Cidadeverde.com

Portaria afasta policiais militares e libera 'home office' para comandantes e chefes

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

O comandante-geral da Polícia Militar no Piauí, coronel Lindomar Castilho, decretou em portaria  o afastamento de policiais militares idosos, além de gestantes, lactantes e portadores de doenças crônicas. Os comandantes e chefes poderão adotar o sistema home office (escritório em casa) por meio de comunicação eletrônica.

O afastamento, segundo a portaria, "não caracteriza licença, férias, dispensa, não se constituindo causa de justificação para o afastamento da sede do seu local de trabalho", diz a portaria.

Os policiais e servidores com 60 ou mais deverão ser escalados, preferencialmente, para atividades que não envolvam o atendimento ao público. 

Além das policiais grávidas e lactantes, militares portadores de cardiopatias, diabéticos, hipertensos ou doenças crônicas que reduzam a imunidade deverão ser afastados das atividades. 

Foto: Reprodução portaria

A medida prevê que as escalas de serviços operacionais não serão alteradas, devendo ser seguidas. Os policiais deverão ainda tomar medidas de assepsia ao assumirem os turnos, higienizando rádios, celulares, tablets, maçanetas das viaturas e armamento com álcool em gel.

Abordagens

A portaria prevê ainda que haja uma redução no número de abordagens. Os policiais deverão ser "criteriosos na realização das abordagens, abordando somente quando houver fundada suspeita”, diz a portaria. 

Valmir Macêdo
[email protected]