrente, mas essa estrada não existe.

 

Posts anteriores