Cidadeverde.com

FMS possui mais de 1 milhão de preservativos para distribuir no carnaval 2016

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) está com mais de 1 milhão de preservativos masculinos e femininos para distribuir aos foliões de Teresina durante o carnaval 2016, principalmente no Corso, pois é considerado o maior evento carnavalesco do Piauí, que ocorrerá nesta sábado (30).

Segundo a coordenadora de DST/AIDS da FMS, Andrea Fernanda Lopes, a distribuição integra a campanha educativa de conscientização contra a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis. Também será distribuído gel lubrificante.  

“Vamos iniciar as ações de prevenção na campanha contra a transmissão do HIV e de outros DSTs, que consta principalmente na distribuição de camisinhas masculinas e femininas durante o Corso de Teresina, bem como em toda a época do carnaval”, disse a coordenadora.

Andrea também destaca que uma equipe da FMS estará distribuindo as camisinhas e orientando os foliões sobre a prevenção de DSTs durante todo o Corso 2016.  A equipe estará localizada embaixo da Ponte Estaiada João Isidoro França ao lado de uma banca de revista, na Avenida Raul Lopes, local do evento. 
 
“Estaremos com essa ação não somente no Corso de Teresina, mas também durante todo o carnaval”, acrescentou.  Andrea explica que os interessados podem estar buscando os preservativos diretamente nos postos de saúde, não precisa de cadastro ou documento de identificação. 
 
“A distribuição de preservativos nessa época do ano é fortalecida em todo o país devido a enorme fluxo de pessoas nas cidades, em especial nas ruas por causa dos blocos. Pessoas se encontram, se conhecem e gostam uma das outras. Por isso, reforçamos o uso de camisinhas, pois essa é a maneira mais eficaz de proteção contra as DSTs, dando atenção especial ao vírus HIV por estar bastante presente nos jovens de 15 a 24 anos, de acordo com dados do Ministério da Saúde”, pontua Andrea. 
 
Uma pesquisa de Conhecimentos, Atitudes e Práticas na População Brasileira (PCAP), divulgada pelo Ministério da Saúde, informou que a maioria dos brasileiros (94%) sabe que o preservativo é a melhor forma de prevenção às DST e AIDS. No entanto, 45% da população sexualmente ativa do país não usaram nas relações sexuais casuais nos últimos 12 meses.

Carlienne Carpaso (especial para o cidadeverde.com)
redacao@cidadeverde.com