Cidadeverde.com

Preparada para o desfile, avenida concentra animação e família

Enquanto os foliões se preparam para o início do Corso do Zé Pereira em Teresina e a equipem que coordenam o trânsito a avenida de trabalham para que os carros consigam trafegar sem problemas. Enquanto isso, foliões já começam a soltar a alegria para o desfile.

Parte da Marechal Castelo Branco foi bloqueada no sentido Sul/Norte, entre a Ponte Estaiada e o Atacadão para que os caminhões possam se organizar e iniciarem o desfile. Já a via no sentido oposto está liberada. O acesso à Ponte Estaiada pela Rua Amazonas de quem vem pela Marechal também está liberado. Equipes da Strans estão no local auxiliando os condutores juntamente com a Polícia Militar.

Com a avenida preparada para a folia, os foliões já começam a se aglomerar com a mesma irreverência dos anos anteriores. Sandra trouxe a família para brincar e veio preparada para qualquer desafio. Acompanhada do marido Ramiro e do filho Nícolas, de 11 anos, vieram de Super-Homem acompanhando o caminhão Tudo Junto e Misturado. “Todos os anos nós participamos do Corso e este ano decidimos vir os três de Super-Homem. Acreditamos que este ano vai ser melhor porque está mais organizado”, afirma.


Ramiro, Sandra e Nícolas aproveitam a festa fantasiados e em família 

Não foi só o casal que optou em levar o filho pra folia. Pela terceira vez no corso, Denise, mãe de Mateus, de 4 anos, afirma que a alegria está tomando de conta do momento. “A gente sempre vem e traz a família. É um momento de diversão. E nós adoramos apreciar as fantasias.”, diz empolgada. 


Denise e o marido levaram os filhos para a diversão na Avenida Marechal

Se preparando para começar o desfile, os integrantes do caminhão Havaloucos garantem muita animação. “Vai ser muito melhor esse ano porque tem menos caminhões. Estamos nos organizando desde o dia 15 de janeiro e temos certeza que será muito bom. Estamos desde cedo para aproveitar tudo”, afirmou o estudante José Carlos, um dos 30 jovens que integram o grupo.

Pedro Alan e Jessica Lobão resolveram fazer do corso também um protesto. Ela veio pra avenida de policial, ele veio de presidiário e com a máscara do ex-presidente Lula. "A intenção é se divertir, mas também fazer um protesto contra a impunidade do país."

Já as estudantes Mariana, Yulaia e Isadora vieram com uma fantasia inusitada, a de GPS do Amor. Elas explicaram que fazem parte de um bloco e acrescentaram: "quem estiver em busca do amor, encontra aqui", afirma.

Flash de Jordana Cury [do local]
Diego Iglesias da Redação
Redacao@cidadeverde.com