Cidadeverde.com

Direção do COE faz "apelo" para higiene de profissionais contra coronavírus

  • reunião_Sesapi_-13.jpg Yasmim Cunha
  • reunião_Sesapi_-11.jpg Yasmim Cunha
  • reunião_Sesapi_-9.jpg Yasmim Cunha
  • reunião_Sesapi_-8.jpg Yasmim Cunha
  • reunião_Sesapi_-5.jpg Yasmim Cunha
  • reunião_Sesapi_-4.jpg Yasmim Cunha
  • reunião_Sesapi_-3.jpg Yasmim Cunha
  • reunião_Sesapi_-2.jpg Yasmim Cunha
  • reunião_Sesapi_.jpg Yasmim Cunha

O médico coordenador do Centro de Operações de Emergência (COE) estadual, José Noronha, que também é diretor do Hospital Natan Portela, centro de referência para o Covid-19 no Piauí, apelou para que as normas de segurança e higiene sejam seguidas pelos profissionais da saúde. 

Diretores de hospitais e clínicas particulares do Piauí se reuniram na tarde desta segunda-feira (16) com a coordenação do do Piauí, no Centro Administrativo em Teresina. Na ocasião, foi frisada a atenção para a higiene na rotina de trabalho, uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) e de técnicas de esterilização e vigilância sanitária.

"Essa reunião serve para fazer esse apelo e essa conscientização da alta gestão nos hospitais e retreinamento porque basicamente essas técnicas já são usadas para outras síndromes respiratórias agudas, por isso fazer essas reuniões de retreinamento", revelou Noronha.

Representante de nove direções de hospitais particulares estiveram presentes. O encontro também debateu a disponibilidade de leitos e a reserva de locais nos hospitais privados destinados para pacientes diagnosticados. O COE reforçou os protocolos de atendimentos para pacientes com suspeita, dentre eles a disponibilidade de leitos de isolamento.

Até o momento, o Piauí não confirmou nenhum caso para infecção por Covid-19. O COE garantiu que a população e a imprensa serão informadas caso algum exame aponte um caso de infecção no estado

Testes do Covid-19 nos hospitais privados

O coordenador do COE estadual informou que a rede privada realiza testes para diagnóstico de Covid-19 no Piauí. 

“Alguns hospitais estariam fazer o teste. A nível de contabilização, se o hospital mandar para o laboratório privado, ele tem que enviar uma amostra para o laboratório e mostrar para o poder público. Só é validado com uma contraprova”, afirmou.

Contratação de mais profissionais

Na reunião, o secretário estadual de Saúde, Florentino Neto, confirmou a possibilidade de contratação de novos servidores em caso de aumento exponencial confirmações. “Nosso grande problema são profissionais. Nós temos autorização para contratar temporariamente equipes para serem treinadas para trabalhar temporariamente", revelou.

 

Valmir Macêdo
[email protected]