Cidadeverde.com

Reunião define policiamento para o Corso de Teresina

Uma reunião para definir o esquema de segurança do Corso de Teresina foi realizada na manhã desta quarta-feira(25) entre o comando da Polícia Militar e a Fundação Cultural Monsenhor Chaves. 

De acordo com o presidente da Fundação, Luís Carlos Martins, a reunião serviu para reforçar o planejamento da segurança e do Carnaval em Teresina que este ano será descentralizado, nos bairros. 

Em relação ao Corso, como o trajeto e percurso são os mesmos a polícia trabalhará com o mesmo efetivo do ano passado, cerca de 800 policiais espalhados em onze elevados (pontos de observação) e nas regiões adjacentes que ligam os foliões à avenida Raul Lopes. 

“Estamos planejando com todas as polícias civil, militar, rodoviária federal para termos um corso seguro e tranquilo”, declarou Luís Carlos Martins.

Mais de mil pessoas estarão envolvidas no esquema de segurança que inclui cavalaria, canil, policiamento aéreo, patrulha fluvial, motos e carros.

Sobre o carnaval, o comandante da PM, coronel Carlos Augusto Gomes, disse que é importante que os blocos oficializem o pedido de reforço na segurança, nos dias que vão precisar. 

“É muito importante que nos informem porque não temos só Teresina para reforçar a segurança, vamos nos deslocar para outras cidades como Barras e no litoral. Mas, a população pode ficar tranquila que iremos para todos os locais na capital e no Estado para garantir a segurança nos dias de folia”, declarou coronel Carlos Augusto. 

O Corso de Teresina acontece no dia 18 de fevereiro, na avenida Raul Lopes, com concentração na avenida Marechal Castelo Branco. 

Caroline Oliveira
carolineoliveira@cidadeverde.com