Cidadeverde.com

Caminhões reinventam a África e brindam 15 anos no Corso de Teresina em 2016

  • pop9.jpg Divulgação/Arquivo Pessoal
  • pop7.jpg Divulgação/Arquivo Pessoal
  • pop6.jpg Divulgação/Arquivo Pessoal
  • pop5.jpg Divulgação/Arquivo Pessoal
  • pop3.jpg Divulgação/Arquivo Pessoal
  • pop2.jpg Divulgação/Arquivo Pessoal
  • pop1.jpg Divulgação/Arquivo Pessoal
  • pop8.jpg Divulgação/Arquivo Pessoal

Zebras azuis e girafas pink. Um brinde a 15 anos ininterruptos no Corso de Teresina. Os organizadores de caminhões que colecionam prêmios no Corso passaram as últimas semanas completamente mergulhados na confecção da decoração e das fantasias que vão levar pra avenida. A beleza das produções e a alegria de quem participa do maior pré-Carnaval do Piauí está garantida.  

"Vai ser lindo o caminhão esse ano, vai ter grandes esculturas de animais, nenhuma em cor original, fizemos cores surreais, não é uma África savana, árida, é uma outra ótica de África, vai ser um tribalismo colorido", explica um dos organizadores do caminhão África Pop, o estilista e empresário Igor Leite. 

Comemorando 15 anos no Corso de Teresina, o Bode dos Medonhos vai levar o baile de debutante pra avenida Raul Lopes. De acordo com Carlito Silveira, um dos organizadores do bloco, o grupo promete oferecer um brinde à festa diante do camarote da Prefeitura de Teresina. 

"Esse ano deixamos para nos organizar muito em cima da hora, mas não podíamos deixar de fazer o caminhão e de ir para o Corso de Teresina. O caminhão vai ser um grande bolo confeitado, os participantes vão com traje de gala e vamos ter o brinde dos 15 anos do Bode dos Medonhos no Corso", conta. 

Quando começou, antes do início do Corso, "Os Medonhos" formavam apenas um bloco que circulava pelas ruas de Teresina, seguindo até a Avenida Frei Serafim. "Os homens iam para avenida vestidos de mulheres e as mulheres de homens. Depois foi que recebemos o convite para montarmos um caminhão decorado, reunirmos bastante gente. Desde então, não paramos mais", descreve. 

O desfile de carros teve início em 2001, mas foi há cerca de quatro anos que o Bode dos Medonhos teve seu auge. Pelo menos 150 pessoas foram para a rua, com dois caminhões e um trio elétrico. "Todo mundo queria participar, levamos um enorme dragão chinês pra avenida, nessa edição nós ganhamos um prêmio", lembra. 

E Carlito destaca que o Bode dos Medonhos é o único bloco do Corso de Teresina que tem uma música oficial. Ouça abaixo:

O grupo composto por Igor, por outro lado, é bem recente, mas já foi vencedor de prêmios no maior desfile de carros decorados do mundo, segundo o Guiness. O tema Fábrica dos Sonhos, de acordo com Igor, foi o mais divertido de criar. "Acho que foi o caminhão que mais gostamos de fazer, porque era bem colorido, cheio de doces, cupcakes, foi muito bonito", lembra.

Há cinco anos os amigos começaram a se reunir para montar um caminhão e ir para a avenida. Este ano, a inspiração surgiu de uma viagem de Igor à África, quando conheceu a tribo Ndebele. O povo tem como principal marca as cores vibrantes e os grafismos bem marcados em suas produções de vestuário e arquitetura. 

"Eu me amarrei nos grafismos, tudo muito colorido, é surreal. E eu tive a ideia de levar isso pros animais, as folhas. Nada no nosso caminhão vai ser óbvio. Tudo com muita cor, em cor neon", adianta. O caminhão traz uma produção exclusiva: todas as estampas do caminhão e das fantasias foram desenvolvidas pelo estilista. 

Premiações

Além do prêmio da Prefeitura de Teresina, a TV Cidade Verde também vai eleger os melhores. O 1º lugar vai levar 1.200 latinhas de cerveja Skol, mais uma caixa térmica. O 2º lugar vai fazer a festa com 600 latinhas de Skol, mais 5 conjuntos de mesas. O 3º caminhão melhor colocado ganhará 360 latinhas, mais dois conjuntos de mesas.

O Corso de Teresina vai acontecer neste sábado (30) na avenida Raul Lopes, a partir das 16h. Em 2015, foram 260 carros inscritos. 

 

Maria Romero
redacao@cidadeverde.com